Avanços e desafios para a implementação do acolhimento na Estratégia Saúde da Família / Advances and challenges for the implementation of the user embracement in the Family Health Strategy

Filipe Carlos Eudes Pinto Valério, Gabrielly Maria Mendes de Barros, José Melquiades Ramalho Neto, Adla Ferreira Costa, Thallita Thamara Pereira Vieira, Ciro Pereira Costa, Roberta Costa de Araújo, Layza de Souza Chaves Deininger

Abstract


Objetivo: analisar os avanços e desafios para a implementação do acolhimento na Estratégia Saúde da Família. Método: revisão integrativa a partir de artigos indexados em periódicos da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), na base de dados da Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) e na biblioteca eletrônica da Scientific Electronic Library Online (SciELO), no período de 2016 a 2020. Resultados: foram selecionados 08 estudos: quatro oriundos da SciELO, dois da base LILACS e outros dois da BVS. Quanto aos entraves para a implementação do acolhimento na Estratégia Saúde da Família, destacaram-se o longo tempo de espera para o atendimento, a escassez de recursos humanos e a dificuldade do acesso aos serviços. Já os avanços estiveram voltados para o atendimento da equipe e o agendamento das consultas. Conclusão: o conhecimento dos avanços e desafios do acolhimento na Estratégia Saúde da Família é importante para avaliar e amparar a tomada de decisão em saúde devido às restrições diante das demandas e condutas das unidades de saúde, a fim de aumentar o acesso aos serviços e aumento da satisfação dos usuários.


Keywords


Atenção à Saúde, Acolhimento, Estratégia Saúde da Família, Sistema Único de Saúde, Política de saúde.

References


ARANTES, L. J.; SHIMIZU, H. E.; MERCHAN-HAMANN, E. Contribuições e desafios da Estratégia Saúde da Família na Atenção Primária à Saúde no Brasil: revisão da literatura. Ciência saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 21, n. 5, p. 1499-1510, maio 2016. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232016000501499. Acesso em: 16 nov. 2020.

BRASIL, Lei no 8.080, de 19 de setembro de 1990. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, da organização e funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências (Lei Orgânica da Saúde). Diário Oficial da União, Brasília, DF, 1990.

BRASIL. Ministério da Saúde. HumanizaSUS: Documento base para gestores e trabalhadores do SUS / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Núcleo Técnico da Política Nacional de Humanização. – 4. ed. 4. reimp. – Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2010. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/humanizasus_documento_gestores_trabalhadores_sus.pdf. Acesso em: 30 out. 2020.

BREHMER, L. C. de F; VERDI, M. Acolhimento na Atenção Básica: reflexões éticas sobre a Atenção à Saúde dos usuários. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 15, supl. 3, p. 3569-3578, nov. 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S141381232010000900032&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 15 nov. 2020. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232010000900032.

CAMARGO, D. S.; CASTANHEIRA, E. R. L. Ampliando o acesso: o Acolhimento por Equipe como estratégia de gestão da demanda na Atenção Primária à Saúde (APS). Interface (Botucatu), Botucatu, v. 24, supl. 1, e190600, 2020. Disponível em:https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S141432832020000200217&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 13 nov. 2020.

CHÁVEZ, G. M. et al. Acesso, acessibilidade e demanda na estratégia de saúde da família. Escola Anna Nery, Rio de Janeiro, v. 24, n. 4, e20190331, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S141481452020000400219〈=en. Acesso em: 14 nov. 2020.

CUNHA, A. T. R. et al. Percepções de usuários sobre humanização na estratégia saúde da família: um estudo ancorado na teoria da dádiva. Revista Ciência Plural, v. 3, n. 3, p. 16-31, 22 abr. 2018. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/rcp/article/view/13094. Acesso em: 16 nov. 2020.

FERREIRA, A. V. et al. Acesso a sala de vacinas da estratégia saúde da família: aspectos organizacionais. Rev. enferm. UFPE on line, v. 11, n. 10, p. 3869-3877, out. 2017. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/download/69709/24321. Acesso em: 16 nov. 2020.

