Controle alternativo de pragas e doenças pelos horticultores do município de Boa Vista-RR / Alternative pest and disease control by horticulturists in the city of Boa Vista-RR

Crisóstomo Hermes Soares Trajano da Silva, Edgley Soares da Silva, Síntique Nathália Ramos de Almeida, Francisca Simone Lopes da Silva Leite, Virgínia Micaela de Amorim Silva, Juan Matheus Leite de Souza, Pedro José de Medeiros Neto, Franceildo Jorge Felix

Abstract


O trabalho teve como objetivo, avaliar o perfil do uso do controle alternativo de pragas e doenças pelos horticultores da zona urbana de Boa Vista, Roraima, Brasil. O levantamento foi realizado nos bairros periféricos da zona urbana do município de Boa Vista-RR. O método de avaliação utilizado foi pesquisa de campo, onde foram entrevistados 30 horticultores. Observou-se que 80% dos produtores afirmaram conhecer ou já ter ouvido falar no Controle Alternativo de Pragas e Doenças (CAPD) e 47% destes, utilizam apenas o CAPD como mecanismo de controle. O controle cultural em conjunto com o controle químico sintético é a forma mais empregada, com percentual de 36,7% entre os entrevistados. A rotação de cultura foi realizada por 100% dos produtores, entre esses produtores 61,7%, não utilizam produtos alternativos no combate a pragas e doenças em suas hortas. A Couve (Brassica oleracea) foi citada por 60% dos produtores como a hortaliça mais atacada por pragas e doenças. O Pulgão (Hemiptera: Aphididae) foi apontado por 67% dos produtores como a principal praga das hortaliças na zona urbana de Boa Vista. Dessa forma, concluiu-se que a maioria dos produtores de hortaliças de Boa Vista-RR conhece o CAPD, no entanto, não utilizam devido dificuldades de implementação da prática e baixa eficiência no controle. A rotação de cultura, praticada em 100% das hortas urbanas, é o principal tipo de controle alternativo de pragas e doenças utilizado pelos produtores. A maioria dos produtores urbanos de do município de Boa Vista não utilizam aplicações de produtos naturais alternativos no controle a pragas e doenças em suas hortas, dentre aqueles que fazem, a urina de vaca e calda de fumo são os mais utilizados.


Keywords


Agroecologia, Manejo, Fitopatologia, Alternativo

References


ALVES, J. D. N.; OLIVEIRA, S. S.; MOTA, A. M.; ALMEIDA, R. H. C.; OKUMURA, R. S. Percepção de riscos do uso de agrotóxicos na cultura da laranja pela comunidade do Cubiteua, município de Capitão Poço – PA. Enciclopédia Biosfera, v. 9, n. 17, p. 3594-3602, 2013.

AQUINO, A. M.; ASSIS, R. L. Agricultura orgânica em áreas urbanas e periurbanas com base em agroecologia. Ambiente & Sociedade, v. 10, n. 1, p. 137-150, 2007.

BARTH, M.; RENNER, J. S.; MARTINS, R. L.; SILVA, D. R. Q. AGRICULTURA Familiar: características ergonômicas das atividades e impactos na saúde dos trabalhadores. Estudos Sociedade e Agricultura, v. 24, n. 2, p. 471-496, 2016.

CATAPAN, V., BUZANINI, A.C., MOURA, J.M.M., and SANTOS, S.S. Principais pragas de hortaliças-fruto nas famílias das Solanáceas, Cucurbitáceas e Fabáceas. In: BRANDÃO FILHO, J.U.T., FREITAS, P.S.L., BERIAN, L.O.S., and GOTO, R., comps. Hortaliças-fruto [online]. Maringá: EDUEM, 2018, pp. 357-386.

COUTINHO, R. L. B. C.; OLIVEIRA, J. V.; GONDIM JR., M. G. C.; CÂMARA, C. A. G. Toxicidade por fumigação, contato e ingestão de óleos essenciais para Sitophilus zeamais Motschulski, 1885 (Coleoptera: Curculionidade). Ciência e Agrotecnologia, v.35, n.1, p.172-178, 2011.

CORRÊA, J. C. R.; SALGADO, H. R. N. Atividade inseticida das plantas e aplicações: revisão. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, v.13, n.4, p.500-506, 2011.

