Habilidades sociais na atuação de brinquedistas em duas brinquedotecas universitárias piauienses: contribuições e possibilidades/ Social skills in the performance of toy players in two university toy libraries in Piauí: contributions and possibilities

Carla Andréa Silva, Ana Gabriela Nunes Fernandes

Abstract


A presença das habilidades sociais, segundo a literatura especializada, é apontada pela sua versatilidade quanto ao uso nos distintos espaços sociais como a família, a escola, o espaço profissional e comunitário, permitindo otimizar as oportunidades de interação social mediante o exercício de comportamentos mais habilidosos. O objetivo deste artigo consiste na análise das habilidades sociais aprendidas na atuação de brinquedistas, alunos de cursos de Pedagogia, em duas brinquedotecas universitárias situadas uma no sul e outra no norte do estado do Piauí. A pesquisa desenvolvida foi de natureza qualitativa e se pautou em observações e registros em diários de campo. Os resultados revelam que as práticas realizadas nas brinquedotecas universitárias contribuem para a formação dos brinquedistas, ampliando as habilidades sociais dos participantes, o que ressalta a relevância das atividades complementares e estágios nesses espaços educativos por ampliarem as possibilidades formativas.


Keywords


Habilidades sociais, Brinquedistas, Brinquedotecas universitárias, Formação.

References


ABBri. O que é a Brinquedoteca e quem é o Brinquedista? Disponível em: https://www.brinquedoteca.org.br/o-que%C3%A9brinquedoteca-e-brinquedista. Acesso em 10 de Maio de 2021.

BANDEIRA, M. et al. Habilidades sociais e variáveis sociodemográficas em estudantes do ensino fundamental. Psicologia em Estudo, vol. 11, nº 3, 2006, pp. 541-549.

CABALLO, V. E. O Treinamento em Habilidades Sociais: Manual de técnicas de terapia e modificação do comportamento. São Paulo: Santos Editor, 2003.

CORRÊA, C. I. M. Habilidades sociais e educação: programa de intervenção para professores de uma escola pública. Tese. UNESP. Marília, 2008. 140f.

CUNHA, N. H. Da S. O brincar e as necessidades especiais. In: Santos, S. M. P. dos (Org). Brinquedoteca: a criança, adulto e o lúdico. 4. Ed. Petrópolis: Vozes, 2000. p. 29-36.

CUNHA, N.H. S. Brinquedoteca: Um Mergulho no Brincar. São Paulo: Aquariana, 2007.

DEL PRETTE, A.; DEL PRETTE, Z. A. P. Habilidades sociais: Conceitos e campo teórico-prático. Texto online, disponibilizado em http://www.rihs.ufscar.br, em dezembro de 2006.

DEL PRETTE, Z.A.P e DEL PRETTE, A. Psicologia das Habilidades Sociais: terapia e educação. Petrópolis, RJ. Vozes, 1999.

DEL PRETTE, A.; DEL PRETTE, Z. A. P. Psicologia das relações interpessoais: Vivências para o trabalho em grupo. Petrópolis, RJ: Vozes, 2001.

DEL PRETTE, Z. A. P.; DEL PRETTE A. Psicologia das habilidades sociais na infância: teoria e prática. Petrópolis, RJ: Vozes, 2005.

DEL PRETTE, A ; DEL PRETTE, Z. A. P. (Orgs.). Psicologia das Habilidades Sociais: Diversidade teórica e suas implicações. Petrópolis: Vozes, 2009.

DEL PRETTE, Z, A. P., PAIVA, M. L.M. F. ; DEL PRETTE, A. Contribuições do referencial das habilidades sociais para uma abordagem sistêmica na compreensão do processo de ensino-aprendizagem. Interações, 10(20), 57-72, 2005.

DEL PRETTE, Z. A. P.; DEL PRETTE, A. Psicologia das habilidades sociais: terapia e educação. Petrópolis: Vozes,1999.

ELLIOTT C.; PRING, T.; BUNNING K. Social skillstraining for adolescents with intellectual disabilities : A cautionary note. Journal of Applied Research in Intellectual Disabilities, v.15, p. 91-96, 2002.

ESTEBAN, M.P.S. Pesquisa qualitativa em educação: fundamentos e tradições. Porto Alegre:AMGH, 2010.

GATTI, Bernadete A. Formação de professores no Brasil: características e problemas. Educ Soc. [online]. 2010, vol. 31, n. 113, pp. 1355-1379. ISSN 1678-4626. https://doi.org/10.1590/S0101-73302010000400016.

GONZÁLEZ REY, F. L. Pesquisa Qualitativa em Psicologia: caminhos e desafios. Trad. Marcel Aristides Ferrada Silva. São Paulo: Pioneira Thompson Learning,2002.

KISHIMOTO, T.M. Diferentes tipos de brinquedotecas. In: FRIEDMANN, A. et al. (org). O direito de brincar. 4. ed. São Paulo: Edições Sociais: Abrinq, 1998, p.53-63.

LÜDKE, Menga; ANDRÉ, Marli E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. 2ª. ed. Reimpr. Rio de Janeiro : E.P.U., 2018.

SANTOS, S.M.P.dos (Org). Brinquedoteca: a criança, o adulto e o lúdico. Petrópolis: Vozes, 2011.

TUNES, E.; TUNES, G. O Adultos, a Criança e a Brincadeira. Em aberto, v.18, n.73, p.78-88, jun., 2001.

WYLER, M. M.; RAISER, J. S. Habilidades Sociais e Educação: avanços e possibilidades. Ágora: Revista de Divulgação Cientifica 2014.

ZABALZA, M. Diários de aula: um instrumento de pesquisa e desen¬volvimento profissional. Porto Alegre: Artmed, 2004.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n7-029

Refbacks

  • There are currently no refbacks.