Repensando a educação musical na escola: contribuições da psicologia Sócio-Histórica de Vigotski / Rethinking musical education at school: contributions from Vigotski's Socio-Historic Psychology

Anderson Pereira Santos, Rodrigo da Silva Almeida, Lílian Bárbara Cavalcanti Cardoso, Sidycleide Gomes de Souza Lucena, Valdir Ferreira de Lucena Filho, Marcia Cristina Buarque Araújo, Francilene de Melo Santos, Gabriela do Espírito Santo

Abstract


O presente artigo objetiva refletir sobre a Educação Musical na escola a partir das contribuições da Psicologia Sócio-Histórica de Vigotski, por meio de uma revisão sistemática de literatura em bases de dados. Apesar da inquestionável importância das pedagogias musicais atuais para a formação do estudante de música, argumentamos que é preciso refletir sobre algumas lacunas presentes no processo de Educação Musical, especialmente a necessidade de considerar as diferentes formas de aprendizagem do estudante diante da predominante concepção de ensino vertical, que desconsidera os aspectos históricos, sociais, culturais e afetivos. Diante disso, ao conceber a atividade educativa como alicerçada na unidade Educação-Música, a perspectiva epistemológica de Vigotski é um importante aporte teórico para que possamos fomentar uma Educação Musical crítica e inclusiva.


Keywords


Educação Musical, Unidade Educação-Música, Desenvolvimento da Musicalidade, Atividade Musical, Psicologia Sócio-Histórica.

References


ABREU, T. X. Música e Educação Escolar: contribuições da estética marxista e da pedagogia histórico-crítica para a educação musical. 2018, 236 f. Tese (Doutorado em Educação Escolar) – Faculdade de Ciências e Letras. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Araraquara, 2018. Disponível em: . Acesso em 28 Jul. 2020.

ACAMPORA, B.; ACAMPORA, B. Psicopedagogia institucional: guia teórico e prático. Rio de Janeiro: Wak Editora, 2017.

APPOLINÁRIO, F. Dicionário de metodologia científica: um guia para a produção do conhecimento acadêmico. São Paulo: Atlas, 2009.

BOCK, A. M. B. A Psicologia sócio-histórica: uma perspectiva crítica em psicologia. In: BOCK, A. M. B.; GONÇALVES, M. G. M. (Orgs.). Psicologia sócio-histórica: uma perspectiva crítica em psicologia. 6ª ed. São Paulo: Cortez, 2015, p. 21-46.

BENJAMIN, W. Novas teses sobre o conceito de história. In: ____________. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre a literatura e história da cultura. 5ª ed. Vol. 1. São

Paulo: Brasiliense, 1993, p. 222-232.

BOCK, A. M. B.; FURTADO, O.; TEIXEIRA, M. L. T. Psicologias: uma introdução ao estudo de psicologia. 15ª ed. São Paulo: Saraiva, 2019.

BRITO, T. A. Música na educação infantil: propostas para a formação integral da criança. São Paulo: Petrópolis, 2003.

BRUNER, J. Atos de significação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

COZBY, P. C. Métodos de pesquisa em ciências do comportamento. São Paulo: Atlas, 2003.

CRESWELL, J. W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. 3ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2010.

DUARTE, N. Educação musical e pedagogia histórico-crítica. 44 min. e 20 segs. 2016. Disponível em: . Acesso em: 31 Jul. 2020.

FIGUEIREDO, S. L. F. A educação musical do século XX: os métodos tradicionais. Revista A Música na Escola. São Paulo, sv. sn., São Paulo, 2012, p. 85-87. Disponível em: . Acesso em 04 Jul. 2020.

FONTERRADA, M. T. O. De tramas e fios: um ensaio sobre a música e educação. São Paulo: Unesp, 2005.

GAINZA, V. H. Estudos de psicopedagogia musical. São Paulo: Summus, 1988.

GONÇALVES, A. C. A. B. Educação musical na perspectiva histórico-cultural de Vigotski: a unidade educação-música. 2017, 277 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação. Universidade de Brasília, Brasília, 2017. Disponível em: . Acesso em 23 Jul. 2020.

GONÇALVES, A. C. A. B.; REZENDE, M. S. Educação musical na perspectiva histórico-cultural: quando musicalidade e música se entrelaçam na vivência do indivíduo no mundo social. In: PEDERIVA, P. L. M.; PAULA, T. R.; NASCIMENTO, D. L. (Orgs.). O Ato Estético: conversas sobre educação, imaginação e criação na perspectiva histórico-cultural. Curitiba: CRV, 2017, p. 17-38.

GONÇALVES, A. C. A. B.; PEDERIVA, P. L. M. A Unidade educação-música: educação musical na teoria histórico-cultural. Caderno Cedes. CampinasSP, v. 39, n. 107, Abr. 2019, p. 19-30. Disponível em: . Acesso em 28 Jul. 2020.

