Tecnoética e ética hipocrática: a necessidade de uma vida sem violência / Technoetics and hippocratic ethics: the need of a Non-violent life

Antônio Carlos Gonçalves da Cruz, Mônica Beier, Kerlane Ferreira da Costa Gouveia

Abstract


O artigo trata de pontos de contato entre a Bioética e a Ética Hipocrática. Problemas conceituais relativos à interação do Homem com o Meio Ambiente e a Biodiversidade são abordados do ponto de vista do Hipocratismo. A evidência da interdependência entre a diversidade de espécies nos ecossistemas como mecanismo mantenedor da vida permite concluir que a violação das leis naturais desta dinâmica vital ocasiona modificações na estrutura ambiental com consequências negativas para a biodiversidade como um todo. A observação e o respeito pela Natureza foram instrumentos que o médico hipocrático utilizou para erigir preceitos técnicos e éticos da prática médica, ainda hoje atuais. A aproximação destes valores arcaicos da tradição hipocrática com a dinâmica comportamental humana projeta no mundo atual a necessidade de que o Homem busque compreender a Natureza e seus fenômenos vitais sob pena de comprometer pela violência a sua sobrevivência no planeta.


Keywords


Meio Ambiente, Biodiversidade, Ecossistema, Bioética, Violência.

References


BIRNBACHER, D. "What Is Biodiversity and Why Should It Be Protected?". Crisis and Critique: Philosophical Analysis and Current Events, edited by Anne Siegetsleitner, Andreas Oberprantacher, Marie-Luisa Frick and Ulrich Metschl, Berlin, Boston: De Gruyter, 2021, pp. 317-330. https://doi.org/10.1515/9783110702255-022

BENÍTEZ, J. M. Pasos hacia una tecnología ecológica, más allá de la tecnofilia y la tecnofobia. Universidad Nacional de Asunción. Actas del VII Coloquio de Filosofía de la Técnica y del I Conversatorio sobre Tecnoestética y Sensorium Contemporáneo. 2020. pp 89-96.

ENTRALGO, P. L. La medicina hipocrática. Madrid: Alianza Editorial, 1982. 456 p.

BROWN, J. H., LOMOLINO, M. V. Biogeografia. Ribeirão Preto: FUNPEC Editora, 2006. 691 p.

PRIMACK, R. B., RODRIGUES, E. Biologia da conservação. Londrina: Editora Planta, 2001. 100 p.

HERNÁNDEZ, J. M. La evaluación y conservación de la biodiversidade: Perspectivas. Cuadernos de Bioética, v. X, n. 38, p. 249 – 52, 1999.

FERRÃO, J. E. M. Poluição, desertificação e extinção de espécies. In: Archer, L., Biscaia, J., Oswald, W. (orgs.). Bioética. Lisboa: Editorial Verbo, 1996. p.141-6.

ARCHER, L. Da Genética à bioética. Coimbra: Gráfica de Coimbra, 2006. 455 p.

CARRATALA, S. La manipulación evolutiva: uma visión desde la biologia. Cuadernos de Bioética, v. X, n. 38, p. 253 -72, 1999.

BEGON, M., TOWNSEND, C. R., HARPER J. L. Ecologia - De indivíduos a ecossistemas. São Paulo: Artemed, 2008. 752 p.

JUNGES, J. R. (Bio) Ética Ambiental. São Leopoldo: Unisinos, 2010. 119 p.

HIPPOCRATES. Sobre las semanas. In: Gual, C.G., editor. Tratados hipocráticos. Traduccion Pólo, J.V. Madrid: Editorial Gredos, 1983a. v VIII, p. 475-529.

HIPPOCRATES. Sobre la medicina antigua. In: Gual, C.G., editor. Tratados hipocráticos. Traduccion Nava, M.D.L. Madrid: Editorial Gredos, 1983b. v. I, p. 135-68.

HIPPOCRATES. Sobre la dieta. In: Gual, C.G., editor. Tratados hipocráticos. Traduccion Gual, C.G. Madrid: Editorial Gredos, 1997. v. III, p. 19-116.

HIPPOCRATES. Sobre los lugares em el hombre. In: Gual, C.G., editor. Tratados hipocráticos. Traduccion Pólo, J.V. Madrid: Editorial Gredos, 2003. v.VIII, p. 89-136.

HIPPOCRATES. Sobre la medicina antigua. In: Gual, C.G., editor. Tratados hipocráticos. Traduccion Nava, M.D.L. Madrid: Editorial Gredos, 1983b. v. I, p. 135-68.

HIPPOCRATES. Epidemias I. In: Gual, C.G., editor. Tratados hipocráticos. Traduccion Esteban, A. Madrid: Editorial Gredos, 1989a. v. V, p. 45-91.

HIPPOCRATES. Juramento. In: Gual CG, editor. Tratados hipocráticos. Vol. I. Traduccion Nava, M. D. L. Madrid: Editorial Gredos, 1983c, v I, p.77.

HIPPOCRATES. Epidemias VI. In: Gual, C.G., editor. Tratados hipocráticos. Traduccion Novo, E.G. Madrid: Editorial Gredos, 1989b. v. V, p. 211-50.

LOVELOCK, J. As Eras de Gaia. Rio de Janeiro: Editora Campus, 1991. 216 p.

MAYR, E. Isto é biologia. São Paulo: Companhia das Letras, 2008. 440 p.

JONAS, H. O Princípio da Responsabilidade. Rio de Janeiro: Ed. PUC, 2006. 354 p.

HESÍODO. Teogonia. Trabalhos e Dias. São Paulo: Editora Martin Claret, 2010. 144 p.

JAEGER, W. W. Paidéia: a formação do homem grego. Tradução de Parreira AM. São

Paulo: Martins Fontes, 2001. 1413 p.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n7-354

Refbacks

  • There are currently no refbacks.