Utilização de metodologias ativas de ensino-aprendizagem no processo de ensino em administração / Use of active teaching-learning methodologies in the teaching process in administration

Müller Padilha Gonçalves, Dion Alves de Oliveira, Orlando da Rocha Melo Júnior, Simone de Freitas Ferreira Alves, Marilane Gomes do Nascimento, Wanderson da Silva Gomes, Tainá da Silva Bonfim, Paula Alves de Oliveira Castro

Abstract


O presente trabalho trata-se da análise de publicações referente ao tema Aprendizagem baseada em Metodologias Ativas dentro do ensino de administração, que tem por questão norteadora: Existe a possiblidade de adoção de Metodologias Ativas de Ensino-Aprendizagem para o processo de Ensino em Administração?  a pesquisa tem como objetivos: analisar a aprendizagem baseada em Metodologias Ativas Mistas e propor o uso de metodologias ativas no processo de Ensino-Aprendizagem de Administração, sendo o estudo de caráter qualitativo comparativo entre a adoção de Metodologias ativas, sendo localizados 454 artigos, sendo selecionados 04 trabalhos dentro dos critérios para comparação. Compreende-se que o uso de metodologias rompe as práticas pedagógicas tradicionais de modo a ter o aluno como protagonista do seu processo de ensino-aprendizagem. Contudo, verificou-se na pesquisa que não foi localizado estudos da aplicabilidade tanto teórico quando pratico das Metodologias Ativas no Ensino de Administração. recomendando-se a utilização das principais Metodologias Ativas em caso práticos e teóricos como Estudo de Caso, Jogos Empresariais, Estudo Dirigido, Seminários, para o curso de administração do Instituto Federal do Acre – IFAC.


Keywords


Metodologias, Ativas, Ensino, Aluno, Administração.

References


ANTHONY, G. Active learning in a constructivist framework. Educational studies in mathematics. v. 31, n. 4, p. 349-369, 1996.

BARBOSA, E. F.; MOURA, D. G. Metodologias ativas de aprendizagem no ensino de engenharia. XIII International Conference on Engineering and Technology Education–INTERTECH, 2014.

BERBEL, N. A. N. As metodologias ativas e a promoção de autonomia aos estudantes. Semina: Ciências Sociais e Humanas, Londrina, v. 32, n. 1, p. 25-40, jan./jun. 2011.

BITTENCOURT, J. P. Arquiteturas Pedagógicas Inovadoras nos mestrados profissionais em administração. Programa de Pós-Graduação em Administração – Universidade de São Paulo (Tese), São Paulo, 2016.

BRISOLLA, L. A prática pedagógica no ensino superior: planejamento, interdisciplinaridade e metodologias ativas. Devir educação, v. 4, n. 1, p. 77-92, 2020.

CRESWELL, J. W. Projeto de pesquisa métodos qualitativo, quantitativo e mista – 3ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2010.

DO NASCIMENTO, T. E.; COUTINHO, C. Metodologias ativas de aprendizagem e o ensino de Ciências. 2016.

DO SANTOS, C. P.; NICOT, Y. E.. A Interatividade No Processo de Ensino e Aprendizagem de Ciências. REAMEC-Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, v. 8, n. 3, p. 98-112, 2020.

FARIAS FILHO, M. C. ARRUDA FILHO, E. J. M. Planejamento da pesquisa cientifica. 2ª ed.-São Paulo: Atlas, 2015.

FLEURY, A.; FLEURY, M. T. L. Estratégias empresariais e formação de competências: um quebra-cabeça, caleidoscópio da indústria brasileira – 3 ed. São Paulo: Atlas, 2004.

FLICK, U. Introdução à pesquisa qualitativa – 3ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

FREIRE, P. Educação “bancária” e educação libertadora. Introdução à psicologia escolar, v. 3, p. 61-78, 1997.

GARRIDO, M. C. F. Cotidiano da educação continuada em enfermagem: valorização do cuidar. Mundo Saúde, v. 24, n. 5, p. 373 9, 2000.

GIL, A. C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 6 ed. São Paulo: Editora Atlas S.A., 2008.

LEE, F.; EDMONDSON, A. C.; THOMKE, S.; WORLINE, M. The mixed effects of inconsistency on experimentation in organizations. Organization Science, v. 15, n. 3, p. 310-326, 2004.

MCKEACHIE, W. J. Teaching tips: Strategies, research and theory for college and university teachers. Boston: Houghton Mifflin, 1999.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 8ª ed.-São Paulo: Atlas, 2017.

MARTINS, D. B; ESPEJO, M. M. S. B; FREZATTI. F. Avaliação de habilidades e atitudes em abordagem de problem based learning de ensino de controle gerencial. Congresso ANPCONT , Rio de Janeiro, p.17 20 de agosto, 2014.

MOTA, A. R.; DA ROSA, C. T. W. Ensaio sobre metodologias ativas: reflexões e propostas. Revista Espaço Pedagógico, v. 25, n. 2, p. 261-276, 2018.

MORENO, M. A. Concepções de professores de biologia, física e química sobre a aprendizagem baseada em problemas (ABP). Revista Hipótese, Itapetininga, v. 2, n.1, p. 104-117, 2016.

MORÁN, J. Mudando a educação com metodologias ativas. Coleção mídias contemporâneas. Convergências midiáticas, educação e cidadania: aproximações jovens, v. 2, n. 1, p. 15-33, 2015.

O’BRIEN, J. G.; MILLIS, B. J.; COHEN, M.W. The course syllabus: A learning-centered approach. 2 ed. San Francisco, CA: John Wiley & Sons, 2009)

PRINCE, M. Does active learning work? A review of the research. Jornal of Engineering Education, v.93, n. 3, p. 223-231, 2004.

PUCINELLI, R. H.; KASSAB, Y.; RAMOS, C. Metodologias ativas no ensino superior: uma análise bibliométrica. Brazilian Journal of development, v. 7, n. 2, p. 12.495-12.509, Curitiba, 2021.

RANDOLPH, W. A.; POSNER, B. Z. Designing meagning learning situations in management: A contingency, decisión-tree approach. Academy of management Review, v. 4. n. 3, p.459-467, 1979.

SOUZA, M. T.; SILVA, M. D.; CARVALHO, R. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein (São Paulo), v. 8, n. 1, p. 102-106, 2010.

VYGOTSKY, L. M. Pensamento e linguagem. 4 ed. São Paulo: Martins Editora, 2008.

WENGER, E. Communities of practice: Learning, meaning, and indentity. New York: Cambridge University Press.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.