FERNANDES, M. C. A. Guia dos Defensivos Alternativos. Rio de Janeiro: CREA-RJ, 2013, 24 p.

HEINEMANN, J. A.; MASSARO, M.; CORAY, D. S.; AGAPITO-TENFEN, S. Z.; DALE, W. J. Sustainability and innovation in staple crop production in the US Midwest. International Journal of Agricultural Sustainability, v. 12, n. 1, p. 71-88, 2014.

MAY, A.; TIVELLI, S. W.; VARGAS, P. F.; SAMRA, A. G.; SACCONI, L. V.; PINHEIRO, M Q. A Cultura da Couve Flor. Campinas: Instituto Agronômico, 2007, 43p.

MZOUGHI, N. Do organic farmers feel happier than conventional ones an exploratory analysis. Ecological Economics, v. 103, n.1, p. 38-43, 2014.

OTTMANN, M. M.; MIELKE, A. É.; CRUZ, M. J. R. Impactos ambientais e socioeconômicos em hortas comunitárias sob Linhas de Transmissão no Bairro Tatuquara, Curitiba, PR, Brasil. Revista Brasileira de Agroecologia, v. 5, n. 1, p. 86-94, 2010.

PIRES, V. C. Agricultura Urbana como Fator de Desenvolvimento Sustentável: Um Estudo na Região Metropolitana de Maringá. Revista Pesquisa & Debate. v. 27. n. 2, p.69-84, 2016.

PORTELA, V.F.; VILHENA JÚNIOR, W. M. Agricultura familiar no centro urbano: a experiência do bairro operário em Boa Vista-Roraima. Revista Eletrônica de Ciências Sociais, v.1, n. 1, p. 1-17, 2008.

PRIMO, G. A.; Ferreira, T. A.; Pinto, I. O.; Santos, J. P.; Ferreira J. S. Mapeamento e caracterização da agricultura urbana no município de Gurupi-TO. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v. 9, n. 4, p. 212-219, 2014.

RESENDE, F. V.; ALCÂNTARA, F. A. de; HENZ, G.P. Produção orgânica de hortaliças: o produtor pergunta, a Embrapa responde. Brasília: Embrapa Informação Tecnológico, 2007. 308 p.

SANTANA, M. C.; LUZ, E. S.; SILVA, M. R.; SILVA, M. C.; CASAGRANDE JUNIOR, E. F. Trabalho do produtor agrícola urbano e periurbano: horticultores do centro-sul piauiense. Sociedade e Território. v. 29, n. 2, p. 132-153, 2017.

SARTORI, S.; LATRONICO, F.; CAMPOS, L. M. S. Sustentabilidade e desenvolvimento sustentável: uma taxonomia no campo da literatura. Ambiente & sociedade, v.17, n.1, p.1-22, 2014.

SCHMITZ, A. M.; SANTOS, R. A. A produção de leite na agricultura familiar do Sudoeste do Paraná e a participação das mulheres no processo produtivo. Terr@ Plural, v. 7, n. 2, p. 339-356, 2014.

SEUFERT, V.; RAMANKUTTY, N.; FOLEY, J. A. Comparing the yields of organic and conventional agriculture. Nature, v. 485, n. 7397, p. 229-232, 2012.

SIMONE, S.; FERNANDA, L.; LUCILA M.S.C. Sustentabilidade e Desenvolvimento Sustentável: Uma Taxonomia no Campo da Literatura. Ambiente & Sociedade, v.17, n.1, p.1-122, 2014.

SOUSA, A. A.; AZEVEDO E.; LIMA E. E.; SILVA A. P. F. Alimentos Orgânicos e Saúde Humana: Estudo sobre as controvérsias, 2012, 125p.

SOUZA, J. L. Agricultura orgânica: tecnologias para a produção de alimentos. v.3. Vitória: Incaper, 2015. 373 p.

TRANI, P. E.; FORNASIER, J. B.; LISBÃO, R. S. Cultura da Rúcula. Campinas: Instituto Agronômico, 1992, 15p.

VENZON, M.; PAULA JUNIOR, T. J.; PINTO, C. M. F.; OLIVEIRA, R. M.; BONOMO, I. S. Insumos alternativos para o controle de pragas e doenças. Informe Agropecuário, v. 31, p. 108-115, 2010.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n6-531

Refbacks

  • There are currently no refbacks.