Aplicabilidade da teoria do autocuidado na sistematização da assistência de enfermagem à pessoa com doença renal crônica / Applicability of self-care theory in the systematization of nursing care to people with chronic kidney disease

Gleice Kely Santos da Silva, Andressa Camille Sampaio Peixoto, Katarina Soares Morais, Lívia de Souza e Souza, Laís Lopes Gonçalves, Paolla Silva Santana, Fernanda Matheus Estrela, Caroline Fernandes Soares e Soares, Adriana Braitt Lima

Abstract


Objetivo: descrever a Sistematização da Assistência de Enfermagem à pessoa com doença renal crônica, com base na aplicabilidade da Teoria do Déficit do Autocuidado. Metodologia: Trata-se de um estudo qualitativo, vinculado ao componente curricular Enfermagem na Saúde do Adulto e Idoso II, do curso de Enfermagem da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). O participante foi um homem de 64 anos, com diagnóstico médico de doença renal crônica. O cenário foi um hospital de alta complexidade do interior da Bahia, a coleta de dados foi realizada no período de novembro a dezembro de 2019. Para análise de dados utilizou-se taxonomia da NANDA-I, associada a SAE e a teoria do autocuidado de Orem. Resultados: De modo a sistematizar a Assistência de Enfermagem à pessoa com DRC foram elencados 14 diagnósticos de enfermagem com suas respectivas metas, sistemas de enfermagem envolvidos, métodos de ajuda e intervenções cabíveis. Considerações finais: Evidenciou-se, pelo estudo realizado, a importância da Sistematização da Assistência de Enfermagem quando associada a Teoria do Déficit do Autocuidado direcionada à pessoa com doença renal crônica, e a posterior definição dos papéis da pessoa ou enfermeiro para satisfazer as exigências do autocuidado.


Keywords


Doença Renal Crônica, Cuidados de Enfermagem, Teoria de Enfermagem.

References


ALVES, José Galvão. Constipação intestinal. JBM, [s.l], v. 101, n. 2, p. 31-37, 2013. Disponível em: http://files.bvs.br/upload/S/0047-2077/2013/v101n2/a3987.pdf. Acesso em: 07 mai. 2021.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Prevenção clínica de doenças cardiovasculares, cerebrovasculares e renais. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica/ Brasília: Ministério da Saúde, 2006.

BRASIL. Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Brasília: Diário Oficial da União, 2012.

BRASIL. Resolução nº 510, de 07 de abril de 2016. Brasília: Diário Oficial da União, 2016.

DIÓGENES, Maria Albertina Rocha; PAGLIUCA, Lorita Marlena Freitag. Teoria do autocuidado: análise crítica da utilidade na prática da enfermeira. Revista Gaúcha Enfermagem, Porto Alegre, v. 24, n. 3, p.286-293, 2003. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/RevistaGauchadeEnfermagem/article/view/4458/2399. Acesso em: 11 mai. 2021.

GEORGE, Julia B. Teorias de enfermagem: os fundamentos à prática profissional. 4ª ed. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

GUYTON, Arthur Clifton; HAAL, John Edward. Tratado de fisiologia médica. 13ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2017, p.1176.

HERCULANO, Marta Maria Soares et al. Aplicação do processo de enfermagem a paciente com hipertensão gestacional fundamentada em Orem. Revista da Rede de Enfermagem do Nordeste, [s.l], v. 12, n. 2, p. 401-408, 2011. Disponível em: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=324027975026. Acesso em: 11 mai. 2021.

HERNÁNDEZ, Ydalsys Naranjo; PACHECO, José Alejandro Concepción; LARREYNAGA, Miriam Rodriguez. The self-care deficit nursing theory: Dorothea Elizabeth Orem. Gaceta Médica Espirituana, [s.l], v. 19, n. 3, p. 1-11, 2017. Disponível em: http://scielo.sld.cu/pdf/gme/v19n3/GME09317.pdf. Acesso em: 07 mai. 2021.

