Efeito da composição vegetal nos serviços ambientais oferecidos por sistemas agroflorestais / Effect of vegetable composition in environmental services offered in agroforestry systems

Marcelo da Silva Irmão, Karine Louise dos Santos

Abstract


O presente manuscrito buscou discutir a importância do componente vegetal em sistemas agroflorestais, no sentido de elucidar seu papel na garantia dos serviços ambientais, dos quais dependem a biodiversidade e a espécie humana. Essa discussão baseou-se em revisão bibliográfica, apresentando os principais desdobramentos epistemológicos do século XX que influenciaram a ciência agroecológica e a consequente formação da visão holística dos ecossistemas, em contrapartida ao modelo hegemônico. O manuscrito mostra, a partir desse olhar, que o sutil funcionamento dos ecossistemas pode proporcionar novos modos de relação homem-natureza, especialmente no que concerne ao contexto agrícola que, embora regido atualmente pela tecnificação oriunda da Revolução Verde, tem passado por profundas e positivas mudanças motivadas por pesquisas no campo da – mas não se limitando a – Agroecologia. Por fim, busca-se estimular estudos multidisciplinares e práticas transgeracionais.

 


Keywords


Resiliência, Agroecossistemas, Ecologia, Diversidade

References


ALTIERI, M. Agroecologia: bases científicas para uma agricultura sustentável. 3. Ed., São Carlos: Editora Expressão Popular, 2012, 184p.

ARAÚJO, A. C. M.; GOUVEIA, L. B., Uma revisão sobre os princípios da Teoria Geral dos Sistemas, Revista Estação Científica, n° 16, p. 1-14, 2016.

ARTUZO, F. D. et al. Emergy unsustainability index for agricultural systems assessment: A proposal based on the laws of thermodynamics. Science of the total environment, v. 759, 2021.

BALBINO, L. C. et al. Agricultura sustentável por meio da integração lavoura-pecuária-floresta (iLPF). Jornal Informações Agronômicas, n° 138, p. 1-18, 2012.

BALVANERA, P. et al. Quantifying the evidence for biodiversity effects on ecosystem functioning and services. Ecology Letters, v. 9, nº 10, p. 1146-1156, 2006.

BASTOS, C. S. et al, Incidência de insetos fitófagos e de predadores no milho e no feijão cultivados em sistema exclusivo e consorciado. Revista Ciência Rural, v. 33, n° 3, p. 391-397, 2003.

BATILANI-FILHO, M. Funções ecossistêmicas realizadas por besouros Scarabaeinae na decomposição da matéria orgânica: aspectos quantitativos em áreas de Mata Atlântica, 2015, 115 p. Dissertação Mestrado em Ecologia – Centro de Ciências Biológicas, Univ. Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2015. Disponível . Acesso 24 abr. 2020.

BERTOL, O. J. et al., Perdas de nitrogênio via superfície e subsuperfície em sistema de semeadura direta. Revista Floresta, v. 35, nº 3, 2005.

BIANCHINI, F. J. J. A., BOOIJ, C. J. H., TSCHARNTKE, T. Sustainable pest regulation in agricultural landscapes: a review on landscape composition, biodiversity and natural pest control. Proceedings of the Royal Society B, v. 273, p. 1715-1727, 2006.

BLAU, M. L., LUZ, F., PANAGOPOULOS, T. Urban River Recovery Inspired by Nature-Based Solutions and Biophilic Design in Albufeira, Portugal. Land, v. 7, n° 4, p. 141, 2018.

BONNESOEUR, V. et al. Impacts of forests and forestation on hydrological services in the Andes: A systematic review, Forest Ecology and Management, v. 433, p. 569-584, 2019.

BREVILIERI, R. C., DIECKOW J. Mitigação de emissões de gases do efeito estufa em solos agrícolas e florestais como indicador de serviços ambientais. In: Serviços Ambientais em Sistemas Agrícolas e Florestais do Bioma Mata Atlântica. 1ª Ed. PARRON, L. M. et al. (Ed.). Brasília: Embrapa, cap. 9, p. 109-121, 2015. Disponível em . Acesso 20 maio 2020.

BROW, G. G. et al. Biodiversidade da fauna do solo e sua contribuição para os serviços ambientais. In: Serviços Ambientais em Sistemas Agrícolas e Florestais do Bioma Mata Atlântica. 1ª Ed. PARRON, L. M. et al. (Ed.). Brasília: Embrapa, cap. 10, p. 122-154, 2015. Disponível em < https://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1024082>. Acesso 20 maio 2020.

BRÜSEKE, F. J. A crítica da técnica moderna. Revista Estudos Sociedade e Agricultura, v. 6, nº 1, p. 5-55, 1998.

