Programa de intervenção para o manejo de resíduos em serviços de saúde / Intervention program for waste management in healthcare services

Renata Alves Bandeira, Jessimira Soares Muniz Pitteri, Denia Rodrigues Chagas

Abstract


Os hospitais são impressionantes geradores de resíduos, inerente à diversidade de atividades que são desenvolvidas dentro destas empresas. Dependendo do tipo de resíduo hospitalar, podemos eleger diferentes alternativas de tratamento e grande aproveitamento para a reciclagem. O presente estudo tem por objetivo analisar a relação entre a implementação de um programa de intervenção para o manejo de resíduos e a efetividade produzida com a mudança a partir de sua distribuição adequada. Trata-se de um estudo analítico/explicativo de causa-efeito, com análise estatística descritiva comparando o antes e depois da intervenção por meio da pesagem dos resíduos. Como resultado, verificou-se 13.298,37 kg em na primeira pesagem, referente a um mês de coleta, destes 17% foram classificados como infectantes e 83% como comuns. A partir da implementação do programa de intervenção, foi realizada nova pesagem por trinta dias e o total de resíduos apresentou uma redução de 3,75% (12.799,44 kg) mesmo havendo um número maior de atendimento que no mês da pesagem anterior. Destes 17% permaneceu como infectante, 42% como comum e 41% como reciclável, o que equivale a mais de 5.200 kg de resíduos reaproveitados. As estatísticas foram analisadas através de teste t (p=0.0294), o que comprova a redução. O programa de intervenção obteve alta efetividade, sendo a cozinha o setor com maior potencial para reciclagem, seguida da farmácia. Os resíduos orgânicos foram os mais reaproveitados com base no peso, seguidos por papelão. Os ganhos por meio deste programa são educativos, econômicos, sociais e ambientais. 


Keywords


Gerenciamento de Resíduos, Reciclagem, Resíduos Hospitalares.

References


Goyal J, Bansal M. The study of hospital waste recycling process. International Journal of Current Engineering and Technology. 2016;6(3):830-833. [Aceso em 12 jan 2016]. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/332047862_Gerenciamento_quantitativo_de_residuos_hospitalares

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução da Diretoria Colegiada nº 222/2018. Dispõe sobre o regulamento técnico para o gerenciamento de resíduos de serviços de saúde. Brasília (DF); 2018. [Aceso em 15 jul 2019]. Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br/documents/33852/271855/RDC+222+de+Mar%C3%A7o+de+2018+COMENTADA/edd85795-17a2-4e1e-99ac-df6bad1e00ce

Allevato CG. Resíduos de serviços de saúde: o conhecimento dos profissionais que atuam no contexto hospitalar [Dissertação Mestrado]. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro; 2014.

Amengol BPC, Castro SR. Gerenciamento quantitativo de resíduos hospitalares: estudo de caso do município de Juiz de Fora/MG. Revista Saúde e Meio Ambiente. 2019;8: 58-72. [Aceso em 15 set 2019]. Disponível em: http://www.periodicos.unc.br/index.php/sma/article/view/1765

Neves PDM, Serikawa VS, Raymundo GS. Reciclagem: uma questão ambiental, econômica e social. DGE/CCH/UEM. 2015; 1(1): 1-7. [Aceso em 18 jan 2016]. Disponível em: https://www.academia.edu/3618794/Reciclagem_-_uma_quest%C3%A3o_ambiental_econ%C3%B4mica_e_social?auto=download

Ferreira NS, Martins AJ. Gerenciamento de resíduos de serviços de saúde: uma revisão bibliográfica. Rev. Eletrôn. Atualiza Saúde, Salvador [Online] 2016 jan-jun; 3(3): 114-124. [Aceso em 10 out 2018]. Disponível em http://atualizarevista.com.br/wp-content/uploads/2016/01/Gerenciamento-De-Residuos-De-Servi%C3%A7os-De-Sa%C3%BAde-Uma-Revisao-Bibliografica-v-3-n-3.pdf

Pereira MG. Epidemiologia: teoria e prática. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2016.

