Investigação das fichas de notificação por acidentes de trabalho: estudo epidemiológico em um Município da Bahia/ Investigation of notification sheets by accidents at work: epidemiological study in a Municipality of Bahia

Adna Lima Santos Cartonilho, Diógenes José Gusmão Coutinho

Abstract


O Acidente de Trabalho se caracteriza por condições que determinam vulnerabilidade no ambiente da empresa. Alguns fatores que estão associados se referem à remuneração, constante vivência de tensões e formas de organização. Todos esses fatores podem desencadear a situação de ansiedade, insegurança, instabilidade, estresse que levam as doenças ocupacionais. A pesquisa teve como objetivo realizar um levantamento dos casos por Acidente de Trabalho em um município da Bahia. A metodologia aplicada foi a partir de uma abordagem qualiquantitativa, através de estudo descritivo por meio da análise Epidemiológica dos dados do SINAN/SESAB. Os resultados apontam a existência de um número elevado de casos subnotificados, que vem a comprometer a diagnose e impetrar ações que possam minimizar os acidentes no trabalho. O estudo conclui que existe significativa necessidade de fortalecimento das ações de Saúde Pública e treinamento da Equipe para o correto preenchimento, evitando perdas das informações essenciais para a melhoria da qualidade de vida laboral.

 


Keywords


Acidente de trabalho, Epidemiologia, Notificação, Doenças ocupacionais.

References


Araújo JM. (2021). A terceirização e seus impactos no direito fundamental à saúde do trabalhador terceirizado. 130f. Dissertação (Mestrado em Direito), Universidade do Extremo Sul Catarinense, Criciúma, Santa Catarina.

Bahia. Manual de normas e rotinas do sistema de informação de agravos de notificação - SINAN - saúde do trabalhador. Secretaria da Saúde do Estado. Superintendência de Vigilância e Proteção da Saúde. Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador. Salvador: CESAT, 2009.

Brasil. (1990). Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990. Brasília: Casa Civil.

Brasil. (2002). Saúde do Trabalhador. Programa Saúde da Família. Cadernos de Atenção Básica n°5. Secretaria de Políticas de Saúde. Departamento de Atenção Básica. Área Técnica de Saúde do Trabalhador. Brasília: Ministério da Saúde.

Brasil. (2015). Centro de Referência em Saúde do Trabalhador – Cerest. Biblioteca Virtual em Saúde: MS.

Brasil. (2016). Define a lista nacional de doenças e agravos, na forma do anexo, a serem monitorados por meio da estratégia de vigilância em unidades sentinelas e suas diretrizes. Portaria no - 205, de 17 de fevereiro de 2016. Brasília: Ministério da Saúde.

Brasil. (2021). SINAN - Sistema de Informação de Agravos de Notificação. Ficha de Investigação – Acidente de Trabalho. http://portalsinan.saude.gov.br/images/DRT/DRT_Acidente_Trabalho_Grave.pdf

Brasil. (2021). Sistema de Informações de Agravos de Notificação (SINAN). http://www.aids.gov.br/pt-br/primeira-coluna/sistema-de-informacoes-de-agravos-de-notificacao sinan#:~:text=O%20SINAN%20serve%20para%20notificar,tomada%20de%20decis%C3%B5es%20em%20n%C3%ADvel

Cardoso, MDCB e Ferreira-de-Sousa, FNE. (2016). Integrando As Vigilâncias Em Saúde: Relato De Experiência Sobre a Construção De Sistema De Informação De Vigilância Em Saúde Do Trabalhador. Revista de Saúde Coletiva da UEFS, 6, (1), 26.

Castro JL e Pontes (2021). A Importância dos Trabalhadores da Saúde no Contexto COVID-19. In: Santos, AO (Org.). Conselho Nacional de Secretários de Saúde – Conass. Profissionais de Saúde e Cuidados Primários. Brasília: Conass, 3, 40-53.

Cavalcante, CAA. et al. (2015). Análise Crítica dos Acidentes de Trabalho No Brasil. Revista de Atenção à Saúde, 13 (44), 100-109.

Eljaji, ACB; Perin, NTR e Junqueira, VB. (2018). Saúde e Segurança do Trabalho em uma empresa de móveis. Simpósio Nacional de Engenharia de Produção (SINP), Universidade Federal da Grande Dourados.

Ferrari VPZ et al. (2021). Gestão participativa dos riscos de acidente de trabalho e uso de equipamentos de proteção individual. In: Oliveira RJ (Org.). Silvicultura e Manejo Florestal: Técnicas de Utilização e Conservação da Natureza. 1ª ed., vol. 1, cap. 16. São Paulo: Científica.

Gomez, CM.; Machado, JMH e Pena, PGL. (2011). Saúde do Trabalhador na Sociedade Brasileira Contemporânea. 1ª ed., Rio de Janeiro: Fiocruz.

Hosoume, LF et al. (2021). Caracterização das vítimas de acidentes de trabalho grave assistidas em um hospital universitário. Brazilian Journal of Health Review, 4 (1), 3936-3946.

Kashiwabara, TC et al. (2021). Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora no Brasil: uma abordagem holística e integrada. Diamantina: UFVJM.

Limongi JE et al. (2017). Estrutura e processos da Vigilância em Saúde em municípios mineiros: uma análise qualiquantitativa. Cad. saúde colet, 25(1), 31-44.

Madeira, SF. (2020). As Ações de Vigilância em Saúde do Trabalhador em Santa Catarina. 67 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Saúde Coletiva), Universidade do Extremo Sul Catarinense, Criciúma, Santa Catarina.

Peixoto, NH. (2010). Curso técnico em automação industrial: segurança do trabalho. 3 ed., Universidade Federal de Santa Maria, Colégio Técnico Industrial de Santa Maria.

Santos, SVM et al. (2012). Work accidents and self-esteem of nursing professional in hospital settings. Rev. Latino-Am. Enfermagem, 25 (e2872), 1-8.

Sato L; Lacaz, FAC e Bernardo, MH. (2006). Psicologia e saúde do trabalhador: práticas e investigações na Saúde Pública de São Paulo. Estud. psicologia, 11 (3), 281-288.

Silva, GF et al. (2020). Subnotificações de Acidentes de Trabalho com Material Biológico de Profissionais da Enfermagem de um Hospital do Paraná. Revista Varia Scientia – Ciências da Saúde, 6 (2), 101-111.

Silva ARMV et al. (2019). Análise da ocorrência de acidentes de trabalho em uma indústria de fios e cabos de cobre. Revista Brazilian Journals of Business., Curitiba, v. 1, n. 3, p. 1658-1669, jul./set. 2019

Silva, OGL e Moraes, EC (2021). Reflexões sobre o processo saúde-doença e suas relações com o trabalho na sociedade capitalista. Brazilian Journal of Development, 7 (1), 5817-5829.

Who. (2020). COVID-19: Occupational health and safety for health workers. Genebra.

Zack et al. (2020). Acidente de trabalho grave: perfil epidemiológico em um município do oeste do Paraná. Saúde Debate, 44 (127), 1036-1052.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n7-416

Refbacks

  • There are currently no refbacks.