CAMPBELL, E. M., ANTOS, J. A., VANAKKER, L. Resilience of southern Yukon boreal forests to spruce beetle outbreaks. Forest Ecology and Management, v. 433, p. 52-63, 2019.

CAMPOS, Alexandre T., CAMPOS, Aloíso T., Balanços energéticos agropecuários: uma importante ferramenta como indicativo de sustentabilidade de agroecossistemas. Ciência Rural, v. 34, n° 6, 2004.

CAPORAL, F. R., COSTABEBER, J. A. Por uma nova extensão rural: fugindo da obsolescência. Reforma Agrária, v. 24, n° 2, p. 70-90, 1994.

CAPORAL, F. R., COSTABEBER, J. A. Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável: perspectivas para uma Nova Extensão Rural. Revista Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável, v. 1, n° 1, p. 16-37, 2000.

CARDOSO, D. J., PARRON, L. M., FRANCISCON, L., Carbono de biomassa em floresta nativa e sistemas florestais como indicador de serviços ambientais. In: Serviços Ambientais em Sistemas Agrícolas e Florestais do Bioma Mata Atlântica. 1ª Ed. PARRON, L. M. et al. (Ed.). Brasília: Embrapa, cap. 6, p. 84-91, 2015. Disponível em < https://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1024082>. Acesso 20 maio 2020.

CARVALHO, A. M.; ALVES, B. J. R., PEREIRA, L. L. Emissão de Óxido Nitroso do solo com aplicação de fontes de fertilizantes nitrogenados em sistema de plantio direto no Cerrado. In: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento n° 281. 1ª Ed., Planaltina: Embrapa Cerrados, 2010. 14 p.

COELHO, G. C., Sistemas Agroflorestais, 1ª Ed. São Carlos: Rima, 2012. 184 p.

COLLEY, T. A. et al. Delta Life Cycle Assessment of Regenerative Agriculture in a Sheep Farming System. Integrated Environmental Assessment and Management, v. 16, n° 2, p. 282-290, 2019.

CONCEIÇÃO, M. M. M. et al. Condições ambientais e serviços ecossistêmicos de uma unidade de conservação de proteção integral. Brazilian Journal of Development, v. 7, n° 1, p. 9702-9718, 2021.

COSTANZA, R. et al. The value of the world’s ecosystem services and natural capital, Revista Nature, v. 387, p. 253-260, 1997.

DAILY, Gretchen C. Nature’s services: Societal dependence on natural ecosystem, 1997. Disponível em <>. Acesso em 10 jun. 2020.

DE HAAS, B. R. et al. Combining agro-ecological functions in grass-clover mixtures. AIMS Agriculture and Food, v. 4, n° 3, p. 547-567, 2019.

DIOP, A. M. Sustainable Agriculture: New Paradigms and Old Practices? Increased Production with Management of Organic Inputs in Senegal. Environment, Development and Sustainability, v. 1, n° 1, p. 285–296, 1999.

DODD, M. et al. Evidence for early life in Earth’s oldest hydrothermal vent precipitates, Revista Nature, v. 543, p. 60-64, 2017.

FERNÁNDEZ, F., OSPINA, M. Sinopsis de las hormigas de la región Neotropical, In: Introducción a las Hormigas de la región Neotropical, cap. 3, Bogotá: Instituto de Investigación de Recursos Biológicos Alexander von Humboldt, p. 49-64. 2003. Disponível em <>. Acesso em 02/10/2020.

FERREIRA, L. R., As agroflorestas como expressões do desenvolvimento rural no Rio Grande do Sul: Uma análise a partir da produção de novidades, 2014, 148 p. Dissertação de Mestrado em Desenvolvimento Rural - Faculdade de Ciências Econômicas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2014. Disponível em . Acesso em 24 maio 2020.

FERREIRA, M. L. P. C. A regulação do uso dos agrotóxicos no Brasil: uma proposta para um direito de sustentabilidade, 2013, 346 p. Tese de Doutorado em Direito – Centro de Ciências Jurídicas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2013. Disponível em . Acesso em 21 abr. 2020.

FRANCHINI, J. C. et al. Integração lavoura-pecuária-floresta como estratégia para aumentar a produtividade e prover serviços ambientais no noroeste do Paraná. In: Serviços Ambientais em Sistemas Agrícolas e Florestais do Bioma Mata Atlântica. 1ª Ed. PARRON, L. M. et al. (Ed.). Brasília: Embrapa, cap. 22, p. 266-270, 2015. Disponível em . Acesso em 20 maio 2020.

GOMES, F. B. et al. Incidência de pragas e desempenho produtivo de tomateiro orgânico em monocultivo e policultivo. Horticultura Brasileira, v. 30, p. 756-761, 2012.

