Comparação de segurança e efetividade dos protocolos nacional e internacional para o tratamento de melanoma metastático / Comparison of safety and effectiveness of national and international protocols for the treatment of metastatic melanoma

Gabriela Silva Aguiar, Diogo Fernandes de Andrade, Viviane Teixeira, Claudinei Alves Santana

Abstract


O melanoma é um tumor produzido pela transformação maligna de melanócitos que são derivados da crista neural, consequentemente, os melanomas, geralmente ocorram na pele, podem surgir em outros locais como o trato gastro intestinal e o cérebro.
Embora a exposição solar seja um fator de risco, os melanomas cutâneos, podem surgir com frequência em áreas do corpo não expostas ao sol, e na infância, queimadura solar não estão associadas a um risco de melanoma na fase adulta.
A incidência de melanoma aumentou drasticamente nos últimos anos dos quais tumores sólidos e hematológicos não acompanharam este crescimento.
O melanoma representa 5,5% de todos os novos casos de câncer nos EUA, sendo que em 2019, estima-se que haverá 96.480 novos casos de melanoma de pele e estima-se que 7.230 pessoas morrerão desta doença.
No Brasil a estimativa de novos casos de melanoma para 2020 são de 8.450 casos sendo 4.200 homens e 4250 mulheres. Sendo sua letalidade elevada, porém com baixa incidência.
O tratamento pode ser feito através de cirurgia, quimioterapia e radioterapia. Em alguns casos é necessário combinar mais de uma modalidade. 
Nosso objetivo foi comparar a segurança e efetividade dos protocolos de tratamento de pacientes oncológicos para melanoma metastático estadiamento IV adotados no Brasil e EUA.
Observamos que as terapias combinadas produziram maior benefício em relação as terapias isoladas. Entretanto, o custo do tratamento com as imunoterapias combinadas é substancialmente elevado com efeitos adversos importante. No Brasil, a terapia alvo, quando comparada ao uso de Dacarbazina em pacientes com melanoma metastático, implica um aumento significativo de despesas desfavoráveis à sua incorporação.

 


Keywords


Melanoma, Metastático, Protocolos e Segurança.

References


AMERICAN CANCER SOCIETY. Cancer Facts & Figures 2020. “Disponível em:” “Acesso em:” 02 de jan. de 2020.

BRAZIL. Decreto-lei n° 8.080 de 19 de setembro de 1990. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. Diário Oficial da União 20 de setembro de 1990.

BRISTOL-MYERS SQUIBB. Bula do medicamento Opdibvo®. “Disponível em:”“Acesso em:” 16 de fev. de 2020.

BRISTOL-MYERS SQUIBB. Bula do Medicamento Taxol®. “Disponível em:” “Acesso em:” 16 de fev. de 2020.

CONSELHO FEDERAL DE FARMÁCIA. Resolução n° 623 – Ementa: Dá nova redação ao artigo 1° da Resolução/CFF n° 565/12, estabelece titulação mínima para a atuação do farmacêutico na oncologia. Publicada no DOU em 03 de maio de 2016. “Disponível em:” < http://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/22789847/do1-2016-05-03-resolucao-n-623-de-29-de-abril-de-2016-22789791 > “Acesso em:” 28 de jul. de 2019.

CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA. Cartilha Farmácia Clínica. [2019] “Disponível em:”< https://www.crfsp.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=8253-cartilha-de-farmacia-clinica.html> São Paulo, 2019. “Acesso em:” 28 de jul. de 2019.

CORREA, F.M., GUERRA, R. L., FERNANDES, R. R. A., Souza, M. C., Zimmermann, I. R. Target therapy versus dacarbazine in first-line treatment of advanced non-surgical and metastic melanoma: budget impact analysis from the perspective of the Brazilian National Health System, 2018-2020*. Brasília, DF. Epidemiol. Serv. Saude, 2019.

EVANS, M.S., Madhunapantula, S.R., ROBERTSON, G.P., Drabick, J.J. Current and Future Trials of Targeted Therapies in Cutaneous Melanoma, New York, Springer Science+Business Media, 2013.

FOLLETO, M. C., HASS, S.E., Cutaneous melanoma: new advances in treatment. Uruguaiana, RS. An Bras Dermatol, 2014.

GONÇALVEZ, S.G., VALE, I.A.V., BERBMANN, R.B., PRETTO, A.D.B., Abib, R.T. Consumo de Ácidos graxos por pacientes oncológicos com câncer de mama em tratamento quimioterapico., São Paulo, SBOC, 2015.

HEISTEN, Jonathan B. Melanoma. Emedicine, Mar 08,2019.

