Pesquisas realizadas sobre educação matemática inclusiva no projeto obeduc em rede UFMS/UEPB/UFAL / Surveys on inclusive mathematic education in the obeduc network project UFMS/UEPB/UFAL

Abigail Fregni Lins, Patrícia Sandalo Pereira, Priscila Araújo Simões, Andréa de Andrade Moura

Abstract


Apesar dos sabidos avanços nas políticas social e educacional brasileiras sobre inclusão e processos de inclusão ainda enfrentamos problemas em nossa sociedade, e em nossas escolas, com relação à referida questão. Por esta razão, uma das equipes do Núcleo UEPB do Projeto Observatório da Educação OBEDUC em rede UFMS/UEPB/UFAL voltou-se para a educação matemática inclusiva. Apresentamos neste artigo duas das cinco pesquisas desenvolvidas, as quais, baseando-se em uma proposta didática elaborada sobre conteúdos matemáticos por cinco membros da Equipe Educação Matemática e Deficiência Visual do Projeto OBEDUC Núcleo UEPB, aplicada a vinte e três alunos cegos e de baixa visão de uma escola pública na cidade de Campina Grande, Paraíba, dizem respeito a saberes docentes de seis professores de Matemática sobre prática inclusiva e utilização do Jogo da Velha em tamanho ampliado com peças adaptadas como possibilidade de se trabalhar conceitos geométricos. De abordagem qualitativa, as pesquisas mostraram lacunas no conhecimento docente sobre a utilização do Braille e manipulação de materiais. Por outro lado, as pesquisas mostraram que a utilização do Jogo da Velha como material manipulável melhorou a compreensão de conceitos geométricos pelos alunos cegos, de baixa visão e videntes, evidenciando a capacidade dos alunos de aprender e desenvolver o conhecimento matemático de acordo com o proporcionado a cada um deles.

 

 


Keywords


Educação Matemática Inclusiva, Deficiência Visual, Geometria, Saberes Docentes, Observatório da Educação.

References


BRASIL. SEESP. Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica. Brasília, 2001. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/diretrizes.pdf.

COSTA, V. B. Aspectos Históricos Da Deficiência: Da Segregação À Integração Escolar. In: Inclusão escolar do deficiente visual no ensino regular. 1. ed. Jundiaí: Paco Editorial, p. 77-120, 2012.

DECLARAÇÃO DE SALAMANCA. Necessidades Educativas Especiais – NEE. In: Conferência Mundial sobre NEE: Acesso em: Qualidade – UNESCO. Salamanca/Espanha: UNESCO, 1994.

LINS, A. F., PEREIRA, P. S., CARVALHO, M. Collaborative research work project with teachers who teach mathematics at school level in the north east and center east Brazilian public schools. In: 13th International Congress on Mathematical Education, ICME13, Hamburg, 2016.

MOURA, A. de A., LINS. A. F. A Educação Matemática numa Perspectiva Inclusiva com Materiais Manipuláveis In: VII Congresso Ibero-americano de Educação Matemática, VII CIBEM, Montevideo. Atas do VII Congresso Ibero-americano de Educação Matemática, 2013.

MOURA, A. de A. Saberes docentes de professores de Matemática do Ensino Fundamental e Médio em uma abordagem inclusiva de alunos deficientes visuais: realidades e possibilidades. Universidade Estadual da Paraíba, Campus Campina Grande, PPGECEM. Dissertação de Mestrado em Educação Matemática, 157 f, 2015.

PEREIRA, P. S., LINS, A. F., CARVALHO, M. Aspectos metodológicos de um projeto colaborativo de pesquisa com professores que ensinam matemática na educação básica em escolas nas regiões brasileiras do nordeste e centro oeste, In: VIII Congresso Ibero- americano de Educação Matemática, VIII CIBEM, Madri. Atas do VIII Congresso Ibero- americano de Educação Matemática, 2017.

SEGA, M. V. D. Educação Inclusiva. In: I Simpósio Internacional de Análise Crítica do Direito, Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP). 26 e 27 de Setembro de 2011. http://eventos.uenp.edu.br/sid/publicacao/artigos/20.pdf.

SIMÕES, P. A. Educação matemática inclusiva e material manipulável: uma proposta sobre o uso do Jogo da Velha no Ensino Fundamental para alunos deficientes visuais. Universidade Estadual da Paraíba, Campus Campina Grande, Curso de Licenciatura em Matemática. Monografia em Educação Matemática, 47f, 2016.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n9-189

Refbacks

  • There are currently no refbacks.