Importância da enfermagem na assistência aos idosos institucionalizados / Importance of nursing in assistance to elderly institutionalized

Elenize Mansano Silva Soares dos Santos, Amanda Cristina da Silva, Bruna Alves da Silva, Dircelina Pereira da Silva Santos, Lourrainy Cristina Dias de Souza, Ayalla Vilela Souza, Iorrane Fernandes da Silva, Kátia Maria Rodrigues

Abstract


Objetivos: Investigar o desenvolvimento da assistência de enfermagem na assistência aos idosos institucionalizados. Método: Se trata de uma revisão integrativa, conduzida com artigos e materiais publicados de 2015 a 2020 nas bases de dados Scientific Electronic Library Online (SciELO) e Biblioteca Virtual em Saúde (BVS). Resultados: Dos 35 materiais encontrados, dez estudos atenderam aos critérios de inclusão e exclusão, e foram analisados. Discussão:  A relevância da contribuição da enfermagem na verificação da saúde do idoso institucionalizado em diversos âmbitos que permeiam a convivência entre pessoas que não fazem parte da família deste paciente, é um dado fundamental para verificar os processos de adaptação e a necessidade de auxílio que este indivíduo apresenta dentro destas instituições. Conclusão: As ILPI’s têm se configurado em locais propícios a uma vivência com segurança, acolhimento e atendimento qualificado por parte dos enfermeiros, profissionais que passam a maior parte do tempo com os pacientes e estão mais próximos deles demonstrando sua indispensabilidade. É, pois, fundamental a presença deste profissional nestas instituições e sua capacitação para desvelar um cuidado qualificado a estes pacientes.


Keywords


Saúde do Idoso, Idosos Institucionalizados, Assistência De Enfermagem Ao Idoso Institucionalizado.

References


ALCÂNTARA, Alexandre de Oliveira; CAMARANO, Ana Amélia; GIACOMIN, Karla Cristina. Política nacional do idoso: velhas e novas questões. Organizadores: Alexandre de Oliveira Alcântara; Ana Amélia Camarano, Karla Cristina Giacomin - Rio de Janeiro: Ipea, 2016. 615 p.: il.: gráfs. Inclui bibliografia. ISBN 978-85-7811-290-5. 1. Idosos 2. Legislação 3. Direitos humanos 4. Políticas públicas I. Alcântara, Alexandre de Oliveira II. Camarano, Ana Amélia III. Giacomin, Karla Cristina IV. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Disponível em: . Acesso em: 21 mar 2021.

AZEREDO, Z. Confusão mental aguda no idoso: uma Síndrome Geriátrica. Journal of Aging and Innovation, 7 (3): 18 – 23. 2018. Disponível em: . Acesso em: 18 abr 2021.

BALLA, E.; SCORTEGAGNA, H.M. Use of free time through expressive resources: contribution to an elderly institutionalized group. Estud Interdiscipl Envelhec [Online]. 2013

(2): 471-84. Disponível em: . Acesso em: 02 mar 2021.

BARROS, J.D.S.; OLIVEIRA NETO, J.M.; SILVA, S.L.B.; SILVA, R.S.; SILVA, M.F.P. Percepção e expectativas de cuidadores no processo saúde/doença na pessoa idosa. Revista Saúde – UNG. [Internet]. 2010; 4(2):28-36. Disponível em: . Acesso em: 20 abr 2021

BRASIL. Câmara dos Deputados. Estatuto do idoso: Lei nº 10.741, de 1° de outubro de 2003 e legislação correlata. “Dispõe sobre o Estatuto do Idoso e dá outras providências”. Brasília: Câmara Federal dos Deputados. 2021 [Online]. Disponível em: . Acesso em: 21 abr 2021.

______. Portaria 702, de 12 de abril e 2002. Implementação das “Redes Estaduais de Assistência à Saúde do Idoso.” Disponível em: . Acesso em: 10 abr 2021.

______ . Lei nº 8.842, de 4 de janeiro de 1994. Dispõe sobre a Política Nacional do Idoso, cria o Conselho Nacional do Idoso e dá outras providências. Brasília: MPAS, 1994. Disponível em: . Acesso em: 10 mar 2021.

