Estudo do efeito da temperatura de revenimento e de nitretação na resistência à corrosão por névoa salina (salt spray) do aço inoxidável AISI 420 / Study of the effect of tempering and nitriding temperature on the salt spray corrosion resistance of AISI 420 stainless steel

Crislaine Pereira da Rocha, Henrique Boschetti Pereira, Luciana Sgarbi Rossino, Marcos Dorigão Manfrinato

Abstract


Com o objetivo de redução de fastos e tempo de fabricação de matrizes/moldes de injeção de plástico foi realizado um estudo do efeito da temperatura de revenimento simultaneamente a nitretação do aço inoxidável martensítico AISI 420. Para tanto, foi realizado um estudo da resistência à corrosão deste aço temperado e revenido em diferentes temperaturas e nitretados à plasma. A temperatura de têmpera foi de 1000 ºC e o revenimento em temperaturas de 400 °C, 450 ºC, 500 ºC e 550 ºC. O processo de nitretação a plasma, que foi realizada com mistura gasosa de 80% de Nitrogênio e 20% de Hidrogênio, com pressão de 5,05 torr, na temperatura de 400 ºC por 2 horas de tratamento. As amostras foram submetidas a ensaio de dureza, análise metalográfica e teste de corrosão por Salt Spray por 48 horas. Os resultados mostraram uma melhora na resistência a corrosão para o material temperado nitretado revenindo se comparado com o material sem nitretação. A dureza do núcleo (não nitretado) se mostraram compatíveis com a dureza superficial (região nitretada), mostrando ser possível a utilização do processo sem inserir grande heterogeneidades de propriedades mecânicas e, consequentemente, diminuindo a probabilidade de falhas em serviço. Também foi observado um endurecimento secundário, característico desta classe de material. Finalmente, os resultados apresentaram uma tendência de que quanto maior a temperatura de revenimento, maior será a quantidade de pontos de corrosão que se formará, portanto menor será a resistência à corrosão.


Keywords


AISI 420, Nitretação a plasma, corrosão, Salt spray, temperatura de revenimento.

References


ABNT NBR 8094: Material metálico revestido e não revestido - Corrosão por exposição à névoa salina - Método de ensaio. Associação Brasileira de Normas Técnicas, 2017.

ALVES JUNIOR, C. Nitretação a Plasma: Fundamentos e Aplicações. Natal: EDUFRN, 2001.

ANDERSSON, J. O., HELANDER, T., HÖGLUND, L., SHI, P., SUNDMAN, B. Thermo-Calc & DICTRA, computational tools for materials science. Calphad Comput. Coupling Phase Diagrams Thermochem. 26, 273–312 (2002)

ARAUJO JUNIOR, E. et al. Effect of ionic plasma nitriding process on the corrosion and micro-abrasive wear behavior of AISI 316L austenitic and AISI 470 super-ferritic stainless steels. Journal of Materials Research and Technology, v. 8, p. 2180–2191, 2019.

ASM HANDBOOK. Properties and Selection: Irons, Steels, and High-Performance Alloys. Material Park: ASM International, 1995. v. 1

ASTM B117: Standard Practice for Operating Salt Spray (Fog) Apparatus. American Society for Testing and Materials, 2019.

ASTM E3, Standard Guide for Preparation of Metallographic Specimens, American Society for Testing and Materials, 2015.

ASTM A240: Standard Specification for Chromium and Chromium-Nickel Stainless Steel Plate, Sheet, and Strip for Pressure Vessels and for General Applications. American Society for Testing and Materials, 2004.

BHADESHIA, H. K. D. H.; HONEYCOMBE, R. Steels: Microstructure and Properties. Oxford: Elsevier, 2006.

BOCCALINI, M.; GOLDENSTEIN, H. Solidification of high speed steels. International Materials Reviews, v. 46, n. 2, p. 92–115, 2001.

BROOK, G. B.; CROMPTON, J. M. G. Niobium in high speed tool steels. Fulmer Research Institute, 1971.

COBB, H. M. The History of Stainless Steel. Ohio: ASM International, 2010.

COLPAERT, H. Metalografia dos produtos siderúrgicos comuns. Edgard Blucher, 2008.

COSTA E SILVA, A. L. V. D.; MEI, P. R. Aços e Ligas Especiais. 3. ed. Blucher, 2010.

CRUZ, D. et al. Projeto, construção e comissionamento de um reator para tratamento de nitretação iônica a plasma em aço P20. Revista Brasileira de Aplicações do Vácuo, v. 37, 2019.

DALIBON, E. et al. Short Time Ion Nitriding of AISI 420 Martensitic Stainless Steel to Improve Wear and Corrosion Resistance. Materials Research, v. 22, n. 6, 2019.

DANELON, M. R. et al. Estudo do efeito da nitretação iônica a plasma na resistência ao desgaste do aço SAE 1020 utilizado em matriz de conformação. Revista Brasileira de Aplicações do Vácuo, v. 39, p. 142–155, 2020.

GOMES, B. C.; FERREIRA, R. A.; BACALTCHUK, C. M. B. Estudo da Caracterização Metalográfica, da Corrosão e Dureza dos Aços Inoxidáveis CF8M , AISI 316L e AISI 420 Utilizados em Válvulas de Segurança na Indústria Offshore Brasileira. Rio de Janeiro: Centro Federal de Educação Tecnologica Celso Suckow da Fonseca, 2015.

IRSHAD, M. A. The effect of prior austenite grain size on the machinability of a pre-hardened mold steel. Master’s degree dissertation, p. 77, 2011.

LIPPOLD, J. C.; KOTECKI, D. J. Welding Metallurgy and Weldability of Stainless SteelsNew JerseyJohn Wiley & Sons, Inc., , 2005. .

MACEDO, M. M. Influência do tratamento térmico de revenimento na tenacidade à fratura dinâmica e na tenacidade a fratura assistida pelo ambiente de um aço inoxidável martensítico AISI 420. Porto Alegre: Pós-Graduação em Engenharia de Minas, Metalúrgica e Materiais da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2016.

PEREIRA NETO, J. O. et al. Wear and Corrosion Study of Plasma Nitriding F53 Super duplex Stainless Steel. Materials Research, v. 19, p. 1241–1252, 2016.

PINEDO, C. E. Tratamento térmico e superficial do aço inoxidável martensítico AISI 420 destinado a moldes para injeção de polímeros – tratamento térmico. São Paulo: 2° Encontro da Cadeia de Ferramentas, Moldes e Matrizes - ABM, 2004.

PINEDO, C. E. .; MONTEIRO, W. A. Tratamento térmico e de nitretação sob plasma do aço inoxidável martensítico AISI 420. Tecnologia em Metalurgia, Materiais e Mineração, v. 8, n. 2, p. 86–90, 2011.

SANTOS, W. C. et al. Desenvolvimento de dispositivo e estudo do comportamento ao microdesgaste abrasivo do aço AISI 420 temperado e revenido. Matéria, v. 20, n. 2, 2015.

SOARES, L. A. DA S. et al. Influência da nitretação a plasma na resistência ao microdesgaste abrasivo e na corrosão ciclica do aisi 304. BOLETIM TÉCNICO DA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO PAULO, v. 47, n. 1, p. 18–24, 2019.

SOUSA, R. M. et al. Nitretação iônica em gaiola catódica do aço inoxidável martensítico AISI 420. Matéria (Rio de Janeiro), v. 13, n. 1, p. 104–109, 2008.

THOMPSON, J.; CESCON, T.; KEOWN, S. R. Towards improved performance of tool materials. The Metals Society, 1982.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n6-301

Refbacks

  • There are currently no refbacks.