Educação e trabalho na perspectiva da formação continuada do profissional não-docente das IES / Education and work in the perspective of continuing education for non-teaching professionals in HEIs

Nancy Costa de Oliveira, Otília Maria A. N.A. Dantas

Abstract


O estudo visa refletir sobre as categorias educação e trabalho na perspectiva da formação continuada dos profissionais não-docentes que atuam de modo invisibilizado nas Instituições de Ensino Superior públicas do Brasil (IES), sem terem a oportunidade de usufruírem daquilo que essas mesmas profetizam: uma educação de qualidade, emancipadora, capaz de despertar no sujeito ações que promovam a crítica necessária ao modo de reprodução exploratório do modelo capitalista, pela via do conhecimento científico. A metodologia, pesquisa qualitativa e bibliográfica, deve-se aos estudos teóricos realizados recentemente por ocasião da nossa formação continuada e pauta-se no materialismo histórico a partir de autores como Antunes (2012), Mészáros (2008), Paro (2013) e algumas Legislações pertinentes. Os resultados apontam que cabe a essa categoria de trabalhadores, os profissionais não-docentes aqui entendidos como os técnicos administrativos que atuam nas IES, enquanto sujeitos partícipes do processo educativo regulamentado por essas Instituições, envidarem esforços no sentido de que as ações de formação continuada, em todos os níveis da educação formal, sejam bandeiras de luta de modo a proporcionar a materialização de Planos de Capacitação que contemplem a aspiração acadêmica destes profissionais, para além do desenvolvimento de competências e habilidades profissionais propícias ao produtivismo e, consequentemente, a alienação do trabalho. As conclusões apontam que na condição de sujeitos pensantes, deseja-se que estes profissionais consigam superar a alienação imposta pelo Capitalismo, transformados pela ação emancipadora do trabalho produtivo, na perspectiva da ressignificação de sua atuação, de forma que efetivamente possam contribuir para que a educação, entendida em seu sentido mais amplo, seja um instrumento de transformação social para o outro e para si.

 


Keywords


profissional da educação não-docente, Formação continuada, Emancipação.

References


ANTUNES, Caio. A educação em Mészáros: trabalho, alienação e emancipação. Campinas, SP: Autores Associados, 2012

BRASIL. Ministério da Educação. Por uma política de valorização dos trabalhadores em educação: em cena, os funcionários de escola / Secretaria de Educação Básica. – Brasília: MEC, SEB, 2004.

______. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: senado federal: Centro Gráfico, 1988.

______. Presidência da República. Lei 11.091 (PCCTAE), de 12 de janeiro de 2005. Dispõe sobre a estruturação do Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos em Educação, no âmbito das Instituições Federais de Ensino vinculadas ao Ministério da Educação, e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 07/08/2013.

______. Presidência da República. Decreto N. 93.277, de 19 de setembro de 1986. Institui a Escola Nacional de Administração Pública – ENAP e o Centro de Desenvolvimento da Administração Pública – CEDAM, e dá outras providências. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/1980-1989/1985-1987/D93277.htm Acesso em 13/08/2013

______. Decreto-Lei 5.707, de 23 de fevereiro de 2006. Institui a Política e as Diretrizes para o Desenvolvimento de Pessoal da administração pública federal direta, autárquica e fundacional, e regulamenta dispositivos da Lei no 8.112, de 11 de dezembro de 1990. Disponível em: . Acesso em: 07/08/13.

DEMO, Pedro. Metodologia científica: em ciências sociais. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1995.

DOURADO, Luiz Fernandes. Plano Nacional de Educação: política de Estado para a educação brasileira / Brasília: Inep, 2016

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

MÉSZÁROS, István, 1930. A educação para além do capital. São Paulo: Boitempo, 2008

PARO, Vitor Henrique. A teoria do valor em Marx e a educação. 2. Ed. São Paulo: Cortez, 2013.

______. Plano Anual de Capacitação da Universidade de Brasília. Disponível em http://www.dgp.unb.br/images/stories/media/cursos_procap/plano_anual_capacitacao_2016.pdf>. Acesso em: 07/09/2017

SILVA, Célia Regina da; SILVA, Luiz Fernando da; MARTINS, Sueli Terezinha F. Marx, ciência e educação: a práxis transformadora como medição para a produção do conhecimento. 2. Ed – São Paulo: Cortez, 2013.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n9-038

Refbacks

  • There are currently no refbacks.