O campo de forças dos conflitos socioambientais: Em análise as narrativas do Jornal “A Sirene” e da Fundação Renova / The field of forces of socio-environmental conflicts: Analyzing the narratives of the newspaper “A Sirene” and the Renova Foundation

Andressa Santos Gonçalves, Ana Louise de Carvalho Fiuza

Abstract


 Em novembro de 2015, em Mariana/MG ocorreu um desastre sociotécnico que liberou cerca de 34 milhões de metros cúbicos de rejeito no ambiente, causando inúmeras consequências socioambientais, e a emergência de conflitos. Nesse contexto, o trabalho em questão tem como objetivo analisar o campo de forças formado após o desabamento das barragens da Samarco, entre o Jornal A Sirene - para não esquecer e a Fundação Renova. Para tanto, foram realizadas análise conforme proposto por Bardin, de documentos que tratavam sobre os dois agentes sociais. Os resultados apontaram que as duas instituições mediadoras dispõem de diferentes tipos de discursos e estratégias. Porém foi possível notar que há um desequilíbrio de forças entre os campos, pois a Renova é detentora de uma ampla gama de diferentes capitais. Assim, tem sido por meio de muitos conflitos, que os agentes sociais do campo dos atingidos têm conseguido alcançar algumas de suas demandas por indenizações e pequenos avanços nos processos de reassentamentos.


Keywords


Jornal A Sirene, Fundação Renova, conflitos socioambientais, habitus

References


ANA, Agência Nacional de Águas. Encarte Especial Sobre a Bacia do Rio Doce-Rompimento da Barragem em Mariana MG. (Superintendência de Planejamento de Recursos Hídricos - SPR/Ministério de Meio Ambiente, Brasília DF, 2016). Disponível em: . Acesso em: 19/05/2020.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BOURDIEU, P. A Economia das Trocas Linguísticas: O que falar Quer Dizer. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1996.

BOURDIEU, P. O poder simbólico/ Trad. Fernando Tomaz. 2ª ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1998.

BRITTES, Juçara. A Sirene e o Direito à Comunicação dos Atingidos pela Lama. In: XXXIX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, 2016.

CELESTINO, Marcelo Silva; SILVA, Fábio Augusto Rodrigues. Uma análise das reportagens no jornal" A Sirene": um porta-voz dos atingidos pelo desastre da Samarco. 2017.

DEPARTAMENTO NACIONAL DE PRODUÇÃO MINERAL, Ministério de Minas e Energia; Classificação de Barragens de Mineração; Data-Base – dez. 2016, publicado em 15 dez. 2016. Disponível em: ; Acesso em: 19/05/2020.

FONTES, Roberta Neves, et al. Crime, desastre ou acidente? Disputas narrativas sobre o rompimento da barragem da Samarco. 2018.

FUNDACAORENOVA.2020. Disponível em: Acesso: 01/04/20.

JORNALASIRENE. 2020. Disponível em: Acesso: 27/04/2020.

PAZZA, Janaína. "A MÍDIA RADICAL DO JORNAL A SIRENE: A MINERADORA SAMARCO VISTA PELOS OLHOS DOS SIRENISTAS". Curitiba: Versalete. Vol. 5, nº 8, 2017.

ROJAS, Claudia Marcela Orduz; PEREIRA, Doralice Barros. As veias continuam abertas: o rompimento da barragem de Fundão/MG e o modus operandi da Samarco (Vale/BHP Billiton). Lutas Sociais, 2018, 22.41: 223-236.

SANTANA, Gabriel de Oliveira Coelho; DE CASTRO, João Vitor Cruz. Representação adequada na autocomposição de direitos coletivos: Uma análise da aplicação dos métodos adequados de solução de conflitos no caso de Mariana e da participação efetiva dos Titulares dos direitos violados. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 9, p. 65415-65436, 2020.

SOUSA, Claudiane Aparecida de. JORNAL A SIRENE: mobilização e rememoração das ocorrências como dispositivo de comunicação. Revista Eletrônica de Ciências Jurídicas, v. 1, n. 3, 2018.

ZHOURI, A. Introdução: Produção de conhecimento Em um ‘campo minado’. In: Zhouri, A (Org.); Oliveira, R et all. Mineração: violências e resistências [livro eletrônico]: um campo aberto à produção de conhecimento no Brasil. 1.ed.— Marabá, PA : Editorial iGuana; ABA, 2018. p. 8-26.

ZHOURI, A; OLIVEIRA, R; ZUCARELLI, M; VASCONCELOS, M. PaRte 1: O desastre do rio doce afetações, resistências, políticas. In: Zhouri, A (Org.); Oliveira, R et all. Mineração: violências e resistências [livro eletrônico]: um campo aberto à produção de conhecimento no Brasil. 1.ed.— Marabá, PA : Editorial iGuana; ABA, 2018. p. 27-64.

ZHOURI, Andréa et al. O desastre da Samarco e a política das afetações: classificações e ações que produzem o sofrimento social. Ciência e Cultura, v. 68, n. 3, p. 36-40, 2016.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n6-523

Refbacks

  • There are currently no refbacks.