______. Portaria 703, de 12 de abril de 2002. Implementa acesso ao Tratamento da Doença de Alzheimer pela rede pública de saúde Sistema Único de Saúde – SUS. Disponível em: < http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2017/MatrizesConsolidacao/comum/13615.html>. Acesso em: 11 mar 2021.

______. Portaria 843, de 04 de novembro de 2002. Implementa acesso ao Tratamento da Doença de Alzheimer pela rede pública de saúde Sistema Único de Saúde – SUS – Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para o tratamento da Demência por Doença de Alzheimer. Disponível em: . Acesso em: 21 mar 2021.

______ . Resolução - RDC Nº 283, de 26 de setembro de 2005. A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, no uso da atribuição que lhe confere o art. 11 inciso IV do Regulamento da ANVISA. Disponível em: < http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/anvisa/2005/res0283_26_09_2005.html>. Acesso em: 21 mar 2021.

______ . Portaria Nº 2.528 de 19 de outubro de 2006. Aprova a Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa. Disponível em: < https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2006/prt2528_19_10_2006.html>. Acesso em: 21 abr 2021.

______ . Decreto Nº 6.800, de 18 de março de 2009. Dá nova redação ao art. 2o do Decreto no 1.948, de 3 de julho de 1996, que regulamenta a Lei no 8.842, de 4 de janeiro de 1994, que dispõe sobre a Política Nacional do Idoso, e dá outras providências. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2009/decreto/d6800.htm>. Acesso em: 21 mar 2021.

CAMARANO, A. A.; PASINATO, M. T. O envelhecimento populacional na agenda das políticas públicas. In: CAMARANO, A. A. (Org.). Os novos idosos brasileiros: muito além dos 60? Rio de Janeiro: Ipea, 2004. Disponível em: < https://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=5476>. Acesso em: 29 abr 2021.

CHAIMOWICZ, F. Saúde do idoso. Flávio Chaimowicz com colaboração de: Eulita Maria Barcelos, Maria Dolores S. Madureira e Marco Túlio de Freitas Ribeiro – 2 ed. – Belo Horizonte: NESCON UFMG. 2013. 167 p. Disponível em: < https://www.nescon.medicina.ufmg.br/biblioteca/imagem/3836.pdf>. Acesso em: 16 abr 2021.

COFEN. Conselho Federal de Enfermagem. Código de Ética: Resolução 311/2007. Rio de Janeiro-RJ: Conselho Federal de Enfermagem. 2007. Disponível em:. Acesso em: 19 mar 2021.

COIMBRA, Vanessa da Silva Antonio; SILVA, Rose Mary Costa Rosa Andrade; LOPES, Fabiana Joaquim; PEREIRA, Eliane Ramos Pereira. Contribuições gerontológicas para assistência de idosos em instituição de longa permanência. Rev Bras Enferm. 2018; 71(suppl 2)967-75. Disponível em: . Acesso em: 29 mar 2021.

COSTA, M. C. N. S.; MERCADANTE, E. F. (2013). O idoso residente em ILPI (Instituição de Longa Permanência do Idoso) e o que isso representa para o sujeito idoso. Revista Kairós Gerontologia, 16(2), 209-222. São Paulo, SP: PUC-SP. Disponível em: . Acesso em: 12 abr 2021.

DARDENGO, Cassia Figueiredo Rossi; MAFRA, Simone Caldas Tavares. Os conceitos de velhice e envelhecimento ao longo do tempo: contradição ou adaptação? Revista de Ciências Humanas, vol. 18, n. 2, jul./dez. 2018. Disponível em: <...https://periodicos.ufv.br › RCH › article › view>. Acesso em: 12 abr 2021.

DIEESE. Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos. Boletim Especial. “Quem são os idosos brasileiros?”. Nº 01; 30 abr.; 2020 [Online]. Disponível em: . Acessoe m: 21 mar 2021.

FLEMMING K. The knowledge base for evidence-based nursing: a role for mixed methods research? ANS Adv Nurs Sci. 2007;30(1):41-51.

FRIED, L.P.; TANGEN, C.M.; WALSTON, J.; NEWMAN, A.B.; HIRSCH, C.; GOTTDIENER, J.; SEEMAN, T.; TRACY, R.; KOP, W. J.; BURKE, G.; MCBURNIE, M A. Frailty in older adults: evidence for a phenotype. J Gerontol A Biol Sci Med [Online]. 2001; 56 (3): 146-56. Disponível em: . Acesso em: 12 abr 2021.

