A geografia da radioterapia e o nordeste do brasil / The geography of radiotherapy and the northeast of brazil

Edina da Silva Pereira, Wilson Seraine da Silva Filho

Abstract


O câncer é responsável por mais de 12% de todas as causas de óbito em todo o mundo, correspondendo a 7milhões de mortes por ano em decorrência dessa doença (INCA, 2020). Em virtude do aumento da estimativa de vida da população, a incidência de câncer, que em 2002 era estimada em 11 milhões de novos casos, alcançará cerca de 625mil novos casos até 2022 (INCA, 2020). Objetivo: Verificar a distribuição de clínicas de radioterapia por população por regiões, comparando-se com dados do Nordeste, de acordo com o que prevêem as normas da Sociedade Brasileira de Radioterapia (SBRT). Metodologia: O presente trabalho utilizou o método descritivo, tendo em vista que seu principal objetivo é verificar a distribuição de clínicas de radioterapia por população no Nordeste, de acordo com informações oficiais da Sociedade Brasileira de Radioterapia (SBRT) e no órgão licenciador (Comissão Nacional de Energia Nuclear/CNEN) por meio de uma abordagem quali-quantitativa. Resultados: Observou-se a necessidade de ampliação de forma urgente dos serviços de radioterapia no Brasil, em virtude da obsolescência dos aparelhos utilizados nesta modalidade, sendo mais evidente na região Nordeste, bem como a abrangência da população. Conclusão: A pesquisa demonstrou que, embora haja ações do Governo Federal que visam suprir as necessidades atuais, elas não se mostram suficientes, existindo atrasos desde 2012 no gerenciamento e execução de demandas, como os presentes no Plano de Expansão de Radioterapia, delineando um cenário não favorável para os próximos anos se tal situação se mantiver.


Keywords


Radioterapia,Tratamento, Câncer, Nordeste.

References


ARAÚJO, L.P. SÁ, N. M. ATTY, A.T.M. Necessidades Atuais de Radioterapia no SUS e Estimativas para o Ano de 2030. Revista Brasileira de Cancerologia, 2016.

BARROS, A.J.S.; LEHFELD, N.A.S. Fundamentos de metodologia científica: um guia para a iniciação científica. 2ª Edição ampliada, MAKRON Editora, São Paulo, 2000.

BRASIL. Portaria nº 140, de 27 de fevereiro de 2014. Disponível em: https://www.inca.gov.br/publicacoes/legislacao/portaria-140-27-fev-2014.

BRASIL. Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Câncer. Curso para técnicos em radioterapia. Rio de Janeiro: INCA, 2000.

BRASIL. Ministério da Saúde. Acompanhamento do Plano de Expansão da Radioterapia no SUS. 2021.

BRASIL. Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Câncer. Brasil terá 625 mil novos casos de câncer a cada ano do triênio 2020-2022. 2020. Disponível em: https://www.inca.gov.br Acesso em: 25 de maio de 2021.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE RADIOTERAPIA (SBRT). Censo realizado pelo ministério da saúde evidencia as carências da radioterapia no país. 2018. Disponível em: https://sbradioterapia.com.br Acesso: 12 de junho 2021.

COMISSÃO NACIONAL DE ENERGIA NUCLEAR – CNEN. Instalações radiativas. Disponível em: https://www.gov.br/cnen/pt-br Acesso em: 10 de junho 2021.

CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A.; DA SILVA, R. Metodologia científica. 6 ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

CNEN, NORMA CNEN NN 3.01. Disponível em: https://www.gov.br/cnen/pt-br Acesso em: 10 de junho 2021.

GERHARDT, T.E. SOUZA, A. C. (Org.) Métodos de pesquisa. Editora UFRGS, Porto Alegre, 2009.

INTERNATIONAL ATOMIC ENERGY AGENCY (IAEA-DIREAC). Planning nationalradiotherapyservices: a practical tool. Vienna: InternationalAtomic Energy Agency; 2010.Acesso em: 25 de maio de 2021.

ROSA, A. A. Sociedade Brasileira de Radioterapia. Status da Radioterapia Nacional e Desafios do Setor. 2020.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n7-424

Refbacks

  • There are currently no refbacks.