Diagnóstico dos resíduos de demolição e construção no Brasil/ Diagnosis of demolition and construction waste in Brazil

Mário Marcos Moreira da Conceição, Larissa Lopes Barroso, Danilo Puget da Fonseca, Walmeci Ferreira de Freitas Junior, Michel Ferreira Abdulmassih, Octávio Ferreira Barreto, Higor Ribeiro Borges, Isabella Muraro Aires, Caio César Abreu Carneiro, Gustavo Antônio de Sousa Nazaré, Jorge Mateus Menezes de Lima Jacques, Josiane Coutinho Mathews, Arinos Benedito Fernandes Menezes, José Alvino Pereira de Lima Júnior, Annanda Gabriely Moura de Souza

Abstract


Os Resíduos de Demolição e Construção - RDC apresentam sérios problemas de ordem estética, ambiental e de saúde pública, devido principalmente ao crescimento urbano desordenada e a falta de locais adequados para disposição final desses materiais o que justifica o objetivo desta pesquisa, que é verificar quais fatores tem influenciado os RDCs no Brasil. O método aplicado foi o dedutivo. Esta pesquisa foi exploratória de natureza aplicada. A coleta dos dados secundários foi efetuada a partir de acesso a plataforma de dados livres do Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil publicado pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais – ABRELPE. Foi efetuada uma análise quantiqualitativa do crescimento populacional e do índice de RDC coletado entre os anos de 2014 e 2018, para verificar a correlação entre essas variáveis em cada Região do Brasil e verificar quais variáveis influenciam esta problemática. A cinco Regiões do Brasil não apresentaram o crescimento populacional como fator de forte influência na taxa de RDC coletados no quinquênio desta análise, dessa forma outros fatores estão atrelados a esta ação como: Perdas no processamento relacionadas a ineficiência nos métodos de trabalho e mão de obra desqualificada além de perdas nos estoques: associado ao armazenamento inadequado dos materiais, assim como o excesso de estoque. Houve tendencia de diminuição de coleta dos RDC nas cinco Regiões brasileiras mesmo com o crescimento populacional constante. Entretanto, a Região Norte apresenta as menores produções per captas das cinco regiões brasileira, sendo influenciada pela baixa influencia econômica da construção civil deste período. A variável crescimento populacional não tem influência direta com os RDC coletados nas cinco regiões do país.


Keywords


Crescimento urbano, Disposição Final, Correlação.

References


ABRELP E, Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (2008-2020). Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil. São Paulo. ABRELPE. Disponível em: https://abrelpe.org.br/panorama/.

ABREU, Carlos Donizetti; HENKES, Jairo Afonso. Uma análise sobre o tratamento de resíduos sólidos urbanos: proposta de sistema alternativo, transformando residuos só-lidos em carvão e energia. Revista Gestão & Sustentabilidade Ambiental, [S.L.], v. 8, n. 1, p. 1015, 4 abr. 2019. Universidade do Sul de Santa Catarina - UNISUL. http://dx.doi.org/10.19177/rgsa.v8e120191015-1042.

BESSA, Sofia Araújo Lima; MELLO, Tiago Augusto Gonçalves; LOURENÇO, Karen Katleen. Análise quantitativa e qualitativa dos resíduos de construção e demolição gerados em Belo Horizonte/MG. Urbe. Revista Brasileira de Gestão Urbana, [S.L.], v. 11, p. 01-16, 2019. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/2175-3369.011.e20180099.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente, Conselho Nacional do Meio Ambiente. Resolução 307, de 05 de julho de 2002. Estabelece diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, nº 136, 17 de julho de 2002. Seção 1, p. 95-96.

Campos, H. K. T. (2012). Renda e evolução da geração per capita de resíduos sólidos no Brasil. Engenharia Sanitária e Ambiental, Santa Catarina, 17 (2), 171-180.

Chierrito-Arruda, E.; Rosa, A. L.M.; Paccola, E. A.S.; Macuch, R. S.; Grossi-Milani, R. S. (2019). Comportamento pró-ambiental e reciclagem: revisão de literatura e apontamentos para as políticas públicas. Ambiente & Sociedade, 21 (1), p.01-18.

COLOMBO, C.R.; BAZZO, W.A.Desperdício na construção civil e a questão habitacional: Um enfoque CTS. Revista Roteiro, Laçaba, 2001. Acessado em: 23/05/2021, disponível em:http://www.nepet.ufsc.br/Documentos/Construcao_Civil_com_enfoque_CTS.pdf

FONSECA, Ronald Assis; RODRIGUES, Kleber Ramon; CHARMELO, Leopoldo Concepción Loreto; LORETO, Alessandro Saraiva; VIEIRA, Athos Alves. Avaliação de atividades de risco na usina de tratamento de resíduos sólidos do Município de Manhumirim, Minas Gerais, Brasil. Revista Brasileira de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, [S.L.], v. 4, n. 7, p. 77-85, 2017.

GERHARDT, T. E.; SILVEIRA, D. T. Métodos de pesquisa. Porto Alegre: UFRGS, 2009.

