Aprendizagem baseada em problemas como proposta para o ensino e aprendizagem de botânica na educação básica/ Problem-based learning as a proposal for botanical teaching and learning in basic education

Ana Paula Santos da Silva, Natal dos Santos Soares, Adriana Andrade Ruas, Rivia Arantes Martins

Abstract


Este artigo tem como tema o ensino de botânica, que foi motivada pela dificuldade de proporcionar uma educação mais significativa na educação básica, com objetivo de avaliar as contribuições da Aprendizagem Baseada em Problemas para a promoção do ensino de botânica na educação básica.  O método foi investigativo, onde existiu a necessidade de uma abordagem qualitativa. A pesquisa foi desenvolvida durante o segundo semestre de 2019, em uma escola pública no município de Guarinhatã - MG.  Foram participantes dessa pesquisa, 25 alunos do 7° ano do ensino fundamental II. Os instrumentos utilizados para coleta de dados foram fotos, vídeos e um caderno de campo para possíveis anotações e indagações, onde foi possível a organização e o cumprimento do cronograma da pesquisa para que não se perdessem nenhum detalhe e dados da pesquisa. O estudo foi baseado na metodologia educacional Aprendizagem Baseada em Problema (ABP), é desenvolvida em quatro etapas básicas (figura 1): Escolha do tema, ou seja, a definição do problema; Problematização do tema que se trata do diagnóstico inicial; Investigação, consiste em todo o processo de contextualização do tema; e na última etapa, deve ser realizado a compreensão partilhada com as hipóteses e soluções para o problema inicial. Portanto, foi possível notar as contribuições da ABP para uma temática ambiental, uma vez que, melhorou a motivação dos estudantes, no qual, foram estimulados a usar própria sua criatividade, desenvolvendo o raciocínio crítico, e possivelmente habilidades de aprendizado, favorecendo o trabalho colaborativo e tornar um aprendizado mais efetivo sobre botânica. 


Keywords


Botânica, Arborização, Educação Ambiental, Ensino de Ciências.

References


ARAÚJO, Ulisses F. Aprendizagem baseada em problemas no Ensino Superior. 2. Ed. São Paulo: Sumus, 2009. 151 p.

AUSUBEL, Deivid P. A aprendizagem significativa: a teoria de David Ausubel. São Paulo: Moraes, 1982.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: temas transversais. Brasília, DF, 1998. 42 p.

BRASIL. Ministério da Educação. Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Brasília, DF, 1999. 27 p.

BRASIL, Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: ensino médio. Brasília, DF, 2000. 05 p.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, DF, 2018. 470 p.

DIAS, Renata Flávia Nobre Canela; FONSECA, Valter Machado. Avaliação da aprendizagem na metodologia PBL-Aprendizagem baseada em problemas. Encontro De Pesquisa Em Educação, v. 8, p. 5-15, 2015.

DEWEY, John. Vida e educação. São Paulo: Melhoramentos, 1978.

DOS SANTOS VIANA, Suzane Lins; DE MEDEIROS NETA, Terezinha Neves; DE SOUZA, Samir Cristino. Aprendizagem baseada em problemas (ABP): cenários problemáticos aplicados à geografia no ensino médio. Brazilian Journal of Development, v. 7, n. 6, p. 56619-56631, 2021.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. 22. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996.

FREINET, sivell, John. Pedagogy Theory and Practice. Lewiston, NY: Edwin Mellen, 1994.

COSTA JUNIOR, Weligton Nogueira. Metodologia investigativa: aplicação do método para laboratórios de ensino de Física da UFU. 72f. Trabalho de conclusão de curso (curso de Física Licenciatura) Universidade Federal de Uberlândia, 2019.

LOVATO, Fabricio Luís; MICHELOTTI, Angela; LORETO, Elgion Lucio Da Silva. Metodologias ativas de aprendizagem: uma breve revisão. Acta Scientiae, v. 20, n. 2, 2018.

MAGALHÃES, Daniel Franz Reich. Interdisciplinaridade e aprendizagem baseada em problemas (ABP): uma breve revisão bibliográfica. Brazilian Journal of Development, v. 7, n. 1, p. 2877-2886, 2021.

MORÁN, José. Mudando a educação com metodologias ativas. Coleção Mídias Contemporâneas. Convergências Midiáticas, Educação e Cidadania: aproximações jovens, v. 2, n. 1, p. 15-33, 2015.

SOUZA, Samir Cristino de; DOURADO, Luis. Aprendizagem baseada em problemas (ABP): um método de aprendizagem inovador para o ensino educativo. Holos, v. 5, p. 182-200, 2015.

PIAGET, Jean; FIÚZA, Rubens. A noção de tempo na criança. 1946.

PINTO, Flávia Pinheiro de Alencar; LIMA, Gerson Amaral. Análise da Arborização Urbana na área Central do Município de Quixadá. Encontros de Iniciação Científica UNI7, v. 9, n. 1, 2019.

TOZONI-REIS, Marília Freitas de Campos. Metodologia da pesquisa. 2009.

VIGOTSKI, Lev S. A construção do pensamento e da linguagem. Cap. 7. SIRGADO, A. P.; O social e o cultural na obra de Vgotiski. Educação & sociedade, ano XXI, n° 71, 2000.

VERGNAUD, G. La teoria de los campos conceptuales. Recherches em Didatique des mathhématiques. V. 10, n2, 3. 1990.

URSI, Suzana; BARBOSA, Pércia Paiva; SANO, Paulo Takeo; BERCHEZ, Flávio Augusto De Souza. Ensino de Botânica: conhecimento e encantamento na educação científica. Estudos Avançados, v. 32, n. 94, p. 7-24, 2018.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n7-226

Refbacks

  • There are currently no refbacks.