Agentes estressores no âmbito laboral dos profissionais de enfermagem / Stressors in the work environment of nursing professionals

Daniela Cristina da Silva, Rosana Maria Faria Vador, Fabíola Vieira Cunha, Fátima Aparecida Ferreira Barbosa

Abstract


O estudo apresenta os agentes estressores e sua influência na vida profissional do enfermeiro, tendo em vista o comprometimento da qualidade de vida, tanto no que se refere a vida profissional, assim como, na vida pessoal. Desta forma, o objetivo geral é identificar os agentes estressores que podem influenciar na qualidade da assistência dos Profissionais de Enfermagem. Trata-se de uma revisão de literatura integrativa de estudos de origem nacional e internacional, selecionados nas bases de dados: Literatura Latino-americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Base de Dados de Enfermagem (BDENF), Medical LiteratureAnalysisandRetrieval System Online (MEDLINE). Quanto aos resultados, pesquisa realizada selecionou 13 estudos pertinentes ao tema no período de 2014 a 2020, visando a identificação dos agentes estressores no âmbito laboral dos profissionais de enfermagem. Concluindo, observou-se a necessidade de maiores estudos com a finalidade de conscientizar os gestores de instituições de saúde que a manutenção de um ambiente saudável de trabalho consiste no reflexo do cuidado, da qualidade do serviço prestado, na minimização de eventos adversos, reforçando a condição de que a prevenção ainda compreende na forma precípua do cuidado que direciona a profissão.


Keywords


Enfermagem, Agentes Estressores

References


Almeida LA. et al. Fatores geradores da Síndrome de Burnout em profissionais da saúde. J. Res.: Fundam. Care. online 2016. jul./set. 8(3): 4623-4628. Disponível em: . Acesso: 17 set. 2020.

Benetti SAW; Stumm M. et al. Estresse e indicativos da síndrome de Burnoutem servidores penitenciários. RevEnferm UFPE online., Recife, 11(Supl. 7):2985-7, jul., 2017. Disponível em: . Acesso: 15 set. 2020.

Corral-Mulato S. Bueno SNV. (Des) conhecimento da Síndrome de Burnout entre acadêmicos de enfermagem. Revista de Enfermagem UERJ, Rio de Janeiro, 2014 mar/abr; 22(2):206-11. Disponível em: . Acesso: 16 set. 2020.

Fernandes LS. et al. Síndrome de Burnout em profissionais de enfermagem de uma Unidade de Terapia Intensiva. J. res.: fundam. care. online 2017. abr./jun. 9(2): 551-557.

Gonçales CA; Gonçales RA. Síndrome de Burnout: causas e consequências em diversos profissionais. Revista Brasileira de Psicologia, 03(02), Salvador, Bahia, 2017, P. 49-65.

Larré MC.et al. A relação da Síndrome de Burnout com os profissionais de enfermagem: revisão integrativa. Revista Nursing, 2018; 21 (237); 2018-2023.

Oliveira RF. et al. Incidência da Síndrome de Burnout nos Profissionais de Enfermagem: Uma Revisão Integrativa. Revista de Enfermagem do Centro-Oeste Mineiro. 2017;7:e1383.

Ruback SP. et al. Estresse e Síndrome de Burnout em Profissionais de Enfermagem que Atuam na Nefrologia: Uma Revisão Integrativa. J. res.: fundam. care. online 2018. jul./set. 10(3): 889-899.

Sanches RS. et al. Fatores relacionados ao desenvolvimento de estresse e Burnout entre profissionais de enfermagem que atuam na assistência a pessoas vivendo com HIV/aids. J. res.: fundam. care. online 2018. jan./mar. 10(1): 276-282.

Sanchez FFS. et al. Aspectos de mediadores y factoresdesencadenantesdel síndrome de Burnouten enfermeiras. CuidEnferm. 2016 janeiro-junho; 10(1): 61-67.

Sarinho HOS. A síndrome de Burnout como acidente de trabalho. Revista Segurança no Trabalho, ago. 2016. Disponível em: . Acesso: 18 ago. 2020.

Sento Sé AC. Ambientes do cuidar e a síndrome de Burnout: um estudo com enfermeiros do pré-hospitalar. Revista Baiana Enfermagem, (2017); 31(3): 17931. Disponível em: . Acesso: 15 set. 2020.

Tavares KFA. et al. Ocorrência da síndrome de Burnout em enfermeiros residentes. Acta Paul Enferm. 2014; 27(3):260-5. Disponível em: <. Ocorrência da síndrome de Burnout em enfermeiros residentes.>. Acesso: 15 set. 2020.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n6-403

Refbacks

  • There are currently no refbacks.