Gomes, M. F.; Pinto, W. D. S. (2015). A função socioambiental da propriedade e o desenvolvimento sustentável. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, 14 (2), 236-250.

ITO, Marcia Harumi; COLOMBO, Renata. Resíduos volumosos no município de São Paulo: gerenciamento e valorização. Urbe. Revista Brasileira de Gestão Urbana, [S.L.], v. 11, p. 1-15, 2019. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/2175-3369.011.e20180117.

Klein, F. B.; Gonçalves-Dias, S. L. F.; Jayo, M. (2018). Gestão de resíduos sólidos urbanos nos municípios da Bacia Hidrográfica do Alto Tietê: uma análise sobre o uso de TIC no acesso à informação governamental. Revista Brasileira de Gestão Urbana, 10 (1), 140-153. DOI: 10.1590/2175-3369.010.001.

LIMA, Thayse da Silva; BARROS, José Deomar de Souza. Avaliação do gerenciamento de resíduos sólidos através do Sistema de Indicadores de Sustentabilidade Pressão-Estado-Impacto-Reposta (PEIR) no Município de Cachoeira dos Índios, Estado da Paraíba, Nordeste do Brasil. Revista Brasileira de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, [S.L.], v. 6, n. 14, p. 749-765, 2019.

MATIAS-PEREIRA. J. Manual de metodologia de pesquisa científica. São Paulo: Atlas, 4. ed., 2016.

Melo, C. X.; Duarte, S. T. (2018). Análise da compostagem como técnica sustentável no gerenciamento dos resíduos sólidos. Revista Brasileira de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, 5 (10), 691-710.

MICHALAKE, Audrey Elis; SILVA, Cristiane Rosa da; SILVA, Frederico Fonseca da. análise dos parâmetros físico-químicos do esgoto tratado de Curitiba (PR) - estação Belém. Ciência e Natura, [S.L.], v. 38, n. 3, p. 1560, 28 set. 2016. DOI:10.5902/2179460X22180.

Moura, L. R.; Dias, S. L. F. G.; Junqueira, L. A. P. (2018). Um olhar sobre a saúde do catador de material reciclável: Uma proposta de quadro analítico. Ambiente & Sociedade, 21 (1), 1-20.

Munyai. O; Nunu. W. N. (2020). Efeitos na saúde associados à proximidade de pontos de coleta de lixo no município de Beitbridge, Zimbábue. Wast Management, 105 (1), 501-510.

OLIVEIRA, M. F. Metodologia científica: manual para a realização de pesquisas em Administração. Goiás: Catalão, 2011.

OSINI, Daniely Neckel; CARDOSO, Débora Cristina Correia; SIMIONI, Flávio José; BECEGATO, Valter Antonio; HENKES, Jairo Afonso. análise da gestão de resíduos sólidos urbanos em municípios na região serrana de Santa Catarina. Revista Gestão & Sustentabilidade Ambiental, [S.L.], v. 7, n. 4, p. 26, 12 dez. 2018. DOI: 10.19177/rgsa.v7e4201826-44.

QUEIROZ, Neucy Teixeira; VIEIRA, Eloir Trindade Vasques. Gestão de resíduos sólidos na zona urbana do Município de Varzelândia, Minas Gerais, Brasil: um olhar pela via da gestão municipal e impressões da população. Revista Brasileira de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, [S.L.], v. 5, n. 9, p. 141-156, 2018. DOI: 10.21438/rbgas.050909.

PINTO, et al. Resíduos da Construção Civil: matéria prima verde a ser investigada. Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 5, n. 2, p. 1339-1351, feb. 2019.

RIVERA, Neiflor Alvarado; HERNÁNDEZ, Norielbis Carolina Mendoza. Tratamientos aplicados y posible aprovechamiento de los residuos sólidos, barrio la Amistad, Guanare, Estado Portuguesa, Venezuela. Revista Aidis de Ingeniería y Ciencias Ambientales. Investigación, Desarrollo y Práctica, [S.L.], v. 12, n. 1, p. 153, 5 abr. 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.22201/iingen.0718378xe.2019.12.1.60854.

ROMANO, A. G.; MOLINOS-SENANTE. M. (2020). Fatores que afetam a ecoeficiência dos serviços de resíduos municipais nos municípios da Toscana: uma investigação empírica de diferentes modelos de gestão. Wast Management, 105 (1), 384-394.

SANTOS, F. R.; POMPEL, R. B. Logística reversa de resíduos da construção civil: uma análise de viabilidade econômica. R.Tec.FatecAM. v. 2, n. 1, p. 105-120 mar./set 2014.

VIEIRA, C. R.; Rocha, J. H. A.; LAFAYETTI, K. P. V. (2019). Análise dos fatores de influência e diagnóstico da gestão dos resíduos da construção civil (RCC) nos canteiros de obra da cidade do Recife-PE. Revista Brasileira de Gestão Urbana, 11 (1), 1-13. DOI: 10.1590/2175-3369.011.e20180176.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n9-080

Refbacks

  • There are currently no refbacks.