Brincando de faz-de-conta: culturas infantis no parque / Playing make-believe: children's cultures in the park

Lenilda Cordeiro de Macêdo

Abstract


Este artigo tem como objetivo discutir qual o lugar da infância e da criança no contexto da educação infantil, analisando como as crianças produzem e reproduzem culturas no horário da recreação livre. Tendo os estudos da Sociologia da Infância como referencial teórico de base desenvolvemos uma pesquisa de natureza qualitativa, apoiada no método etnográfico. Realizamos observações de duas turmas do pré-escolar, cujos dados produzidos foram registrados em diário de campo e câmera de vídeo. A análise dos dados evidenciou que o recreio é um espaço precioso para percebermos as culturas infantis, porque há uma relativa liberdade para agir. As brincadeiras infantis possuem fortes elementos criativos, os quais são considerados culturas, ou seja, modos singulares de agir da infância.


Keywords


Infância, Criança, Culturas Infantis.

References


ARIÈS, Phillipe. História social da criança e da família. 2. ed. Rio de Janeiro: LTD, 1981.

BARBOSA. Maria Carmen Silveira. Por amor e por força: rotinas na educação infantil. Porto Alegre: Artmed, 2006.

BENJAMIN, Walter. Reflexões sobre a criança, o brinquedo e a educação. São Paulo: Editora 34, 2002.

______. Obras escolhidas II: rua de mão única. São Paulo: Editora Brasiliense, 1987.

COHN, Clarisse. Antropologia da criança. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2002.

CORSARO, William A. Sociologia da infância. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2011.

FERREIRA, Manuela. Do avesso do brincar ou... as relações entre pares, as rotinas da cultura infantil e a construção da(s) ordem(ens) social(ais) instituintes(s) das crianças no jardim-de- infância. In: SARMENTO, Manuel Jacinto; CERISARA, Ana Beatriz (orgs.). Crianças e miúdos: perspectivas sociopedagógicas da infância. Porto - PT: Edições ASA, 2004. p.55-104.

GIDDENS, Anthony. A constituição da sociedade. São Paulo: Martins Fontes, 1989.

JAMES, Alisson; JENKS, Chris; PROUT, Alan.Theorizing childhood. Cambridge: Polity Press, 1998.

SARMENTO, Manuel Jacinto. As culturas da infância na encruzilhada da segunda modernidade. In: SARMENTO, Manuel Jacinto; CERISARA, Ana Beatriz (orgs.). Crianças e miúdos: perspectivas sociopedagógicas da infância. Porto - PT: Edições ASA, 2004.

______Visibilidade social e estudo da infância. In: VASCONCELLOS, Vera Maria Ramos de; SARMENTO, Manuel Jacinto (orgs.). Infância invisível. Araraquara: Junqueira & Marin, 2007. p. 25-52.

______; VEIGA, Fátima. Pobreza infantil: realidades, desafios, propostas. Famalicão-PT: Húmus, 2010.

VIGOTSKY, L. S. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. 7. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

______. La imaginación y el arte em la infância. Madrid - ES: Edições Akal, 1986.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n7-352

Refbacks

  • There are currently no refbacks.