GONÇALVES, A. P. R. Perspectivas para o pagamento por serviços ambientais para promover a agroecologia. 2017, 212 p. Dissertação de Mestrado em Direito – Centro de Ciências Jurídicas, Univ. Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2017. Disponível em . Acesso 18 jun. 2020.

GUEDES, F. B., SEEHUSEN, S. E. (Ed.), Pagamentos por Serviços Ambientais na Mata Atlântica: lições aprendidas e desafios. Brasília: Ministério do meio ambiente, 2011. Disponível em . Acesso em 24/04/2020.

HARARI, Y. N. Sapiens, uma breve história da humanidade, Tradução de Janaína Marcoantonio, 16ª Ed. Porto Alegre: L&PM, 2015, 459 p.

IWATA, B. F. et al. Manejo de resíduos em argissolo sob agrofloresta no semiárido cearense, Brazilian Journal of Development, v. 6, n° 4, p. 20702-20716, 2020.

KICHEL, A. et al. Sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta e o progresso do setor agropecuário brasileiro, In: BUNGENSTAB, D. J. Sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta: a produção sustentável, 2ª ed. Brasília: Embrapa, 2012. 9 p.

KITAMURA, P. C. Valoração de serviços ambientais em sistemas agroflorestais: métodos, problemas e perspectivas. Jaguariúna: Embrapa, 2003, 4 p. Disponível em < https://www.agencia.cnptia.embrapa.br/recursos/Kitamura_valoracaoID-UTXMUZ4w6e.pdf>. Acesso em 05 jun. 2020.

LANGE, A. et al. Degradação do solo e pecuária extensiva no norte do Mato Grosso, Revista Nativa, v.7, nº 6, p. 642-648, 2019.

LIU, X., LIU, S. Introduction to the special issue: Biodiversity mechanism in natural succession and ecological restoration. Ecological Engineering, v. 143, 2020.

LORENSINI, F. et al. Lixiviação e volatilização de nitrogênio em um argilossolo cultivado com videira submetida à adubação nitrogenada. Revista Ciência Rural, v. 42, nº 7, p. 1173-1179, 2012.

LOSS, A. et al. Soil fertility and organic matter in Vertisol and Ultisol under forest and pasture coverage. Revista Comunicata Scientiae, v. 5, nº 1, 2014.

LUIZÃO, F. J. Ciclos de nutrientes na Amazônia: respostas às mudanças ambientais e climáticas. Revista Ciência e Cultura da Sociedade Brasileira para o progresso da Ciência, v. 59, nº 3, p. 31-36, 2007.

MAIA, C. M. B. F., PARRON, L. M. Matéria orgânica como indicador da qualidade do solo e da prestação de serviços ambientais, In: Serviços Ambientais em Sistemas Agrícolas e Florestais do Bioma Mata Atlântica. 1ª Ed. PARRON, L. M. et al. (Ed.). Brasília: Embrapa, cap. 8, p. 101-108, 2015. Disponível em . Acesso 26 maio 2020.

MAIA, S. M. F. et al. Impactos de sistemas agroflorestal e convencional sobre a qualidade do solo no semiárido cearense. Revista Árvore, v. 30, n° 5, p. 837-848, 2006.

MARTIN, J. F. et al. Emergy evaluation of the performance and sustainability of three agricultural systems with different scales and management. Agriculture, Ecosystems & Environment, v. 115, n° 1-4, p. 128-140, 2006.

MURADIAN, R. et al. Reconciling theory and practice: An alternative conceptual framework for understanding payments for environmental services. Ecological Economics, v. 69, n° 6, p. 1202-1208, 2010.

MULLER, M. M. L. et al. Degradação de pastagens na região amazônica: propriedades físicas do solo e crescimento de raízes. Revista Agropecuária Brasileira, v. 36, nº 11, p. 1409-1418, 2001.

NASCIMENTO, L. L., QUADROS, J. R. Do tempo do direito ao tempo dos rios voadores: As águas da Amazônia à margem da lei. Revista de Direito Ambiental e Socioambientalismo, v. 4, n° 2, p. 124-145, 2018.

ODUM, E. P. Fundamentos de Ecologia. 6ª Ed., Lisboa: Fund. Calouste Gulbenkian, 2004, 927 p. Disponível em . Acesso em 3 abr. 2020

PEREIRA, L. F.; FERREIRA, C. F., GUIMARÃES, R. M. F. Manejo, qualidade e dinâmica da degradação de pastagens na Mata Atlântica de Minas Gerais – Brasil. Revista Nativa, v.6, nº 4, p. 370-379, 2018.

