The perception of public managers of public contracts and biddings about distance education as a training modality / A percepção dos gestores públicos de contratos públicos e licitações sobre a educação a distância como modalidade de formação

Consuêla Félix de Vasconcelos Neta, José de Lima Albuquerque, Lhanna Mhara Sousa Sampaio, Rodolfo Araújo de Moraes Filho, Marco Aurélio Benevides de Pinho, Jorge da Silva Correia Neto, Ivanda Maria Martins Silva, Rafaela Rodrigues Lins

Abstract


Esta pesquisa surge do interesse em analisar como os cursos licitatórios e contratos de gestão pública na modalidade de Educação a Distância – EaD, têm contribuído para a formação e qualificação de equipes de Licitações e Contratos nas administrações públicas. Para tanto, objetivou-se investigar a percepção de gestores e funcionários de prefeituras dos municípios dos Estados do Piauí, Ceará e Maranhão, a respeito da Educação a Distância como modalidade de formação em licitações e contratos públicos. A transparência da administração pública é efetiva por meio do acesso do público. informação do cidadão para o governo que, hoje, ganhou força no contexto das Novas Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (DTIC). Os cursos formulados por meio da plataforma EaD Corporativa oferecem uma alternativa inteligente para a gestão pública e privada utilizar um ambiente educacional interativo que proporciona a formação e / ou qualificação de seus profissionais. Esta pesquisa é de natureza aplicada, por meio de uma abordagem qualitativa, com objetivos que envolvem um estudo exploratório e descritivo. Quanto aos procedimentos técnicos, esta pesquisa é um estudo de caso desenvolvido por meio de pesquisa de campo, documental e bibliográfica. Os dados foram coletados por meio de questionário semiestruturado, com questões fechadas e abertas. Empregou-se a análise de conteúdo. Foi realizada uma busca bibliográfica no portal de periódicos da CAPES, no período 2016-2020, de artigos relacionados à Educação Corporativa a Distância, bem como, sobre o tema licitações e contratos. O objetivo desta pesquisa foi apropriar-se do estado da arte sobre o assunto. Optou-se também pela observação participante e a survey foi adotada como método de pesquisa. De acordo com a análise dos resultados, foi possível concluir que em relação à questão de gênero, as mulheres têm procurado a modalidade a distância para a formação profissional com mais frequência do que os homens. Os dados sugerem que profissionais com idade inferior a 36 anos optam por utilizar a EaD como ferramenta de aprimoramento profissional. No que se refere à percepção da utilização da educação na modalidade a distância em licitações e contratos, os entrevistados consideram uma experiência positiva. Sugere-se também uma maior participação dos gestores públicos e das equipes que compõem as comissões de licitação para a participação nos cursos da área, visto que a transparência e a eficiência na gestão pública exigem constante atualização profissional.


Keywords


Educação a distância, Educação Corporativa, Licitações e contratos públicos, Tecnologias de Informação e Comunicação Digital

References


ALMEIDA, M. E. B. Educação a distância na Internet: abordagens e contribuições dos ambientes digitais de aprendizagem. Educação e Pesquisa, v. 29, n. 2, p. 327-340, 2003.

ALMEIDA, M. E. B. Formação de educadores a distância na pós-graduação: Potencialidades para o desenvolvimento da investigação e produção de conhecimento. Educação e Sociedade, v. 33, n. 121, p. 1053-1072, 2012.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm. Acesso em: 21 nov. 2019.

BRASIL. Decreto n. 8.414, de 26 de fevereiro de 2015. Institui o Programa Bem Mais Simples Brasil e cria o Conselho Deliberativo e o Comitê Gestor do Programa. Diário Oficial da União, Brasília, 26 de fevereiro de 2015.

BRASIL. Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. Institui normas para licitações e contratos da Administração Pública e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 21 de junho de 1993.

CASTELLS, M. A. A galáxia da internet: reflexões sobre a internet, os negócios e a sociedade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003.

DI PIETRO, M. S. Z. Direito Administrativo. 20. ed. São Paulo: Atlas, 2018.

EBOLI, M. A educação no Brasil: mitos e verdades. São Paulo: Gente, 2004.

FIGUEIREDO, M. Probidade administrativa. São Paulo: Malheiros, 2011.

FLICK, U. Desenho da pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Artmed, 2009.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010, p 44.

MARCONI, M.; LAKATOS, E.; Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Atlas, 2011.

MEIRELLES, H. L.; BURLE FILHO, J. E. Direito Administrativo Brasileiro. 42. ed., São Paulo: Malheiro Editores, 2016.

MEISTER, J. C. Educação corporativa: a gestão do capital intelectual através das universidades corporativas. São Paulo: Makron Books, 1999.

MEISTER, J. C. Educação Corporativa. São Paulo: Pearson Makron Books, 2005.

MOORE, M.; KEARSLEY, G. Educação a distância: uma visão integrada. Trad. de Roberto Galman. São Paulo: Cengage Learning, 2007.

MOSCARDINI, T. N.; KLEIN, A. Z. Educação corporativa e desenvolvimento de lideranças em empresas multisite. In: ENCONTRO DA ENANPAD. 38, 2014. Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: AnPAD, 2014.

PRODANOV, C. C.; FREITAS, E. C. de. Metodologia do Trabalho Científico: Métodos e Técnicas da Pesquisa e do Trabalho Acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013.

QUARTIERO, E. M.; CERNY, R. Z. Universidade Corporativa: uma nova face da relação entre mundo do trabalho e mundo da educação. In: QUARTIERO, E. M.; BIANCHETTI, L. (org.). Educação corporativa: mundo do trabalho e do conhecimento: aproximações. São Paulo: Cortez, 2005.

VALENTE, J.A.; PRADO, M. E. B.; ALMEIDA, M. E. B. (org.). Educação a distância via Internet. 2.ed. São Paulo: Avercamp, 2005.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n6-426

Refbacks

  • There are currently no refbacks.