A contribuição da cultura popular na humização hospitalar / The contribution of popular culture in hospital hummization

Matheus Andrade De Moraes, Josefa Lusitânia de J. Borges, José Elisson Da Silva Santos

Abstract


Este artigo possui o objetivo de apresentar os resultados oriundos do curso de extensão “Teatro de bonecos no ambiente hospitalar”, o qual foi executado entre os meses de novembro de 2018 até março de 2019. A abordagem é de cunho qualitativo e descritivo, a partir da perspectiva histórico-dialética. Preliminarmente, os resultados do projeto indicam uma intervenção que se caracteriza como humanizada dentro do contexto de pacientes adultos em alas do Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe, unidade Aracaju/SE. Assim, concluiu-se que esta forma popular artística abriu espaço para movimentar as subjetividades do público-alvo, além de disseminar a cultura e provocar novas formas de educação através dos bonecos animados, evidenciando-se com isso a potencialidade da cultura popular na humanização hospitalar.


Keywords


Mamulengos, Cultura, Hospital, Humanização, Educação.

References


ALMEIDA, Maria Salete Bortholazzi. Educação não formal, informal e formal do conhecimento científico nos diferentes espaços de ensino e aprendizagem. Secretaria de Estado da Educação. Superintendência de Educação. Os Desafios da Escola Pública Paranaense na Perspectiva do Professor PDE: Produção Didático-pedagógica, 2014. Curitiba: SEED/PR., 2016. V.2. (Cadernos PDE). Disponível em . Acesso em: 22, Julho, 2020. ISBN 978-85-8015-079-7.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Núcleo Técnico da Política Nacional de Humanização. HumanizaSUS: caderno de textos: cartilhas da Política Nacional de Humanização. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2010. Disponível em: https://repositorio.observatoriodocuidado.org/bitstream/handle/handle/2535/caderno_textos_cartilhas_politica_humanizacao.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 27 jul. 2020.

BORBA FILHO, H. Fisionomia e espírito do mamulengo. Rio de Janeiro: INACEN, 1987.

BRASIL. Dossiê Interpretativo. Registro do Teatro de Bonecos Popular do Nordeste: Mamulengo, Cassimiro Coco, Babau e João Redondo (Org.). Brasília, 2014.

BRASIL. Ministério da Cultura. Instituto do Patrimônio e Artístico Nacional – IPHAN. Titulação de Patrimônio Cultural do Brasil ao Teatro de Bonecos Popular do Nordeste – Mamulengo, Babau, João Redondo, Cassimiro Coco. Brasília, 2017.

FLEURI, R. M. Educação Intercultural no Brasil: a perspectiva epistemológica da complexidade. R. bras. Est. pedag. Brasília, v. 80, n. 195, p. 277-289, maio/ago. 1999.

FREITAS, L. H. O teatro no hospital: arte (e prazer?) no espaço da dor. O Percevejo Online. Periódico do Programa de Pós-Graduação em artes Cênicas. PPGAC/UNIRIO, 2009. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/opercevejoonline/article/view/602/597. Acesso em: 27 jul. 2020.

GOHN, Maria da Glória. Educação não-formal, educador(a) social e projetos sociais de inclusão social. Meta: Avaliação, 2009. Disponível em http://revistas.cesgranrio.org.br/index.php/metaavaliacao/article/view/1. Acesso em: 22 jul. 2020.

GUERRA, Y. A dimensão técnico-operativa do exercício profissional. In: SANTOS, Cláudia Mônica dos; BACKX, Sheila; GUERRA, Yolanda (Org.). A Dimensão Técnico-Operativa no Serviço Social. Juiz de Fora: UFJF, p. 39-70, 2012.

HELLER, A. O quotidiano e a história. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1972.

HELLER, A. Sociologia della vita quotidiana. Roma: Riuniti, 1975.

MORAES, M. A. de; SANTOS, J. dos S. OLIVEIRA, M. das G. de. Forró do Seu Luiz. Texto para Teatro de Bonecos. 2019.

PRADO JUNIOR, C. Formação do Brasil contemporâneo: colônia. 12. ed. São Paulo: Brasiliense, 1972.

SILVA, G. A. da; SANTOS, I. A.; Gestão do Trabalho: A saúde dos/as trabalhadores/as da assistência social no município de Aracaju. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Serviço Social) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2019.

SILVA, P. R. P. da. Teatro de Bonecos no Hospital Universitário da UFS. Projeto de extensão. Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão. 2018.

SILVA, P. R. P. da. Relatório Final: Teatro de Bonecos no Hospital Universitário. Edição 1. 2019a.

SILVA, J. R. Samba de Pareia pelos saberes do corpo que samba. Dissertação (Mestrado em Culturas Populares) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2019b.

SIMON, O. R. de M. von. ; PARK, M. B. ; FERNANDES, R. S. Educação não-formal um conceito em movimento. In: SIMON, O. R. de M. von et al. (Org.). Visões singulares, conversas plurais. 1ª ed. São Paulo: Itaú Cultural, 2007.

TOLEDO, Valéria Diniz. Inclusão social e arte na educação não-formal: a experiência do Instituto Arte no Dique. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Católica de Santos, Santos, 2007.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n6-270

Refbacks

  • There are currently no refbacks.