GARNELO, L. et al. Acesso e cobertura da Atenção Primária à Saúde para populações rurais e urbanas na região norte do Brasil. Saúde em Debate, v. 42, p. 81-99, 2018. Disponível em: https://www.scielosp.org/article/sdeb/2018.v42nspe1/81-99/. Acesso em: 14 nov. 2020.

GIORDANI, J. M. do A. et al. Fatores associados à realização de acolhimento pelas equipes da Atenção Básica à Saúde no Brasil, 2012: um estudo transversal. Epidemiol. Serv. Saúde, Brasília, v. 29, n. 5, e2019468, 2020. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S223796222020000500303&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 16 nov. 2020.

LIRA, L. B. S. de et al. Acesso, acolhimento e Estratégia Saúde da Família: satisfação do usuário. Revista enfermagem UFPE on-line, p. 2334-2340, 2018. Disponível em: file:///C:/Users/Cliente/Downloads/234878-121158-2-PB.pdf. Acesso em: 16 nov. 2020.

MENDES, K. D. S.; SILVEIRA, R. C. C. P.; GALVÃO, C. M. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto & Contexto Enfermagem, Florianópolis, v. 17, n. 4, p. 758-764, out. 2008. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/714/71411240017.pdf. Acesso em: 17 nov. 2020.

MITRE, S. M.; ANDRADE, E. L. G.; COTTA, R. M. M. Avanços e desafios do acolhimento na operacionalização e qualificação do Sistema Único de Saúde na Atenção Primária: um resgate da produção bibliográfica do Brasil. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 17, n. 8, p. 2071-2085, ago. 2012. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S141381232012000800018&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 17 nov. 2020.

NEDEL, F. B. et al. Programa Saúde da Família e condições sensíveis à atenção primária, Bagé (RS). Revista Saúde Pública, São Paulo, v. 42, n. 6, p. 1041-1052, dez. 2008. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102008000600010. Acesso em: 16 nov. 2020.

OLIVEIRA, C. V. S.; CORIOLANO-MARINUS, M. W. L. Desafios do Acolhimento na Estratégia Saúde da Família: Uma revisão integrativa. Saúde em Redes. 2016; 2 (2): 211 - 225. Disponível em: http://revista.redeunida.org.br/ojs/index.php/rede-unida/article/view/678. Acesso em: 31 out. 2020.

REIS, D.O; ARAÚJO, E. C.; CECÍLIO, L. C. O. Políticas Públicas de Saúde: Sistema Único de Saúde. Trabalho de conclusão de curso 2011. (Especialização em Saúde da Família) - UNASUS - Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em:https://www.unasus.unifesp.br/biblioteca_virtual/esf/2/unidades_conteudos/unidade04/unidade04.pdf. Acesso em: 30 out. 2020.

SOUZA, M. T.; SILVA, M. D. da; CARVALHO, R. de. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein (São Paulo), São Paulo, v. 8, n. 1, p. 102-106, mar. 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-45082010000100102&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 22 nov. 2020.

SULZBACH, C. C.; WEILLER, T. H.; DALLEPIANE, L. B. Acesso à Atenção Primária à Saúde de longevos: perspectiva de profissionais da Saúde da Família de um município do Rio Grande do Sul. Cadernos saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 28, n. 3, p. 373-380, set. 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414462X2020000300373〈=en. Acesso em: 14 nov. 2020.

STILLWELL, S. B.; FINEOUT-OVERHOLT, E.; MELNYK, B. M.; WILLIAMSON, K. M. Searching for the evidence: strategies to help you conduct a successful search. American Journal of Nursing, v. 110, n. 5, p. 41-47, 2010. Disponível em: http://download.lww.com/wolterskluwer_vitalstream_com/PermaLink/NCNJ/A/NCNJ_546_156_2010_08_23_SADFJO_165_SDC216.pdf. Acesso em: 16 nov. 2020.

TESSER, C. D.; POLI NETO, P.; CAMPOS, G. W. S. Acolhimento e (des)medicalização social: um desafio para as equipes de saúde da família. Ciência saúde coletiva, Rio de Janeiro, v.15, supl. 3, p. 3615-3624, nov. 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232010000900036&lng=pt. Acesso em: 16 nov. 2020.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n7-189

Refbacks

  • There are currently no refbacks.