O papel dos biomateriais na Odontologia restauradora e minimamente invasiva / The role of biomaterials in restorative and minimally invasive dentistry

Francelly do Carmo Guedes, Leonardo Nemezio da Rocha, Isabela Alencar Delgado, Maria Eduarda Silva Bezerra, Thaís Lira Silva, Michelle Leão Bittencourt Brandão Medeiros, Izabel Cristina Gomes de Mendonça

Abstract


Objetivo: descrever a importância dos biomateriais na Odontologia restauradora e analisar os principais biomateriais disponíveis no mercado, suas características e contribuição para uma Odontologia conservadora. Métodos: Trata-se de uma revisão integrativa, onde foram seguidos os seguintes passos: identificação do problema, pesquisa na literatura, avaliação e análise dos dados coletados e apresentação, tendo como questão norteadora da pesquisa: “Qual o papel dos biomateriais na Odontologia restauradora minimamente invasiva?” Resultados: A Odontologia minimamente invasiva é de grande benefício. Com o passar dos anos, cada vez mais biomateriais são produzidos para que consigam substituir o tecido orgânico perdido. Os materiais mais utilizados na Dentística Restauradora são: metais, resinas e cerâmicas. Através da nanotecnologia, resinas e cerâmicas podem ser enriquecidas, afim de promover a remineralização da dentina e do esmalte. Conclusão: Os biomateriais são fundamentais na Odontologia restauradora minimamente invasiva, pois possibilitam a substituição do tecido perdido e, muitas vezes estimulam a remineralização. É de grande importância o conhecimento por parte do cirurgião dentista, para que, no meio de tantos materiais, ele possa fazer a escolha mais pertinente para cada caso clínico.


Keywords


Cárie dentária, Biomateriais, Dentística.

References


ABUNA G et al. The ability of a nanobioglass-doped self-etching adhesive to re-mineralize and bond to artificially demineralized dentin. Dent Mater. 2021; 37(1):120-130.

ANDREIUOLO R, GONÇALVES SA, DIAS KRHC. A zircônia na Odontologia Restauradora. Rev. bras. odontol., 2011; 68(1): 49-53.

ALVES LMM et al. Rugosidade e microscopia de força atômica de resinas compostas submetidas a diferentes métodos de polimento. Polímeros, 2013; 23 (5): 661- 666.

BANERJEE A. Minimal intervention dentistry: part 7. Minimally invasive operative caries management: rationale and techniques. Br Dent J. 2013, 214 (3):107-11.

BORGES S, et al. Material restaurador utilizado nas unidades básicas de saúde de um município de pequeno porte na região alto paranaíba do estado de minas gerais. Psicologia e Saúde em debate, 2017, 3 (1): 22–33.

BOTTEGA, F. Costs and benefits of Papacarie in pediatric dentistry: a randomized clinical trial. Scientific reports, 2018, 8(1).

CHENG L et al. Nanotechnology strategies for antibacterial and remineralizing composites and adhesives to tackle dental caries. Nanomedicine (Lond). 2015;10 (1): 627-641.

DE MELO MBC. Remoção parcial e selamento de tecido cariado: revisão de literatura. Dissertação (Graduação em Odontologia). Departamento de Odontologia da Universidade de Taubaté. São Paulo, 2019.

DRUMMOND JL. Degradação, fadiga e falha de materiais compostos dentários de resina. J. Dent. Res. 2008; 87 (8): 710–719.

FERNANDES HGK, et al. Evolução da resina composta: Revisão da Literatura. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, Três Corações. 2014; 12 (2): 401-411.

FROST PM. Uma auditoria sobre a colocação e substituição de restaurações em uma clínica odontológica geral. Prim. Dente. Cuidado. 2002; 9 (1): 31–36.

GUASTALDI AC, APARECIDA AH. Fosfatos de cálcio de interesse biológico: importância como biomateriais, propriedades e métodos de obtenção de recobrimentos. Quím. Nova, 2010, 33 (6): 1352-58.

NETO JM, et al. Os avanços da odontologia minimamente invasiva nos dias atuais. Revista Eletrônica Acervo Saúde, 2021, 13 (2): 62-67.

MOURA MEM. Avaliação do potencial de remineralização e da resistência de união de materiais restauradores bioativos em dentina afetada por cárie. 2021. 81 f. Tese (Doutorado em Odontologia) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2021.

ROGERS GF, GREENE AK. Autogenous bone graft: basic science and clinical implications. J Craniofac Surg 2012; 23(1):323-7.

SAEKI K, et al. Recovery after PILP remineralization of dentin lesions created with two cariogenic acids. Arch Oral Biol. 2017; 82:194-202.

SENHORETI MAC et al. Biomateriais na Odontologia: panorama atual e perspectivas futuras. Rev. Assoc. Paul. Cir. Dent., 2013, 67(4): 178-86.

SAKAGUCHI RL. Revisão do status atual e desafios para compósitos restauradores dentais posteriores: considerações clínicas, químicas e de comportamento físico. Dente. Mater. 2005; 21 (1): 3-6.

TUMENAS I et al. Odontologia Minimamente Invasiva. Rev. Assoc. Paul. Cir. Dent., 2014, 68 (4): 283-95.

WHITTEMORE R; KNAFL K. The integrative review: updated methodology. J Adv Nurs, 2005, 52(5): 546-53. (referências utilizando normas ABNT ou Vancouver).




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n7-253

Refbacks

  • There are currently no refbacks.