O desafio do enfermeiro frente aos cuidados paliativos em pediatria / The challenge of nurses facing palliative care in pediatrics

Daiana Cristina Botossi

Abstract


Introdução: O cuidado paliativo pediátrico deve ser baseado não somente na criança mais também  no contexto familiar, psicológico e profissional, estabelecer uma comunicação efetiva entre os pais e profissionais de saúde , possibilita uma maior assistência a criança, e  uma tomada de decisão em conjunto com a família. Existe muitas barreiras a serem superadas quando se trata do cuidado paliativo pediátrico, uma delas a aceitação da morte de uma criança, algo inaceitável pelos pais e equipe de enfermagem. Os Cuidados Paliativos é uma realidade importante e um avanço na Medicina como um todo. Além disso o cuidado paliativo nos conduz a um caminho em que as ações conjuntas imprimem qualidade à assistência prestada ao pequeno paciente, baseados nos princípios do conhecimento, do respeito e da dignidade. Objetivos:  Analisar as produções científicas acerca dos desafios e dificuldades encontrados pelo enfermeiro frente a assistência de enfemagem  à criança em cuidados paliativos, afim de propor a criação de um protocolo para direcionar a assistência nessa temática.  Método: Trata-se de revisão integrativa de literatura, estudo descritivo de abordagem qualiquantitativa e de caráter exploratório; a coleta de dados foi realizada por meio da base de dados da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), Cientific Eletronic Library Online (SCIELO), Cientific Eletronic Library (SPELL), período de 2013 a 2020. Resultados: Dos artigos avaliados 10% se referiam  a História dos cuidados paliativos, 20% a Atuação do Enfermeiro junto a criança com câncer ; 20%  a Atuação do Enfermeiro diante a Terminalidade e morte da criança; 40% se as Dificuldades e perspectivas dos Enfermeiros sobre os cuidados paliativos pediátricos; 10% os princípios bioéticos. Conclusão: O estudo conclui-se, segundo artigos publicados  dos últimos 5 anos, que deve ser dado ênfase  na formação de profissionais especializados nessa temática. Deixando evidente a importância da atuação do enfermeiro, através de treinamentos e educação permanente de sua equipe, visto que também na busca de estudos e formação de protocolos para a assistência nos cuidados paliativos pediátricos. Para tal foi proposto  um modelo de protocolo de atendimentos institucionais  para qualificar os  cuidados paliativos pediátricos  mostrando um cuidar mais humano com preocupação no bem estar, alívio da dor e conforto da criança e sua família, além de servir de direcionamento para o  profissional enfermeiro . 


Keywords


Cuidado Paliativo, Pediatria, Assistentes de Enfermagem.

References


DELFINO, Cintia da Trindade Azevedo; FERREIRA, W.F.S; OLIVEIRA, E.C.; DUTRA, D.A. Câncer Infantil: Atribuições da Enfermagem em Cuidado Paliativo. Revista Saúde e Desenvolvimento. V.12, n.10, p. 18-40, 2018 [Internet]. Disponível em:https://www.uninter.com/revistasaude/index.php/saudeDesenvolvimento/article/view/866/497. Acesso em 31 out 2020.

GOMES, A.L.Z.; OTHERO, M.B. Estudos Avançados: Cuidados Paliativos v.30, n.88, p.155-166. [Internet]. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103. Acesso em 10 out 2020.

IGLESIAS, S.B.O; ZOLLNER, A.C.R; CONSTANTINO, C.F. Cuidados Paliativos Pediatricos. Revista Residência Pediátrica. v.6, 2016, p.46-54 [Internet]. Disponível em: http://residenciapediatrica.com.br/detalhes/235/cuidados-paliativos-pediatricos. Acesso em 09 out 2020.

LAHAM, Cláudia Fernandes; AMOROSINO, Cristiane. Musicoterapia e Cuidados Paliativos: uma revisão teórica. Revista Brasileira de Musicoterapia, Ano XIV, n. 13, p. 39-52, 2012. Acesso em 01 maio 2021.

MACIEL, Hanna Isa Almeida et al. Medidas farmacológicas e não farmacológicas de controle e tratamento da dor em recém-nascidos. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, v. 31, n. 1, p. 21-26, 2019. Acesso em maio 2021.

MARTINS, Gabrielli Branco; HORA, Senir Santos da.Família Cuidados Paliativos em Pediatria: Desafios à garantia do cuidado. Revista Brasileira de Cancerologia, v.62, n.3, p.259-262, 2016. [Internet]. Disponível em: https://rbc.inca.gov.br /revista /index.php/revista/article/view/339. Acesso em 26 out 2020.

