Discutindo políticas públicas para a educação de pessoas jovens e edultas (EPJA) no Brasil / Discussing public policies for the education of young people and adults (EPJA) in Brazil

Jerry Wendell Rocha Salazar, Sannya Fernanda Nunes Rodrigues

Abstract


Neste texto analisa-se o percurso das políticas públicas para a Educação de Pessoas Jovens e Adultas (EPJA) no Brasil. Realiza-se uma discussão acerca das políticas públicas federais desenvolvidas a partir da década de 1980. Trata-se de pesquisa qualitativa, pois ocupa-se da dinâmica das relações sociais, sem a pretensão de quantificá-la; é também bibliográfica, ao constituir-se das contribuições levantadas em literatura especializada. A fundamentação teórica respalda-se no materialismo histórico-dialético, a partir das contribuições de Marx e Engels (1989), Haddad e Di Pierro (2000), Frigotto (2005), Saviani (2008), Freire (2002,2005), entre outros. Os resultados obtidos impõem a refletir sobre a crescente necessidade de superação desse estado de coisas capitalista hegemônico que atravessam a EPJA que, fundamentalmente, esteja compromissada com a emancipação dos sujeitos que dela fazem parte.


Keywords


Educação de Pessoas Jovens e Adultas, Políticas Públicas de EPJA, Políticas Públicas Educacionais, Materialismo Histórico Dialético.

References


ARELARO, Lisete R. G.; KRUPPA, Sônia M. P. A Educação de Jovens e Adultos. In: OLIVEIRA, Romualdo P.; ADRIÃO, Theresa (orgs.). Organização do ensino no Brasil: níveis e modalidades na Constituição Federal e na LDB. São Paulo/SP, Editora Xamã, 2002.

ARROYO, M. Educação de Jovens e Adultos: Um campo de direitos e de responsabilidade pública. In: GIOVANETTI, M. A.; GOMES, N. L.; SOARES, L. (Orgs.). Diálogos na Educação de Jovens e Adultos. Belo Horizonte: Autêntica, 2005. p. 19‐50.

________. Educação de jovens-adultos: um campo de direitos e de responsabilidade pública. In: SOARES, Leôncio; GIOVANETTI, Maria A.; GOMES, Nilma L. Diálogos na educação de jovens e adultos. Belo Horizonte/MG, Autêntica, 2005, p. 19-50.

________. O direito do trabalhador à educação. In: GOMEZ, Carlos M. et al. Trabalho e conhecimento: dilemas na educação do trabalhador. 2. ed. São Paulo: Autores Associados, 2012.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília/DF, 05 de outubro de 1988.

________. Lei nº 13.005 de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br. Acesso em: 17 jul. 2021.

________. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) 2019. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas/sociais/trabalho/9171-pesquisa-nacional-por-amostra-de-domicilios-continua-mensal.html?=&t=o-que-e . Acesso em: 2021.

________. Censo Escolar da Educação Básica 2019: resumo técnico. Brasília, DF: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2019. Disponível em: http:// http://portal.inep.gov.br/informacao-da-publicacao/-/asset_publisher/6JYIsGMAMkW1/document/id/6874720 Acesso em: 17 jul. 2021.

________. Censo Escolar da Educação Básica de 2020: resumo técnico. Brasília, DF: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Disponível em: https://download.inep.gov.br/censo_escolar/resultados/2020/apresentacao_coletiva.pdf. Acesso em: 26 jul. 2020

CARVALHO, Marcelo P. As políticas para a Educação de Jovens e Adultos nos governos Lula (2003-2010): incongruências do financiamento insuficiente. Tese de Doutoramento, Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. São Paulo, 2011, 349f.

DUSSEL, E. A produção teórica de Marx: Um comentário aos Gründrisse. 1. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2012.

DI PIERRO, Maria. C.; JOIA, Orlando.; RIBEIRO, Vera. M. Visões da educação de jovens e adultos no Brasil. Caderno Cedes, ano XXI, nº. 55, novembro/2001, p.58-77.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa, 21ª ed., São Paulo/SP, Paz e Terra, 2002.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de janeiro: Paz e Terra, 2005.

