Nível de informação de estudantes do ensino público e privado de Juiz de Fora – MG a respeito de métodos contraceptivos / Level of information of students from public and private education systems in Juiz de Fora - MG regarding contraceptive methods

Giulia Duarte Lougon Borges de Mattos Albuquerque, Karen de Sá Schettino, Mellissa Aleixo Machado, Leonardo Pandolfi Caliman

Abstract


INTRODUÇÃO: A adolescência é um período do desenvolvimento marcado por descobertas relacionadas a sexualidade que tornam o indivíduo vulnerável a gravidez indesejada e infecções sexualmente transmissíveis (IST). O Brasil tem a sétima maior taxa de gravidez na adolescência da América do Sul e 25% dos jovens menores de 25 anos já foram expostos à IST no país. Maior nível de escolaridade, sexo feminino e estudantes de escola privada são fatores relacionados a maior nível de informação sobre contraceptivos. OBJETIVO: Avaliar o nível de informação de estudantes de escolas públicas e privadas da cidade de Juiz de Fora - MG a respeito de anticoncepção. MÉTODO: Foi realizado estudo transversal/observacional através do questionário validado ‘Proposta de Instrumento para avaliar conhecimento de jovens sobre métodos contraceptivos’, em duas escolas públicas e uma privada, entre agosto e novembro de 2019. Foram incluídos ambos os sexos, de 15 a 19 anos, sendo utilizados critérios de exclusão. Foi realizada análise comparativa dos grupos amostrais para os escores obtidos no teste. RESULTADOS: Participaram desse estudo, 159 estudantes, sendo 64,78% do sexo feminino. Ademais, 21,4% eram de escolas públicas e 78,6% de escolas privadas. Quanto ao grau de escolaridade, 53,5% cursavam o primeiro ano do EM, 42,1% o segundo ano do EM e 4,4% o terceiro ano do EM. Em relação à quantidade de métodos contraceptivos conhecidos pelos estudantes, 28,3% conheciam quatro métodos contraceptivos, enquanto apenas 1,3% conheciam dez métodos. Dentre os participantes, 56,6% relataram ter recebido alguma aula de orientação sexual durante a vida. Já em relação ao quão se consideravam bem informados, apenas 40,9% se consideravam assim. CONCLUSÃO: Conclui-se que, apesar de o jovem se sentir menos oprimido sexualmente a qualidade da informação ainda é insuficiente para uma pratica sexual segura. Fica clara a importância de ações públicas de saúde e educação direcionadas a sexualidade.


Keywords


Contraceptivos, Anticoncepção, Educação Sexual.

References


Borges ALV, Fujimori E, Kuschnir MCC, Chofakian CBN, Moraes AJP, Azevedo JD, Santos KF, Vasconcellos MTL. ERICA: Início da vida sexual e contracepção em adolescentes brasileiros. Rev Saude Publica 2016; 50(1):15.

Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA). URL: https://nacoesunidas.org/brasil-tem-setima-maior-taxa-de-gravidez-adolescente-da-america-do-sul/. Acessed: 14/05/2019.

Romero KT, Medeiros EHGR, Vitalle MS, Wehba J. O conhecimento das adolescentes sobre questões relacionadas ao sexo. Rev Assoc Med Bras 2007; 53(1): 14-9

Vieira LM, Saes SO, Doria AAB, Goldberg TBL. Reflexões sobre a anticoncepção na adolescencia no Brasil. Rev Bras Saúde Matern Infant 2006; 6(1):135-140.

Rodrigues MJ. Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) na adolescência. Nascer e Crescer 2010; 19(3):200.

Silva NCB, Bonfim T, Cardozo NP, Franco MAP, Marques SL. Proposta de instrumento para avaliar conhecimento de jovens sobre métodos contraceptivos. Paidéia 2007; 17(38):365-74.

Patias ND, Dias ACG. Sexarca, informação e uso de métodos contraceptivos: comparação entre adolescentes. Psico-USF 2014; 19 (1):13-22.

Mendonça RCM, Araújo TME. Análise da produção científica sobre uso de métodos contraceptivos pelos adolescentes. Rev Bras Enferm 2010; 63(6):1040-5.

Taborda JA, Silva FC, Ulbricht L, Neves EB. Consequências da gravidez na adolescência para as meninas considerando-se as diferenças socioeconômicas entre elas. Cad Saúde Colet 2014; 22(1):16-24.

Belo MAV, Silva LP. Conhecimento, atitude e pratica sobre métodos anticoncepcionais entre adolescentes gestantes. Ver Saúde Pública 2004; 38(4):479-87.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n6-567

Refbacks

  • There are currently no refbacks.