Medicamentos utilizados no manejo da dor de pacientes idosos sob cuidados paliativos em um hospital / Drugs used in pain management of elderly patients under palliative care in a hospital

Matheus Henrique de Magalhães Moreira, Lucas Henrique Rinaldi Faidiga, Cecília Neves de Vasconcelos Krebs

Abstract


O envelhecimento da população no Brasil acarreta aumento da prevalência de doenças incuráveis e ameaçadoras da vida. Objetivou identificar as combinações medicamentosas, classes e medicamentos utilizados para alívio da dor em pacientes idosos sob cuidados paliativos. Trata-se de uma pesquisa de abordagem quantitativa, descritiva-exploratória, com análise documental.  A pesquisa foi realizada no período de janeiro de 2017 a outubro de 2018 em um hospital voltado para a atenção a saúde do idoso localizado em uma cidade no Sul do Brasil que se analisou 126 prontuários eletrônicos, selecionados por ordem cronológica até a obtenção do número total. A terapia combinada foi utilizada em 86,51% dos pacientes (n=109) na primeira prescrição e em 95,24% dos pacientes (n=120) na última. A classe medicamentosa mais prevalente foi o analgésico puro com 92,06% (n=232) das prescrições. A avaliação quantitativa mostrou que a dipirona esteve presente em 91,26% (n=115) das prescrições iniciais e 94,44% (n=119) das últimas, representando uma elevação de 3,17 pontos percentuais e 3,47% de taxa de aumento. Morfina esteve presente em 13,49% (n=17) das prescrições iniciais e 63,49% (n=80) das últimas prescrições, representando um ganho de 50 pontos percentuais e 78,75% de taxa de aumento. A classe medicamentosa mais utilizada no manejo da população alvo deste estudo foi analgésico puro, sendo a dipirona seu principal representante. O padrão de prescrição ocorreu de forma majoritária com terapia combinada, através da associação de analgésicos e adjuvantes.


Keywords


cuidados paliativos, idoso, dor, medicamentos.

References


ELY, Luísa Scheer et al. Uso de anti-inflamatórios e analgésicos por uma população de idosos atendida na Estratégia Saúde da Família. Rev Bras Geriatr Gerontol, v. 18, n. 3, p. 475-85, 2015.

FIGUEIREDO, Jaqueline Fantini et al. Qualidade de vida de pacientes oncológicos em cuidados paliativos. Revista de Enfermagem do Centro-Oeste Mineiro, v. 8, 2018.

QUEIROGA, Vinícius Moreira et al. Cuidados Paliativos de Idosos no Contexto da Atenção Primária à Saúde: uma revisão da literatura. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 6, p. 38821-38832, 2020.

JACKSON, Neil et al.. Neuropsychiatric complications of commonly used palliative care drugs. Postgraduate medical journal, v. 84, n. 989, p. 121-126, 2008.

LIMA, Tiago Aparecido Maschio et al. Análise de potenciais interações medicamentosas e reações adversas a anti-inflamatórios não esteroides em idosos. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, v. 19, n. 3, 2016.

NAUCK, Friedemann et al. Drugs in palliative care: results from a representative survey in Germany. Palliative medicine, v. 18, n. 2, p. 100-107, 2004.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS (ONU). Plano de Ação Internacional para o Envelhecimento -2002. Brasília: Secretaria Especial dos Direitos Humanos; 2003.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE (OMS). Organização PanAmericana de Saúde (OPAS). Envelhecimento ativo: uma política de saúde. Brasília; 2005.

SHIROMA, Elisangela. Protocolo Cuidados Paliativos - Hospital do Idoso Zilda Arns. Hospital do Idoso Zilda Arns - Curitiba (PR), 2018. E-book.

WANNMACHER, Lenita. Medicina paliativa: cuidados e medicamentos. ISSN, Brasília, DEZEMBRO 2007.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n9-046

Refbacks

  • There are currently no refbacks.