GALAVOTE, H.S.; ZANDONADE, E.; GARCIA, A.C.P.; FREITAS, P.S.S.; SEIDL, H.; CONTARATO, P.C.E.T. al. O trabalho do enfermeiro na atenção primária à saúde. Esc. Anna

Nery. 2016; v. 20, n. 1, p. 90-98. Disponível em:. Acesso em: 21 abr 2021.

GONÇALVES, Marcelo José Cirilo; AZEVEDO JÚNIOR, Sildemar Alves; SILVA, Janete da; SOUZA, Lígia do Nascimento. A importância da assistência do enfermeiro ao idoso institucionalizado em instituição de longa permanência. Revista Recien. 2015; 5(14):12-18. São Paulo. Disponível em: . Acesso em: 15 mar 2021.

GRECHI, A. G. S.; REBOUÇAS, D. A. S.; DEDICAÇÃO, A. C. Assistência de enfermagem destinada a idosos institucionalizados em cuidados paliativos. 2017. Revista Kairós-Gerontologia, 20(4), 431-442. ISSNe 2176-901X. São Paulo (SP), Brasil: FACHS/NEPE/PEPGG/PUC-S. Disponível em: . Acesso em: 13 mar 2021.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Número de população idosa no Brasil – resultado do Censo de 2010. Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD). 2016. Disponível em: . Acesso em: 29 mar 2021.

INSTITUTO MEXICANO DEL SEGURO SOCIAL. Inauguração do Fórum sobre Adultos Idosos, 22 de agosto de 2012. “Representantes das instituições que participam do "Programa de Cooperação Ibero-Americana sobre a Situação dos Idosos na Região" participaram da primeira visita institucional do programa, com foco no conhecimento da situação e das políticas públicas voltadas aos idosos no México”. [Online]. 2012. Disponível em: . Acesso em: 21 abr 2021.

KALACHE, A.; VERAS, R.P.; RAMOS, L.P. O envelhecimento da população mundial. Um desafio novo. Revista de Saúde Pública. São Paulo, v. 21, nº 3, p. 200-10, 1987. Disponível em: < https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0034-89101987000300005&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em: 30 mar 2021.

LIMA, Andréia Silva; NASCIMENTO, Ruth Mendonça do. Contribuições da Enfermagem na promoção da saúde e qualidade de vida do idoso institucionalizado. Faculdade São Lucas. 2015. Monografia. 55 fls. Disponível em: < http://repositorio.saolucas.edu.br:8080/xmlui/bitstream/handle/123456789/1482/Andr%C3%A9ia%20Silva%20Lima%20-%20Contribui%C3%A7%C3%B5es%20da%20enfermagem%20na%20promo%C3%A7%C3%A3o%20da%20sa%C3%BAde%20e%20envelhecimento%20saud%C3%A1vel%20revis%C3%A3o%20da%20literatura.pdf?sequence=1>. Acesso em: 30 mar 2021.

MACIEL, Graciela Maria Carneiro; SANTOS, Renata Silva; MOREIRA, Thaís dos Santos; MENEZES, Rejane Maria Paiva de; FORTES, Allyne Vitor; LIRA, Ana Luisa Brandão de Carvalho. Avaliação da fragilidade no idoso pelo enfermeiro: revisão integrativa. R. Enferm. Cent. O. Min. 2016 set/dez; 6(3):2430-2438. Disponível em: . Acesso em: 21 abr 2021.

MARTINS, Angeline Araújo; SOUSA, Francimara Silva; OLIVEIRA, Karla Maryane de Menezes; ARICLENE, Francisco Oliveira; BEZERRRA, Sara Taciana Firmino; BARBOSA, Rachel Gabriel Bastos. Conhecendo o Perfil Clínico do Idoso Institucionalizado: um olhar sobre a Qualidade da Assistência. RETEP - Rev. Tendên. da Enferm. Profis., 2017; 9(2): 2176-2181. Disponível em: < http://www.coren-ce.org.br/wp-content/uploads/2019/02/CONHECENDO-O-PERFIL-CL%C3%8DNICO-DO-IDOSO-INSTITUCIONALIZADO.pdf>. Acesso em 09 mar 2021.

