Tão perto e tão longe: condomínios fechados e segregação / So close and so far: gated communities and segregation

Anna Paula Lemos Santos Peres

Abstract


Os condomínios fechados são fruto de um novo modo de viver nas cidades. Investigar como a ideologia capitalista reflete na produção do espaço no século XXI, a partir da observação quanto aos procedimentos de segurança para acesso a um condomínio fechado, é o objetivo desse trabalho. Emprega o método dedutivo, com abordagem qualitativa, de caráter exploratório a partir de revisão bibliográfica, etnografia e observação participante. Os condomínios fechados reproduzem o caráter excludente da ideologia capitalista, a segregação socioespacial. Os moradores de imóveis localizados no condomínio poderiam ignorar procedimentos de segurança. Esta não era uma alternativa aos trabalhadores domésticos e da construção civil que, quando adentram as dependências do condomínio, têm como destino certo obras ou residências onde laboram. Fisicamente perto do estilo de vida dos moradores, encontram-se dele separados por abismo que articula fatores segregadores.


Keywords


Cidade, Industrialização, Condomínios Fechados, Trabalhadores, Segregação.

References


CALDEIRA, Teresa Pires do Rio Caldeira. Cidade de muros. Crime, segregação e cidadania em São Paulo. Trad.: Frank de Oliveira e Henrique Monteiro. 3 ed. 1 imp. São Paulo: Edusp, 2016.

GALVÃO, Luciana Gomes Marques. Produção do espaço urbano na Serra do Mel por condomínios fechados em Montes Claros/MG. Dissertação (mestrado) - Área de concentração em Sociedade, Ambiente e Território, Universidade Federal de Minas Gerais / Instituto de Ciências Agrárias. Jul. 2018.

HARVEY, David. A produção capitalista do espaço. Tradução: Carlos Szlak. 2. ed. Coleção Geografia e Adjacências. São Paulo: Annablume, 2005.

______. A liberdade da cidade. In.: Cidades Rebeldes: Passe livre e manifestações que tomaram as ruas do Brasil. Ermínia Maricato ... [et al]. São Paulo: Boitempo: Carta Maior, 2013. p. 27-34.

LEFEBVRE, Henri (1969). O Direito à cidade. Tradução: Cristina Oliveira. Itapevi: Nebli, 2016.

MARICATO, Ermínia. É a questão urbana, estúpido! In.: Cidades Rebeldes: Passe livre e manifestações que tomaram as ruas do Brasil. Ermínia Maricato ... [et al]. São Paulo: Boitempo: Carta Maior, 2013. p. 19-26




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n7-390

Refbacks

  • There are currently no refbacks.