HOSPITAL DE CLINICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. Protocolos de Tratamento da Oncologia Clínica [2015]. ‘Disponível em:” Paraná, 2015. “Acesso em:” 19 de dez. de 2019.

INSTITUTO NACIONAL DE CANCÊR. Câncer de pele melanoma. 2019. “Disponível em:” “Acesso em:” 19 de dez. de 2019.

INSTITUTO ONCOGUIA. 98% das medicações usadas no tratamento do melanoma no SUS são pouco eficazes. [2018] “Disponível em:” “Acesso em:” 25 de out. de 2019.

LIBBS. Bula do Medicamento Faulblastina®. “Disponível em:” “Acesso em:” 16 de fev. de 2020.

LIBBS. Bula do Medicamento Fauldcispla®. “Disponível em:” < http://cdn.remediobarato.com/pdf/4ea7b905f59a58798a065cb35fd2d7ae.pdf> “Acesso em:” 16 de fev. de 2020.

Linck, R.D.M., GARICOCHEA, B., COSTA, R.L.P. Cancer immunology and melanoma immunotherapy.; São Paulo, SP. An Bras Dermatol, 2017.

MD ANDERSON CANCER CENTER. Cutaneous Melanoma [2019]. “Disponível em:” < https://www.mdanderson.org/content/dam/mdanderson/documents/for-physicians/algorithms/cancer-treatment/ca-treatment-melanoma-web-algorithm.pdf> Texas, EUA 2019. “Acesso em:” 25 de out. de 2019.

MEDICAID.GOV. Basic Health Program. [2015?] “Disponível em:” “Acesso em:” 28 de jul. de 2019.

MEDICARE.GOV. What Medicare health plans cover. “Disponível em:” < https://www.medicare.gov/what-medicare-covers/what-medicare-health-plans-cover> “Acesso em:” 28 de jul. de 2019.

MELANOMA RESEARCH ALLIANCE. Encorafenib (Braftovi TM) + Binimetinib [2016?]. “Disponível em:” “Acesso em:” 30 de jan. de 2020.

MELANOMA RESEARCH ALLIANCE. Dabrafenib (Tafinlar) + Trametinib [2016]. “Disponível em:” “Acesso em:” 30 de jan. de 2020.

MELANOMA RESEARCH ALLIANCE. T-VEC (Imlygic TM) [2016?]. “Disponível em: “Acesso em:” 30 de jan. de 2020.

MELANOMA RESEARCH ALLIANCE. Vemurafenib (Zelboraf) + Cobimetinib [2016]. “Disponível em:” “Acesso em:” 30 de jan. de 2020.

MINISTÉRIO DA SAUDE. Portaria n° 357, de 08 de abril de 2013 – Aprova as Diretrizes e Diagnósticas e Terapêuticas do Melanoma Maligno Cutâneo. “Disponível em:” http:// . “Acesso em:” 03 de ago. de 2019.

MINISTÉRIO DA SAUDE. Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas – PCDT. [2017?] “Disponível em:” “Acesso em:” 03 de ago. de 2019.

MINISTÉRIO DA SAUDE. Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas em Oncologia. [2014]. “Disponível em:” < http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/protocolos_clinicos_diretrizes_terapeuticas_oncologia.pdf> Brasilia, DF 2014. “Acesso em:” 03 de ago. de 2019.

MINISTÉRIO DA SAUDE. Terapia-alvo (vemurafenibe, dabrafenibe, cobimetinibe, trametinibe) e imunoterapia (ipilimumabe, nivolumabe, pembrolizumabe) para o tratamento de primeira linha do melanoma avançado não-cirúrgico e metastático. [2019] “Disponível em:” < http://conitec.gov.br/images/Consultas/Relatorios/2019/Relatorio_TerapiaAlvoImunoterapia_CP_85_2019.pdf> “Acesso em:” 11 de mar. de 2020.

Nahoum, S.R. Why Cancer and Inflammation?, Rockville Pike, USA, Yale J Biol Med., 2006.

NATIONAL CANCER INSTITUTE. Cancer Stat Facts: Melanoma of the Skin. 2018 “Disponível em:” “Acesso em:” 3 de jun. de 2019.

NOVARTIS. Bula do Medicamento Mekinist ® “Disponível em:” “Acesso em:” 20 de fev. de 2020.

NOVARTIS. Bula do Medicamento TafinlarTM. “Disponível em:” “Acesso em:” 20 de fev. de 2020.

ROCHE. Bula do Medicamento Zelboraf ®. “Disponível em:” “Acesso em:” 20 de fev. de 2020




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n6-315

Refbacks

  • There are currently no refbacks.