KAMLER, B.; THOMSON, P. Trabalhando com literaturas. In: SOMEKH; B.; LEWIN, C. (Orgs.). Teoria e métodos de pesquisa social. Petrópolis: Vozes, 2017, p. 45-55.

LEFRANÇOIS, G. R. Teorias da aprendizagem: o que o professor disse. 6ª ed. São Paulo: Cengage Learning, 2019.

LEONTIEV, A. N.; VIGOTSKI, L. S.; LURIA, A. R. et. al. Psicologia e pedagogia: bases

psicológicas da aprendizagem e do desenvolvimento. São Paulo: Centauro, 2005.

LOURO, V. S. Fundamentos da aprendizagem musical da pessoa com deficiência. São José dos Campos: Estúdio dois, 2012.

MATEIRO, T; ILARI, B (org.). Pedagogias em educação musical, série educação musical. Curitiba: IBPEX, 2011.

MORENO, M. R.; BRANCO, A. M. Desenvolvimento das significações em si de crianças na perspectiva dialógico-cultural. Psicologia em Estudo. Maringá, v. 19, n. 4, p. 599-610, Dez. 2014. Disponível em: . Acesso em 16 Abr. 2020.

PALES, I. M. C; SOUZA, S. S. O. A Música, o Desenvolvimento Infantil e a Teoria de Vigotski. In: VI SEMINÁRIO NACIONAL e II SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE POLÍTICAS P ÚBLICAS. Anais do Seminário Geopráxis. Vitoria da Conquista BA, v. 6, n. 6, Out. 2017, p. 1754-1768. Disponível em: . Acesso em 28 Jul. 2020.

PAPALIA, D. E.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento humano. 12ª ed. Porto Alegre: AMGH, 2013.

PEDERIVA, P. L. M.; GONÇALVES, A. C. A. B. Educação musical na perspectiva histórico-cultural: uma didática para o desenvolvimento da musicalidade. Obutchénie – Revista de Didática e Psicologia Pedagógica. Uberlândia MG, v. 2, n. 2, Ago. 2018, p. 314-338. Disponível em: . Acesso em 31 Jul. 2020.

QUEIROZ, L. R. Música na escola: aspectos históricos da legislação nacional e perspectivas atuais a partir da Lei 11.769/2008. Revista da ABEM. São Paulo, v. 20, n. 29, Mar. 2012, p. 23-38. Disponível em: . Acesso em 27 Jul. 2020.

RATNER, C. A Psicologia sócio-histórica de Vigotski: aplicações contemporâneas. Porto Alegre: Artmed, 1995.

RIBEIRO, M. A. T.; MARTINS, M. H. M.; LIMA, J. M. A Pesquisa em base de dados: como fazer? In: LANG, C. E. et al. Metodologias: pesquisas em saúde, clínica e práticas psicológicas. Maceió: Edufal, 2015, p. 61-83.

SAMPAIO, R. F.; MANCINI, M. C. Estudos de revisão sistemática: um guia para a síntese criteriosa da evidência científica. Revista Brasileira de Fisioterapia. São Carlos, v. 11, n. 1, Fev. 2007, p. 83-89. Disponível em: . Acesso em 04 Abr. 2020.

SOUZA, J. Sobre as várias histórias da educação musical no Brasil. Revista da ABEM, São Paulo, v. 22, n. 33, Ago. 2014, p. 109-120. Disponível em:

. Acesso em 27 Jul. 2020.

TURATO, E. R. Tratado da metodologia da pesquisa clínico-qualitativa: construção teórico-epistemológica, discussão comparada e aplicação nas áreas da saúde e humanas. 6ª ed. Petrópolis: Vozes, 2013.

VALSINER, J. Fundamentos da psicologia cultural: mundos da mente, mundos da vida. Porto Alegre: Artmed, 2012.

VAN DER VER, R.; VALSINER, J. Vigotski como filósofo da ciência. Pesquisas e Práticas

Sociais. São João Del-Rei, v. 8, n. 2, Dez. 2013, p. 143-147. Acesso em: . Acesso em 12 Jul. 2020.

VIGOTSKI, L. S.; LURIA, A. R. Estudos sobre a história do comportamento: símios, homem primitivo e criança. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.

VIGOTSKI, L. S. O Desenvolvimento psicológico na infância. São Paulo: Martins Fontes,

_____________. Psicologia da arte. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

_____________. Teoria e método em psicologia. 3ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

_____________. A Formação social da mente. 7ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

_____________. Pensamento e Linguagem. 4ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

_____________. A Construção do pensamento e da linguagem. 2ª ed. São Paulo: Martins

Fontes, 2009.

_____________. Imaginação e a arte na infância. São Paulo: Relógio D’Água, 2009.

_____________. Psicologia pedagógica. 3ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

_____________. Imaginação e criatividade na infância. São Paulo: Martins Fontes, 2014.

VIGOTSKI, L. S.; LURIA, A. R.; LEONTIEV, A. N. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. 16ª ed. São Paulo: Ícone, 2018.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n6-200

Refbacks

  • There are currently no refbacks.