Ser professor: entre o imaginário social e a identidade docente / Being a teacher: between the social imaginary and the teaching identity

Isabela Mendes Costa Campos, Lizandra Sodré Sousa, Witembergue Gomes Zaparoli, Herli de Sousa Carvalho

Abstract


O texto trata sobre a profissão docente no imaginário social e o processo de construção da identidade profissional. Pretende-se identificar os elementos que constituem a identidade docente a partir da interação com contextos históricos, sociais e culturais em que a profissão está inserida. Optou-se pela pesquisa qualitativa, utilizando revisão bibliográfica, o que possibilitou a reflexão sobre a temática a partir de múltiplos olhares. Identificou-se que a sociedade, influenciada significativamente por traços da conjuntura de cada período histórico, elabora imagens sociais diversas sobre os professores. O estereótipo de um ofício por vocação, a feminização da profissão, as condições de trabalho e os aspectos da vida pessoal e do contexto profissional de cada sujeito consistem em elementos fundamentais na construção e (re)construção da identidade profissional, na perspectiva de um processo contínuo e inacabado.


Keywords


Docência, Imaginário Social, Identidade Docente

References


ARROYO, Miguel G. Ofício de mestre: imagens e autoimagens. Petrópolis, RJ: Vozes, 2000.

BRZEZINSKI, Ira. Profissão professor: identidade e profissionalização docente. Brasília: Plano Editora, 2002.

BRITO, Vera L. F. A. Professores: identidade, profissionalização e formação. Belo Horizonte: Argumentum, 2009.

CASTRO, Magali de. Representações sociais sobre a profissão docente. Revista de Ciências Humanas. Florianópolis: EDUFSC, Especial Temática, 2002. p.315-322. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/revistacfh/article/view/25861/22643. Acesso em: 23 dez. 2019.

ESTEVE, José M. Mudanças sociais e função docente. In: NÓVOA, Antonio. Profissão professor. Porto: Porto Editora, 1999.

FONTANA, Roseli, C. A. Como nos tornamos professoras? Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

GARCIA, Maria M. A.; HYPOLITO, Álvaro M.; VIEIRA, Jarbas S. As identidades docentes como fabricação da docência. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 1, p. 45-56, jan./mar. 2005.

JESUS, Regina F. de. Sobre alguns caminhos trilhados... ou mares navegados...Hoje, sou professora. In: VASCONCELOS, Geni Amélia Nader (org.). Como me fiz professora. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.

LELIS, Isabel. Profissão docente: uma rede de histórias. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 17, maio/jun/jul/ago, 2001.

MINAYO, M.C.S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 2. ed. São Paulo: Hucitec/ Abrasco, 1996.

NOVOA, A. Os professores e as histórias de vida. In: NOVOA, A. (org.). Vida de professores. Porto: Porto Editora, 1992.

NÓVOA, A. Relação escola-sociedade: novas respostas para um velho problema. In: SABINO, Raquel et al. Formação de Professores. São Paulo: Editora Unesp, 1998. p. 19-40.

SANTOS, Gideon Borges dos. Usos e limites da imagem da docência como profissão. Rev. Bras. Educ., Rio de Janeiro, v. 18, n. 52, jan./mar. 2013. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-24782013000100002. Acesso em: 23 dez. 2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n6-564

Refbacks

  • There are currently no refbacks.