MATSUMOTO, Dalva Yukie. Cuidados Paliativos: conceitos, fundamentos e princípios. Manual de Cuidados Paliativos. ANCP, ed.2, p.23-24, 2012. [Internet]. Disponível em: < https://d1wqtxts1xzle7.cloudfront.net/53264426/09-09-2013_Manual_de_cuidados_paliativos_ANCP.pdf> Acesso em 09 out 2020.

MONTEIRO, A.C.M.; RODRIGUES, B.M.R.D.; PACHECO, S.T.A.; PIMENTA, L.S. Atuação do enfermeiro junto a criança com câncer: cuidados paliativos [Nurses’ work with children cancer: paliative care]. Revista de Enfermagem UERJ, v.22, n.6, p.778-783, 2014. [Internet]. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/ index.php /enfermagemuerj/article/view/15665. Acesso em 09 out 2020.

PEREIRA, Camila Nakamura Perissê, et al. Prejuízos e benefícios na saúde da criança decorrente do uso de chupetas: o que o pediatra precisa saber. Brazilian Journal of Development, 2020, 6.12: 101520-101531. Acesso em 05 abril 2021.

REIS, Claudia Patrícia Pereira dos. Cuidados Paliativos Pediatricos: Perspectivas dos Enfermeiros. [Dissertação]. Porto: Faculdade de Medicina da Universidade do Porto; 2011, p.1-5 [citado 2020 out 01]. Disponível em: https://repositorio-aberto.up.pt/bitstream/10216/62324/8/Resumo%20PortugusIngls.pdf

SANTOS, João Paulo da Rocha, et al. Cuidados Paliativos em Neonatologia: Uma revisão narrativa. Brazilian Journal of Health Rewiew. 2020; v.3, n.5, p.14589-14601. [Internet]. Disponível em: https://brazilianjournals.com/index.php/BJHR/article/view/ 18320. Acesso em 10 out.2020.

SCHNEIDER, Ana Sofia; Ludwig, Maria Cristina Flurin; Neis, Miriam; Ferreira, Anali Martegani; Issi, Helena Becker. Percepções e vivências da equipe de enfermagem frente ao paciente pediátrico em cuidados paliativos/ Perceptions and experiences of the nursing team before the pediatric patiente in palliative care. Ciencia, Cuidado e Saude. v.19, 2020. [Internet]. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/ resource/pt/biblio-1122152. Acesso em 05 abril 2021.

SILVA, Cátia Sofia Caldas Baptista da. Promoção do conforto através do Brincar enquanto estratégia não farmacológica: Atuação do Enfermeiro Especialista. 2019. Tese de Doutorado. Instituto Politécnico de Setúbal. Escola Superior de Saúde. Acesso em maio 2021.

TUROLLA, Kelly Regina; SOUZA, Mariana Castro de. Enfermagem Pediátrica Oncológica: Assistência na Fase de Terminalidade. Ensaios e Ciência. V.19, n.1 2015. [Internet]. Disponível em: https://revista.pgsskroton.com/index.php /ensaio eciencia/article/view/3013. Acesso em 01 out 2020.

VERRI, Edna Regina; Bitencourt, Natalia Aparecida Santana; Oliveira, Jéssica Aires da Silva; Santos Júnior, Randolfo dos; Marques, Hélida Silva; Porto, Mariana Alves; Rodrigues, Debora Grigolette. Profissionais de enfermagem: Compreensão sobre cuidados paliativos pediátricos. Rev. Enferm. UFPE online, p.126-136, 2019. [Internet]. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-1006118. Acesso em 01 out 2020.

VIANA, Kemle Senhorinha Rocha Tuma. A relevância da atuação do enfermeiro em oncologia pediátrica. Revista Internacional de Apoyo a La Inclusión, logopedia, sociedade y multiculturalidad. v.2, n.3, 2016. [Internet]. Disponível em: https://revistaselectronicas.ujaen.es/index.php/riai/article/view/4213. Acesso em 01 nov 2020.

VICTOR, Germana Hunes Grassi Gomes. Cuidados Paliativos no Mundo. Rev. Bras. Cancerologia. [Internet]. 30º de setembro de 2016 [citado 5º de novembro de 2020];62(3):267-70. Disponível em: https://rbc.inca.gov.br/revista/index.php/revista /article/view/343. Acesso em 05 abril 2021.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n6-145

Refbacks

  • There are currently no refbacks.