Rinite alérgica em crianças e adolescentes / Allergic rhinitis in children and adolescents

Isabela Lara Marcondes

Abstract


A rinite alérgica é a alergia respiratória mais recorrente no Brasil, é definida como uma doença inflamatória das mucosas nasais, que acontece em reação a algum alérgeno, como ácaros ou poeira. Essa doença possui impactos negativos na vida das crianças e adolescentes, pois sintomas como obstrução nasal, coriza e espirros diminuem a qualidade de vida dos mesmos, repercutindo em sua produtividade, no seu sono, em seu aprendizado e em sua vida social. Por isso, tornam-se necessárias medidas que sejam capazes de gerar mudança nesse quadro. Dessa forma, realizou-se uma revisão bibliográfica acerca da maneira como a rinite alérgica influencia a vida desse público e quais as formas de diminuição desses impactos. Contudo, obteve-se que é possível retardar os efeitos da rinite alérgica e transformar a qualidade de vida dos indivíduos portadores da doença, por meio do controle ambiental, associado ao uso de medicamentos e, em casos mais persistentes, com o uso de imunoterapia. 


Keywords


Sintomas, Impactos, Qualidade de vida, Tratamento

References


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE OTORRINOLARINGOLOGIA E CIRURGIA CÉRVICO-FACIAL. IV CONSENSO BRASILEIRO SOBRE RINITES. Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial, 2017. Disponível em: . Acesso em: 05 abr. 2020.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ALERGIA E IMUNOLOGIA. Prevalência e gravidade de asma, rinite e eczema entre crianças e adolescentes de Feira de Santana, BA, por questionário do International Study of Asthma and Allergies in Childhood (ISAAC). Arquivos de Asma, Alergia e Imunologia, 2013. Disponível em: . Acesso em: 12 maio. 2020.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ALERGIA E IMUNOLOGIA. Controle ambiental é uma das saídas para quem tem rinite alérgica. Associação Brasileira de Alergia e

Imunologia, 2017. Disponível em: . Acesso em: 05 abr. 2020.

BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE DO MINISTÉRIO DA SAÚDE. Qualidade de vida em 5 passos. Biblioteca Virtual em Saúde, 2013. Disponível em: . Acesso em: 19 abr. 2020.

CAMELO-NUNES, Inês Cristina; SOLÉ, Dirceu. Rinite alérgica: indicadores de qualidade de vida. Jornal Brasileiro de Pneumologia, São Paulo, 18 set. 2009.

SOCIEDADE AMERICANA DE CANCER. A Cavidade Nasal. Equipe Oncoguia, 2017. Disponível em: . Acesso em: 01 abr. 2020.

FUNCHAL, Bruno. A influência do sono na qualidade de vida. Hospital Santa Paula, 2020. Disponível em: . Acesso em: 04 abr. 2020.

GALVÃO, Clóvis Eduardo Santos; CASTRO, Fábio F. Morato. As alergias respiratórias. Revista de Medicina, São Paulo, 26 mar. 2005.

PREFEITURA DE BELO HORIZONTE. Protocolo da Rinite Alérgica. Prefeitura de Belo Horizonte, 2012. Disponível em: . Acesso em: 01 jun. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Doenças respiratórias crônicas - rinite. Ministério da saúde, 2015. Disponível em: . Acesso em: 01 jun. 2020.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. Rinite alérgica. Sociedade Brasileira de Pediatria, 29 de novembro de 2017. Disponível em:

%A9%20a,maior%20na%20sa%C3%BAde%20das%20crian%C3%A7as>. Acesso em: 29 abr. 2020.

SPARTA, Mônica; GOMES, William. Importância atribuída ao ingresso na educação superior por alunos do ensino médio. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 2005.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n7-015

Refbacks

  • There are currently no refbacks.