Tessituras de tempos: uma abordagem histórica e etnológica da cultura material indígena nas práticas fúnebres em São Vicente Ferrer – Maranhão / Tessitures of times: an historical and ethnological approach to indigenous material culture in the funeral practices in São Vicente Ferrer - Maranhão

Dimas dos Reis Ribeiro, Maria Elizia Borges, Julyana Cabral Araújo

Abstract


O presente estudo apresenta uma proposta de pesquisa histórica e etnológica que objetiva identificar e caracterizar os modos de fazer os trançados de fibras vegetais utilizados em ritos fúnebres em São Vicente Ferrer – Maranhão. Dentro dessa perspectiva, os “cofos de cemitérios” como são chamados esses objetos moldam-se  às práticas de celebrações do Dia de Finados, sendo incoerente entender sua finalidade fora do contexto das representações da morte nesta dada temporalidade, visto que, os objetos na ocasião  estabelecem uma ligação entre os vivos e os mortos demonstrando a importância deste último na comunidade pesquisada. Portanto, objetivamos, investigar as relações históricas, sociais e antropológicas inerentes à dinâmica de um contexto ritualístico no Cemitério Municipal de São Vicente Ferrer. Dada a natureza do objeto, este é um trabalho de pesquisa que só poderá ser feito usando métodos que enxerguem esses objetos como “fontes vivas” capazes de falar por si mesma, ou seja, por meio da etnografia com suporte da História Oral buscaremos o cruzamento de múltiplas fontes na tentativa de desvendar o objeto pesquisado, e é nesse aspecto, das relações humanas que se debruçará esse estudo, por meio de pesquisa de campo, análise de registros fotográficos e da memória das pessoas. Por todos esses aspectos, os modos de fazer e utilizar esses objetos são compreendidos como fenômenos sociais intrínsecos ás relações individuais e coletivas e elaboradas por contribuições comuns de crenças envolvendo as representações de vida e morte que são exteriores as consciências individuais, pois são concebidas na interação com o meio social, ou seja, em relações recíprocas de produção e elaboração de sentidos envolvendo práticas que cruzam saberem interculturais.


Keywords


Século XXI. Cofos de Cemitérios. Morte. Cultura Material. Arte Funerária.

References


ALBERTINI, Verena. Manual de História Oral. 3 ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2013.

BARBOSA, Lemos, Pe. A. Pequeno Vocábulo Tupi-Português. Livraria São José: Rio de Janeiro, 1951.

BENJAMIN, W. Magia e Técnica, Arte e Política: ensaios sobre literatura e história da cultura. 8. ed. São Paulo: Brasiliense, 2012.

GEERTZ, Clifford. Uma descrição densa: por uma teoria interpretativa da cultura. In: A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

HALBWACHS, Maurice. A Memória Coletiva. São Paulo: Centauro, 2004.

MACEDO, Roberto Sidnei. Etnopesquisa crítica, etnopesquisa-formação. 2ª. Brasília: Liber Livro Editora, 2010.

MONTEIRO, de Jesus Francisco. Depoimento [16 de maio de 2018]. São Vicente Férrer - MA. Entrevista concedida à Julyana Cabral Araújo.

MOURÃO, M.N; OLIVEIRA, A. C.C. Memória afetiva e o artesanato religioso em Minas Gerais. Brazilian Journal of Development. Curitiba, v. 7, n.2. p. 14261 – 14278, feb. 2021. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/24468/19545. Acesso em: 19 de maio. 2021.

RIBEIRO, Berta G. Arte indígena, linguagem visual. Belo Horizonte: Itatiaia: São Paulo: Ed. da Universidade de São Paulo, 1989.

SANTANA, S. José. Depoimento [16 de maio de 2018]. São Vicente Férrer - MA. Entrevista concedida à Julyana Cabral Araújo.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n6-177

Refbacks

  • There are currently no refbacks.