Análise comparativa da infecção muscular de Tilapia rendalli (Boulenger, 1896) e Oreochromis niloticus (Linnaeus, 1758) por bactérias entre ambiente eutrofizado e de piscicultura/ Comparative analysis of the muscular infection of Tilapia rendalli (Boulenger, 1896) and Oreochromis niloticus (Linnaeus, 1758) by bacteria between eutrophic and fish farming environments

Kleber Felipe Alves da Silva, Melissa Rodrigues de Araújo, Laura Luísa de Oliveira Coelho Leal, Laura Flores Soares, Izabella Avelar Duarte, Melissa Borges Scoggin, Agnes Kiesling Casali, André Roberto Melo Silva

Abstract


Este trabalho apresenta uma análise comparativa para a presença de bactérias em Tilapia rendalli (Boulenger, 1896) e Oreochromis niloticus (Linnaeus, 1758) entre ambiente eutrofizado (Lagoa da pampulha, Belo Horizonte, MG) e de piscicultura (BeGreen). Devido ao consumo de peixes provenientes do ambiente eutrofizado, a análise foi feita para avaliar uma possível contaminação que poderia inviabilizar o consumo dessa carne. Para tanto, foram recolhidas amostras do músculo de dez peixes da espécie Tilapia rendalli comprados de pescadores da Lagoa da Pampulha e dez peixes da espécie Oreochromis niloticus que foram obtidos por doação da empresa BeGreen. Estes peixes passaram por triagem no laboratório de Zoologia do Centro Universitário UNA, no campus Guajajaras, pelos alunos e professores e em seguida enviados ao laboratório de microbiologia de alimentos localizado no mesmo campus onde foi feita a análise microbiológica. Foi realizada a contagem de coliformes a 45°C (NMP/g), a contagem total de bactérias heterotróficas (UFC/g) e a avaliação de presença ou ausência de Salmonella sp.. Verificou-se que, em média, foram encontradas 23 bactérias de coliformes a 45ºC (NMP/g) e 2.100 na contagem total de bactérias heterotróficas (UFC/g) no pool, ou seja, no agrupamento feito com as amostras da Lagoa da pampulha, além da ausência de Salmonella sp. Já nas amostras da BeGreen, a média foi de < 7,1 bactérias de coliformes a 45ºC (NMP/g) e 5.690 na contagem total de bactérias heterotróficas (UFC/g) e também houve a ausência de Salmonella sp.. Com base nos resultados e no Regulamento Técnico sobre os padrões microbiológicos para alimentos imposto pelo Ministério da Saúde brasileiro, ambos os peixes analisados são viáveis para o consumo humano.


Keywords


bactéria, peixe, Salmonella, coliformes, Pampulha.

References


AMAGLIANI, Giulia; BRANDI, Giorgio; SCHIAVANO, Giuditta F. Incidence and role of Salmonella in seafood safety. Food Research International, v. 45, n. 2, p. 780-788, 2012.

AZEVEDO, T. B. C.; LAVINAS, F. C.; RIBEIRO, R. L. A importância dos manipuladores no controle de qualidade dos alimentos–Artigo de Revisão. Saúde & Ambiente em Revista, v. 3, n. 1, p. 129, 2008.

AZEVEDO, V. M. S; RIGOLIN, O. S; PELICICE, F. M. Growing, losing or introducing? Cage aquaculture as a vector for the introduction of non-native fish in Furnas Reservoir, Minas Gerais, Brazil. p. 915-919. 2011.

BARRETO, N. S. E. et al. Condições higiênicos sanitárias e grau de frescor do pescado comercializado no mercado de peixe em Cachoeira, Bahia. Revista Brasileira de Higiene e Sanidade Animal: RBHSA, v. 11, n. 1, p. 60-74, 2017.

BIRINDELLI, J.L.O. Kalyptodoras bahiensis Higuchi, Britski & Garavello 1990. In: Machado, A.B.M.; Drummond, G.M. & Paglia, A.P. (eds.). Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. Ministério do Meio Ambiente e Fundação Biodiversitas. p.202–204, 2008.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Decreto nº30.691, de 29 de março de 1952. Aprova o novo Regulamento da Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal. Diário Oficial da União, Brasília, 7 jul. 1952.Seção 1, p.10785

BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. 2001. Resolução RDC n. 12, de 02 de janeiro de 2001. Regulamento Técnico sobre os padrões microbiológicos para alimentos, 2001.

Coordenadoria de Atendimento da Regional Pampulha. Prefeitura de Belo Horizonte. PBH. Disponível em: . Acesso em: 10/05/2021

DE SOUZA, R. M.. Avaliação da qualidade microbiológica de peixes da espécie Oreochromis niloticus da Lagoa da Pampulha-Belo Horizonte-MG. NBC-Periódico Científico do Núcleo de Biociências, v. 9, n. 18, 2019.