PODGAISKI, L. R., RODRIGUES, G. G. Leaf-litter decomposition of pioneer plants and detritivore macrofaunal assemblages on coal ash disposals in southern Brazil. European Journal of Soil Biology, v. 46, n° 6, p. 394-400, 2010.

POWER, A. G. Ecosystem services and agriculture: tradeoffs and synergies. Philosophical Transactions of the Royal Society B. v. 365, p. 2959–2971, 2010.

RHODES, C. J. The Imperative for Regenerative Agriculture. Science Progress, v. 100, n° 1, p. 80-129, 2017.

SAINT-BÉAT, B. et al. Trophic networks: How do theories link ecosystem structure and functioning to stability properties? A review. Ecological Indicators, v. 52, p. 458-471, 2015.

SANTOS, P. Z. F., CROUZEILLES, R., SANSEVERO, J. B. B. Can agroforestry systems enhance biodiversity and ecosystem service provision in agricultural landscapes? A meta-analysis for the Brazilian Atlantic Forest. Forest Ecology and Management, v. 433, p. 140-145, 2019.

SCHREEFEL, L. et al. Regenerative agriculture – the soil is the base. Global Food Security, v. 26, 2020.

SILVA, Alcione H. et al., Atributos físicos do solo e escoamento superficial como indicadores de serviços ambientais In: Serviços Ambientais em Sistemas Agrícolas e Florestais do Bioma Mata Atlântica. 1ª Ed. PARRON, L. M. et al. (Ed.). Brasília: Embrapa, cap. 5, p. 71-83, 2015.

SOUZA, G. S. et al, Atributos físico-hídricos do solo com café canilon orgânico consorciado com espécies arbóreas e frutíferas, Revista Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 52, n° 7, 2017.

SWIFT, M. J., ANDERSON, J. M., Biodiversity and Ecosystem Function in Agricultural Systems, In: Biodiversity and Ecosystem Function, 1994, 1ª Ed. SCHULZE, E., MOONEY, H. A. (Ed.) Springer-Verlag, Berlin, Heidelberg, cap. 2, p. 15-41, 1994. Disponível em . Acesso em 7 mar. 2021.

SZYMCZAK, D. A. et al., Compactação do solo causada por tratores florestais na colheita de Pinus taeda L. na região sudoeste do Paraná. Revista Árvore, v. 38, nº 4, p. 641-648, 2014.

TEAGUE, R. & BARNES, M. Grazing management that regenerates ecosystem function and grazingland livelihoods. African Journal of Range & Forage Science, v. 34, n° 2, p. 77-86, 2017.

TILMAN, D., REICH, P. B. & KNOPS, J. M. H., Biodiversity and ecosystem stability in a decade-long grassland experiment, Revista Nature, v. 441, p. 629-632, 2006.

UZÊDA, M. C. et al. Eutrofização de solos e comunidade arbórea em fragmentos de uma paisagem agrícola. Revista Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 51, nº 9, p. 1120-1130, 2016.

VALENTINI, L. S. P. et al. Temperatura do ar em sistemas de produção de café aráfica em monocultivo e arborizados com seringueira e coqueiro-anão na região de Mococa -SP, Revista Bragantia, v. 69, n° 4, p. 1005-1010, 2010.

VAN DER PLAS, F. Biodiversity and ecossystem functioning in naturally assembled communities, Biological Reviews, v. 94, nº 4, p. 1220-1245, 2019.

VASCONCELLOS, R. C.; BELTRÃO, N. E. S., Avaliação de prestação de serviços ecossistêmicos em sistemas agroflorestais através de indicadores ambientais. Revista Interações, v. 19, n. 1, p. 209-220, 2018.

VON BERTALANFFY, K. L. Teoria Geral dos Sistemas – Fundamentos, desenvolvimento e aplicações. Tradução de Francisco M. Guimarães. 5ª Ed. Petrópolis: Vozes, 2006. 360p.

WARTH, B. Modelling land use change effects on ecosystem functions in African Savannas – A review, Global Food Security, v. 26, 2020.

WHITE, R. E. & ANDREW, M. Orthodox Soil Science versus Alternative Philosophies: A Clash of Cultures in a Modern Context. Sustainability, v. 11, n° 10, p. 2-7, 2019.

WILLIAMS-GUILLÉN, K., PERFECTO, I., VANDERMEER, J. Bats limit insects in a neotropical agroforestry system, Revista Science, v. 320, p. 70, 2008.

WUNDERLE Jr., J. M. The role of animal seed dispersal in accelerating native forest regeneration on degraded tropical lands, Forestry Ecology and Management, v. 99, p. 223–235, 1997.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n6-626

Refbacks

  • There are currently no refbacks.