Marconi AM, Lakatos AM. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisa, elaboração, análise e interpretação de dados. 7. ed. São Paulo: Atlas; 2013.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Contagem estimada da população: 2016. [Aceso em 15 jan 2016]. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/

Brasil. Resolução n. 466, de 12 de dezembro de 2012. Regula as pesquisas com seres humanos no Brasil. [Aceso em 23 mai 2012]. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/?codmun=172100&idtema=130

Magalhães STR, Melo CR, Giacomin R. Implementação da reciclagem em uma instituição hospitalar privada. Perquirere. 2012 dez;9(2):70-83. [Aceso em 15 dez 2016]. Disponível em

https://revistas.unipam.edu.br/index.php/perquirere/issue/

Souza TC, Oliveira CS, Sartori HJF. Diagnóstico do gerenciamento de resíduos de serviços de saúde em estabelecimentos públicos de municípios que recebem imposto sobre circulação de mercadorias e Serviços ecológico no Estado de Minas Gerais. Eng Sanit Ambient. 2015 out-dez; 20(4):571-580. [Aceso em 08 out 2016]. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/esa/v20n4/1413-4152-esa-20-04-00571.pdf

Silva EF, Negalli A, Dandolin CL, Catai RE. Análise de riscos dos trabalhadores da coleta de resíduos sólidos urbanos. Enegep. 2016 out 3-6. João Pessoa (PB): Enegep;2016. [Aceso em 13 nov 2016]. Disponível em: http://www.abepro.org.br/biblioteca/TN_STP_229_339_30364.pdf

Trettene AS, Ferreira JAF, Mutro MEG, Tabaquim MLM, Razera APR. Estresse em profissionais de enfermagem atuantes em unidades de pronto atendimento. Bol. - Acad. Paul. Psicol. [online]. 2016;36(91):243-261. ISSN 1415-711X. [Aceso em 15 jan 2017]. Disponível em http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1415-711X2016000200002&lng=en&nrm=iso&tlng=pt

Salomão IS, Trevizan SDP, Gunther WMR. Segregação de resíduos de serviços de saúde em centros cirúrgicos. Engenharia Sanitária e Ambiental. 2014;9(2):108-111.

Silva AA, Bassani L, Riella CO, Antunes MT. Manipulação de alimentos em uma cozinha hospitalar: ênfase na segurança dos alimentos. Caderno Pedagógico, Lajeado. 2015;12(1):111-123. ISSN 1983-0882.

Pereira SS, Curi RC. Modelos de gestão integrada dos resíduos sólidos urbanos: a importância dos catadores de materiais recicláveis no processo de gestão ambiental. In: Lira WS, Cândido GA, (Organizadores). Gestão sustentável dos recursos naturais: uma abordagem participativa [online]. Campina Grande: EDUEPB; 2013.149-172. ISBN 9788578792824.

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Diagnóstico sobre catadores de resíduos sólidos. (Relatório de Pesquisa). Brasília: Ipea; 2012. [Aceso em 04 jan 2016]. Disponível em http://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_content&id=15435

Costa WM, Fonseca MCG. A Importância do gerenciamento dos resíduos hospitalares e seus aspectos positivos para o meio ambiente. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde. 2009;5(9):12-31. [Aceso em 15 jan 2016]. Disponível em https://www.academia.edu/29812059/A_IMPORT%C3%82NCIA_DO_GERENCIAMENTO_DOS_RES%C3%8DDUOS_HOSPITALARES_E_SEUS_ASPECTOS_POSITIVOS_PARA_O_MEIO_AMBIENTE_1

Cafure VA, Patriarcha-Graciolli SR. Os resíduos de serviço de saúde e seus impactos ambientais: uma revisão bibliográfica. INTERAÇÕES, Campo Grande. 2015 jul-dez;16(2);301-314. http: [Aceso em 11 jan 2016]. Disponível em //www.scielo.br/pdf/inter/v16n2/1518-7012-inter-16-02-0301.pdf

Andrade CC. Farmacêutico em Oncologia: Interfaces Administrativas e Clínicas. Phamacia Brasileira, Fortaleza (CE). 2009; mar/abr. 1-20. [Aceso em 15 jan 2016]. Disponível em https://pt.scribd.com/document/72131094/Farmaceutico-em-Oncologia-Interfaces-Administrativas-e-Clinicas

Waismann M. Estudo da viabilidade econômica do reaproveitamento de resíduos orgânicos via suinocultura [Dissertação Mestrado]. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2002.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n6-420

Refbacks

  • There are currently no refbacks.