LAMÃO, Luana Corrêa Lima; QUINTÃO, Vanilda Araújo; NUNES, Clara Reis. Cuidados de Enfermagem na Prevenção de Lesão por Pressão. Revista Científica Interdisciplinar, [s.l], v. 1, n. 1, p. 122-132, 2016. Disponível em: http://www.multiplosacessos.com/multaccess/index.php/multaccess/article/view/10/10. Acesso em: 07 mai. 2021.

NANDA International. Diagnósticos de enfermagem da NANDA-I: definições e classificação 2018-2020. 11th ed. Porto Alegre: Artmed; 2018.

PIRES, Alessandra Fontanelli et al. A importância da teoria do autocuidado de Dorothea E. Orem no cuidado de enfermagem. Revista Rede Cuidados em Saúde, [s.l], v. 9, n. 2, p. 1-4, 2015. Disponível em: http://publicacoes.unigranrio.edu.br/index.php/rcs/article/view/2533/1292. Acesso em: 07 mai. 2021.

RAMOS, Islane Costa et al. A Teoria De Orem e o Cuidado A Paciente Renal Crônico. Revista Enfermagem UERJ, Rio de Janeiro, v. 15, n. 2, p. 444-9, 2007.

RIELLA, Miguel Carlos. Princípios de nefrologia e distúrbios hidroeletrolíticos. 6° ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2018, p. 1.136.

ROBBINS, Stanley L.; COTRAN, Ranz S. Patologia: Bases patológicas das doenças. 9ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2016, p. 2696.

SANSANA, Andreia Cação. Intervenção de Enfermagem à Pessoa Idosa Hospitalizada com Risco de Delirium. 2017. 196 f. Dissertação (Mestrado) - Área de Especialização de Enfermagem Médico-Cirúrgica Vertente Pessoa Idosa, Escola Superior de Enfermagem de Lisboa, Lisboa, 2017.

SCHAURICH, Diego; CROSSETT, Maria da Graça Oliveira. Produção do conhecimento sobre Teorias de Enfermagem: análise de periódicos da área, 1998-2007. Revista Enfermagem, [s.l.], v. 14, n.1, p.182-188, 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ean/v14n1/v14n1a27.pdf. Acesso em: 11 mai. 2021.

SILVA, Andrea Aparecida da et al. O Processo de Enfermagem (PE) - Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE) no paciente com insuficiência renal. Revista Saúde em Foco, [s.l.], n. 9, p. 646-656, 2017. Disponível em: https://portal.unisepe.com.br/unifia/wpcontent/uploads/sites/10001/2018/06/073_processo_enfermage_insuficiencia_renal.pdf. Acesso em: 04 mai. 2021.

SMELTZER, SC; BARE, BG. Brunner & Suddarth: Tratado de Enfermagem Médico Cirúrgica. 12 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2012. vol. I e II.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE NEFROLOGIA (SBN). Doença Renal Crônica: diagnóstico e prevenção. SBN, 2020. Disponível em: https://www.sbn.org.br/noticias/single/news/doenca-renal-cronica-diagnostico-e-prevencao/. Acesso em: 04 mai. 2021.

TANNURE, Meire Chucre; PINHEIRO, Ana Maria. SAE: Sistematização da Assistência de Enfermagem: Guia Prático. 2ª ed. Rio de Janeiro: Editora Guanabara Koogan, 2011, p. 491.

TEODÓZIO, Andrea Silva de Oliveira et al. O papel do enfermeiro nos cuidados e orientações do enfermeiro frente ao portador de insuficiência renal crônica. Revista Hórus, [s.l.], v.13, n.1, p. 14-27, 2018. Disponível em: http://periodicos.estacio.br/index.php/revistahorus/article/viewFile/4421/47964928. Acesso em: 04 mai. 2021.

TURATO, Egberto Ribeiro. Tratado da metodologia da pesquisa clínico-qualitativa. 6ª ed. Petrópolis (RJ): Vozes, 2013, p. 688.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n6-178

Refbacks

  • There are currently no refbacks.