FRIGOTTO, G. Concepções e mudanças no mundo do trabalho e o ensino médio. In: Gaudêncio Frigotto; Maria Ciavatta; Marise Ramos. (Org.). Ensino Médio Integrado: Concepção e contradição. 1ed.São Paulo: Cortez, 2005.

FURTADO, Q. V. F. Jovens na educação de jovens e adultos: produção do fracasso no processo de escolarização. João Pessoa: Editora Universitária/UFPB, 2015.

GADOTTI, M.; ROMÃO, J. E. Educação de jovens e adultos: teoria prática e proposta. 8. ed. São Paulo: Cortez, 2013.

GENTILI, Pablo. Três teses sobre a relação trabalho e educação em tempos neoliberais. In: LOMBARDI, José Claudinei; SAVIANI, Dermeval & SANFELICI, José Luis (Org.). Capitalismo, trabalho e educação. 3. ed. Campinas: Autores Associados, HISTEDBR, 2005. p. 45-59.

HADDAD, Sérgio. Educação de Jovens e Adultos no Brasil (1986-1998). Série Estado do Conhecimento. Brasília/DF, MEC/INEP/COMPED, 2002.

________. A Educação de Jovens e Adultos e a nova LDB. In: BRZEZINSKI, Iria (org.). LDB Interpretada: diversos olhares se entrecruzam. 5ª ed., São Paulo/SP, Cortez Editora, 2001.

________.; DI PIERRO, Maria C. Escolarização de Jovens e Adultos. In: 500 anos de Educação Escolar. Revista Brasileira de Educação, nº 4, Editora Autores Associados, 2000.

IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) 2019. Disponível em:< https://www.ibge.gov.br>. Acesso em: acesso em: 17 jul. 2021.

KOSIK, Karel. Dialética do concreto. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2012.

KUENZER, Acácia Z. Ensino de 2º. Grau – o trabalho como princípio educativo. São Paulo: Cortez, 1992.

MARX, K. O Capital: crítica da economia política: Livro I: o processo de produção do capital; [tradução de Rubens Enderle]. São Paulo: Boitempo, 2013.

________. Miséria da filosofia: resposta à Filosofia da miséria, do Sr. Proudhon. São Paulo: Expressão Popular, 2009.

MARX, Karl & ENGELS, Friedrich. A Ideologia Alemã. [tradução de Luís Claudio de castro e Costa]. São Paulo,1989.

MÉSZÁROS, I. Para além do Capital: rumo a uma teoria da transição. São Paulo: Boitempo, 2008.

MENDONÇA, Erasto Fortes. PNE e base nacional comum curricular (BNCC): Impactos na gestão da educação e da escola. In: A BNCC na contramão do PNE 2014-2024: avaliação e perspectivas. AGUIAR, Márcia Angela da S.; DOURADO, Luiz Fernandes (orgs.). Recife: ANPAE, 2018. 34-37.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Declaração universal dos direitos humanos. Rio de Janeiro: UNICRIO, 2000.

RUMMERT, S. M. Gramsci, trabalho e educação: jovens e adultos pouco escolarizados no Brasil actual. Lisboa: Olímpio Ferreira, 2007.

THOMPSON, E.P. Educação e experiência. In: Doroty Tompson (Org.). Os Românticos: a Inglaterra na era revolucionária. Tradução de Sergio Moraes Rego Reis. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002.

SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia. Edição comemorativa. Campinas, SP: Autores Associados, 2008.

SILVA, Deise Rosalio. Hegemonia e educação: teoria e prática para a mudança política. In: Anais do 1 JOINGG – Jornada internacional de estudos e pesquisas em Antônio Gramsci. Universidade Federal do Ceará, 2016. p. 12-35.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n9-026

Refbacks

  • There are currently no refbacks.