DUARTE, Francine Oliveira Souza. Caracterização da carne de Tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) submetida à dietas suplementadas com óleo de peixe. 2017. 195 f. Tese (Dissertação em Ciência Animal) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2017.

ESTEVES, F. A. Fundamentos de limnologia. 2 ed. Rio de Janeiro. Interciência. p. 203-204, 1998.

FERREIRA, E. M. et al. Alterações sensoriais, microbiológicas e químicas da pescada amarela (Cynoscion acoupa) e do peixe-serra (Scomberomorus brasiliensis) desembarcados em portos no Maranhão. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 5, p. 26662-26676, 2020.

FRANCISCO, K. H. Diagnóstico da condição de saneamento e qualidade das águas dos contribuintes do reservatório da Pampulha. Repositório.ufmg, 2018. Disponível em: . Acesso em: 08/05/2021.

FRANCO, B. D. G. M. ; LANDGRAF, M. .Microbiologia de Alimentos. Editora Atheneu, São Paulo. v 1, p.28;99-100, 2003.

GONTIJO, J. Fazenda urbana com estufa de 1,5 mil m² é a mais nova atração em shopping de BH, 2017. Disponível em: . Acesso em: 10/05/2021.

GRAZIANO, Pedro. Comunicação pessoal. Belo Horizonte, 12 abr. 2018.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE. Pesquisa de orçamentos familiares: 2017-2018 : avaliação nutricional da disponibilidade domiciliar de alimentos no Brasil / IBGE, Coordenação de Trabalho e Rendimento. Rio de Janeiro: IBGE, p. 30, 2020.

Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção: Volume VI - Peixes. In: Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (Org.). Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. Brasília: ICMBio. p.76, 110 e 192, 2018.

LEITE, Maria Nilda Augusta Vieira. Aspectos comparativos entre a fecundidade da Tilápia do Nilo, Tilápia (Sarotherodon) nilotica (Linnaeus) e Tilápia do Congo, Tilápia (tilapia) Rendalli,(Boulenger)(Pisces: Cichlidae), 1981.

LIMA, G. A.; ASSIS, N. G.; IBRAHIM, E. R. B. Diagnóstico dos córregos de influência direta da Lagoa da Pampulha com base nos requisitos do código florestal brasileiro por meio da utilização das ferramentas do SIG. Atena Editora, 2019. Disponível em: . Acesso em: 10/05/2021.

LIUSON, E. Pesquisa de coliformes totais, fecais e Salmonella spp. em tilápias de pesqueiros da região metropolitana de São Paulo. São Paulo: Catálogo USP, 2003.

MACHADO, Thaís Moron et al. Fatores que afetam a qualidade do pescado na pesca artesanal de municípios da costa sul de São Paulo, Brasil. Boletim do Instituto de Pesca, v. 36, n. 3, p. 213-223, 2018.

MATSUMURA-TUNDISI, Takako; TUNDISI, José Galizia. Calanoida (Copepoda) species composition changes in the reservoirs of São Paulo State (Brazil) in the last twenty years. Hydrobiologia, v. 504, n. 1, p. 215-222, 2003.

PBH PROPÕE MELHORIAS NO TRATAMENTO DAS ÁGUAS DA PAMPULHA. Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental - Minas Gerais, 2021. Disponível em: . Acesso em: 10/05/2021.

SHINOHARA, Neide Kazue Sakugawa et al. Salmonella spp., importante agente patogênico veiculado em alimentos. Ciência & saúde coletiva, v. 13, p. 1675-1683, 2008.

SILVA, E. N.; DUARTE, A. Salmonella Enteritidis em aves: retrospectiva no Brasil. Brazilian Journal of Poultry Science, v. 4, n. 2, p. 85-100, 2002.

SILVA, R, X. et al; QUALIDADE HIGIÊNICO-SANITÁRIA DA TILÁPIA (Oreochromis spp.) FRESCA E CONGELADA EM MERCADOS PÚBLICOS. Cienc. anim. bras., Goiânia, v.17, n.4, p. 574-580 out./dez. 2016.

SMITH, Val H. Eutrophication of freshwater and coastal marine ecosystems a global problem. Environmental Science and Pollution Research, v. 10, n. 2, p. 126-139, 2003.

TESSARI, Eliana Neire Castiglioni et al. Ocorrência de Salmonella spp. em carcaças de frangos industrialmente processadas, procedentes de explorações industriais do Estado de São Paulo, Brasil. Ciência Rural, v. 38, n. 9, p. 2557-2560, 2008.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n7-333

Refbacks

  • There are currently no refbacks.