Mutirão de adenoamigdalectomia em hospital público universitário / Adenotonsillectomy the of joint aid effort in a public University Hospital

Paulo Humberto Siqueira, Valeriana de Castro Guimarães, Leandro Azevedo de Camargo

Abstract


Introdução: O aumento das tonsilas comum na infância pode causar problemas graves e comprometer o desenvolvimento infantil. Objetivo: Descrever os resultados obtidos durante o 1ª mutirão de cirurgias de amígdalas e adenóide realizada na cidade de Goiânia. Material e métodos: Estudo descritivo. Durante o evento foram operados 30 pacientes hígidos, com resultados de exames normais no período de 01 a 05 de dezembro de 2008. Os pacientes foram selecionados e contactados por telefone, mediante lista de espera existente no serviço de otorrinolaringologia do hospital. Diariamente foram realizadas seis cirurgias sem interrupção das atividades cotidianas desenvolvidas pelo serviço. Resultados: Do total de cirurgiados, 25 pacientes foram submetidos a adenoamigdalectomia, 3 à amigdalectomia e 2 à adenoidectomia. Conclusão: Este tipo de iniciativa produz um grande impacto, pois atinge uma grande massa da população carente, que necessita de uma intervenção cujos custos financeiros não lhes permitem o acesso. Esta atividade foi um benefício para muitos, tão esperado.


Keywords


Tonsila Faríngea; adenoidectomia; tonsila palatina; tonsilectomia

References


Alcântara LJL, Pereira RG, Mira JGS, Soccol AT, Tholken R, Koerner HN, Mocellin M. Impacto na qualidade de vida nos pacientes adenoamigdalectomizados. Arq. int. otorrinolaringol. 2008; 12(2): 172-78.

Ferreira OS, Britto MCA, Matos PBG, Santos JEG, Andrade FWC. Doença cardíaca secundária à hipertrofia sintomática de amígdalas palatinas e adenóides.Rev. IMIP.1991; 5(2):110-2.

Nascimento GMS, Salgado DC, Maia MS, Lambert EE, Pio MRB, Tiago RSL. Impacto do tratamento cirúrgico na qualidade de vida de crianças com hiperplasia de tonsilas. ACTA ORL/Técnicas em Otorrinolaringologia. 2007; 25 (2): 119-23.

Silva VC, Leite AM. Qualidade de vida e distúrbios obstrutivos do sono em crianças: revisão de literatura. Rev Pediatr Ceará. 2005; 6(1): 12-9.

Santos-Pinto CCM, Santos-Pinto PR, Ramalli EL, Santos-Pinto A, Raveli DB. Espaço nasofaringeano: avaliação pela telerradiografia . Rev. clín. ortodon. Dental Press. 2006; 4(6): 56-62.

Vilella BS, Vilella OV, Koch HA. Growth of the nasopharynx and adenoidal development in Brazilian subjects. Pesqui Odontol Bras. 2006; 20(1): 70-5.

Hasukić B, Brkić F, Kapidzić A, Skokić F. Quality of life in children with obstructive sleep apnea after adenotonsillectomy. Med Arh. 2008; 62(1):30-3.

Junior KMAS, Tomita S, Kos AOA. O problema da fila de espera para cirurgias otorrinolaringológicas em serviços públicos. Braz J Otorhinolaryngol. 2005; 71(3):256-62.

Antunes ML, Frazatto R, Macoto EK, Vieira FM, Yonamine FK. Mutirão de cirurgias de adenotonsilectomias: uma solução viável?. Braz J Otorhinolaryngol. 2007; 73(4):446-51.

Adoga AS, Onakoya PA, Mgbor NC, Akinyemi OA, Nwaorgu OG. Day case adenotonsiletomy: experience of two private clinics in Nigeria. Niger J Méd. 2008; 17(3):296-9.

Miziara, Ivan D. Mutirões de tonsilectomia. Braz J Otorhinolaryngol. 2007; 73 (4): 434-34.

Tang JP. Obesity and obstructive sleep apnoea hypopnoea syndrome in Singapore children. Ann Acad Med Singapore. 2008; 37(8):710-4

Fernandes AA, Alcântara TA, DAvila DV, DAvila JS. Study of weight and height development in children after adenotonsillectomy. Braz J Otorhinolaryngol. 2008; 74(3):391-4.

Korkmaz O, Bektas D, Cobanoglu B, Caylan R. Partial tonsillectomy with scalpel in children with obstructive tonsillar hypertrophy. Int J Pediatr Otorhinolaryngol. 2008; 72(7):1007-12.

Dib GC, Kosugi EM, Antunes ML, Morales DSR, Guilherme A, Fukuda Y. Hemorragia pós-operatória em 397 adenotonsilectomias realizadas nos Hospitais Geral de Pirajussara (HGP) e Hospital Estadual de Diadema (HED) / UNIFESP-EPM. Rev Bras Otorrinolaringol 2004;70(6):762-72.

Guimarães VC, Viana MADESR, Barbosa MA, Paiva MLF, TavaresJAG V, Camargo LA. Cuidados Vocais: questão de prevenção e saúde. Ciência & Saúde Coletiva. 2010; 15(6):2799-803.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n7-335

Refbacks

  • There are currently no refbacks.