MIRANDA, Lívia Carvalho Viana; SOARES, Sônia Maria Soares; SILVA, Patrícia Aparecida Barbosa. Qualidade de vida e fatores associados em idosos de um Centro de Referência à Pessoa Idosa. Ciência & Saúde Coletiva, 21(11):3533-3544, 201. Disponível em:

&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em: 12 mar 2021.

MORLEY, J.E.; VELLAS, B.; KAN, A.V.; ANKER S.D.; BAUER J.M.; BERNABEI R. et al. Frailty consensus: a call to action. J Am Med Dir Assoc [Online]. 2013;14(6):392-7. Disponível em: . Acesso em 12 mar 2021.

RAUTH, Jussara. PY, Ligia. A história por trás da Lei: o histórico, as articulações de movimentos sociais e científicos, e as lideranças políticas envolvidas no processo de constituição da Política Nacional do Idoso. Organizadores: Alexandre de Oliveira Alcântara, Ana Amélia Camarano e Karla Cristina Giacomin/Rio de Janeiro, 2016. Disponível em: < https://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=28693>. Acesso em: 10 mar 2021.

REIG, M.M.; SILGUERO, S.A.; MARTINEZ, G.J. Sindrome Confusional Agudo in Gregório PG (Coord). Manual del Residente en Geriatria Madrid. 2011.p 38-47.

RODRÍGUEZ, Liliana Vargas. Falar de síndromes geriátricas é falar da história da geriatria como especialidade médica. Unidad de Diagnóstico da Fundación ACE Barcelona Alzheimer Treatment & Research Center. Portal do Envelhecimento e Longeviver. [Online]. Atualizado. 2019. Disponível em: < https://www.portaldoenvelhecimento.com.br/falar-de-sindromes-geriatricas-e-falar-da-historia-da-geriatria-como-especialidade-medica/>. Acesso em: 30 mar 2021.

SILVA, Rosane Seeger; FEDOSSE, Elenir; PASCOTINIA, Fernanda dos Santos; RIEHS, Estefânea Brunelli. Condições de saúde de idosos institucionalizados: contribuições para ação interdisciplinar e promotora de saúde. Cad. Bras. Ter. Ocup., São Carlos, v. 27, n. 2, p. 345-356, 2019. Disponível em: . Acesso em: 02 abr 2021.

TEIXEIRA, I.N.D.A.O. Percepções de profissionais de saúde sobre duas definições de fragilidade no idoso. Ciênc. saúde coletiva [Online]. 2008; 13(4): 1181-88. Disponível em: . Acesso em: 28 mar 2021.

TREINTA, Fernanda Tavares; FARIAS FILHO, José Rodrigues; SANT’ANNAC, Annibal Parracho; RABELO, Lúcia Mathias. Metodologia de pesquisa bibliográfica com a utilização

de método multicritério de apoio à decisão. Production, v. 24, n. 3, p. 508-520, July/Sept. 2014. Disponível em: . Acesso em: 21 mar 2021.

UNITED NATIONS. (UN). Department of Economic and Social Affairs. Population Division. World Population Ageing 2013. New York: UN; 2013.

VILELA, Ana Lucia; MORAES, Edgar Nunes de; LINO, Valeria. Envelhecimento e saúde da pessoa Idosa. Org. Ana Paula Abreu Borges e Ângela Maria Castillho Coimbra (EAD/ENSP/Fiocruz/MS), 2008. Organização Pan-Americana da Saúde – OPAS; Organização Mundial da Saúde – OMS. Disponível em: . Acesso em: 21 abr 2021.

WEBER, Mônica Ludwig; VENDRUSCOLO, Carine; ADAMY, Edlamar Kátia; LORENZON, Tavana Liege Nagel; FERRAZ, Lucimare; ZANATTA, Elisangela Argenta. Prática de enfermagem baseada em evidências e suas implicações no cuidado: uma revisão integrativa. Revista Enfermagem Atual In Derme - 2019 90-28. Disponível em: < https://www.revistaenfermagematual.com.br/index.php/revista/article/download/529/580>. Acesso em: 10 abr 2021.

WEHBE, S.C.C.F.; RODRIGUES, R.A.P. Revisão da Literatura sobre fragilidade e sua relação com o envelhecimento. Rev. RENE. [Online]. 2008; 9(2); 113-119. Disponível em: . Acesso em: 12 mar 2021.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n9-020

Refbacks

  • There are currently no refbacks.