Alquímicos / Alchemicals

Aline de Sousa, Thalyson Patrick Martins da Silva, Maria de Jesus Pinheiro Sousa, Lílian de Sousa Sena, Rosane Ferreira Macêdo, Rogério Leal de Sousa, Ivone das Dores de Jesus, Ilka Márcia Ribeiro de Souza Serra

Abstract


O objetivo deste artigo é enfatizar a importância da compreensão dos conhecimentos químicos e matemáticos a partir da análise e interpretação de fenômenos da natureza, pesquisas e experimentos, proporcionando um estreitamento nas relações existentes entre os estudantes e seus modos de perceber a Química e a Matemática. Tendo como foco o estudo na Alquimia voltado para ensino educacional de forma transversal, resgatando o contexto histórico químico, além de aplicar o raciocínio logico matemático nos experimentos, instigando a curiosidade nas misturas químicas, como o “Elixir da Vida”. Além disso, o trabalho abrange a produção de jogos didáticos que contribuem para a educação inclusiva, permitindo que pessoas com deficiência auditiva e ouvinte possam interagir como agente ativo no aprendizado.


Keywords


Alquimia, Ensino de Química, Ensino de Matemática, Jogos Inclusivos.

References


BRASIL. Base Nacional Comum Curricular: Educação é a Base. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Básica, 2018.

FERNANDES, Rúbia Juliana Gomes; DOS SANTOS JUNIOR, Guataçara. REFLEXÕES SOBRE: ALFABETIZAÇÃO, LETRAMENTO E NUMERAMENTO MATEMÁTICO. Revista Práxis, v. 7, n. 13, 2015.

DA SILVA, Diego Eduardo et al. DA ALQUIMIA À QUÍMICA: RELATOS DE UTILIZAÇÃO DA HISTÓRIA DA QUÍMICA EM UMA PROPOSTA PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA.2010

DIAS, Diogo Lopes. "Alquimia"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/alquimia.htm. Acesso em: 10 de fev. de 2021.

PISA. Programa Internacional de Avaliação de Estudante. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2012: matriz de referência de matemática / Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais. – Brasília, DF: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2012.

BERSCH, Maria Elisabete. Formação continuada de professores: gamificação em espaços de convivência e aprendizagem híbridos e multimodais. 2019. 267 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2019.

MANTOAN, Maria. Teresa. Egler. Inclusão, diferença e deficiência: sentidos, deslocamentos, proposições. Revista Inclusão Social, Brasília-DF, v.10, n.02, p.37-46, 2017.

MENDES, Enicéia Gonçalves. Sobre alunos “incluídos” ou “da inclusão”: reflexões sobre o conceito de inclusão escolar. In: VICTOR, Sonia Lopes; VIEIRA, Alexandro Braga; OLIVEIRA, Ivone Martins de. Educação especial inclusiva: conceituações, medicalização e políticas – Campos dos Goytacazes, RJ: Brasil Multicultural, 2017.

GALVÃO FILHO, Teófilo. Tecnologia Assistiva: favorecendo o desenvolvimento e a aprendizagem em contextos educacionais inclusivos. In: GIROTO, C. R. M.; POKER, R. B.; OMOTE, S. (Org.). As tecnologias nas práticas pedagógicas inclusivas. Marília/SP: Cultura Acadêmica, p. 65-92, 2012.

QUADROS, Ronice Müller de. Educação de surdos: a aquisição da linguagem. Porto Alegre: Artmed, 2008




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n9-079

Refbacks

  • There are currently no refbacks.