Propriedades físicas de solos sob diferentes sistemas de cultivo de soja em Vacaria, Rio Grande do Sul / Physical properties of soils under different soybean cultivation systems in Vacaria, Rio Grande do Sul

Gustavo Eduardo Pereira, Lucas Raimundo Rauber, Letícia Sequinatto, Fernando Verdi Guazzeli

Abstract


A produção orgânica de alimentos vem ganhando cada vez mais espaço nos critérios de sustentabilidade em debate no cenário mundial. A comercialização da produção orgânica em mercados alternativos proporciona um diferencial de preço o qual tem viabilizado a produção orgânica principalmente em pequena escala. O presente estudo teve como objetivo avaliar propriedades físicas de solos sob diferentes sistemas de cultivo de soja em Vacaria, Rio Grande do Sul. Foram avaliados os sistemas de cultivo convencional de soja (CC) e sistema de cultivo orgânico de soja (CO) em comparação ao tratamento controle (CT). As seguintes propriedades físicas dos solos foram avaliadas em cada tratamento: densidade (Ds), conteúdo de carbono orgânico (COT), porosidade total (Pt), estabilidade de agregados do solo (EA) e taxa de infiltração de água no solo. O solo submetido ao tratamento CC apresentou restrições quanto às propriedades físicas e funcionalidade estrutural. No tratamento CO o solo apresentou melhor infiltração de água, aumento no conteúdo de carbono orgânico e melhoria no sistema poroso do solo. A produção de soja orgânica em Vacaria se mostrou viável econômica e socialmente, contribuindo assim para os alicerces de uma agricultura sustentável e produtiva, com reflexos positivos na saúde humana, animal e ambiental.


Keywords


Agricultura orgânica, Glycine max, Sustentabilidade

References


ASSIS, R.L.; LANÇAS K.P. Agregação de um Nitossolo Vermelho distroférrico sob sistemas de plantio direto, plantio convencional e mata nativa. Engenharia Agrícola, v.30, n.1, p.58-66, 2010.

BAVOSO, M.A.; SILVA, A.P.; FIGUEIREDO, G.C.; TORMENA, C.A.; GIAROLA, N.F.B. Resiliência física de dois Latossolos vermelhos sob plantio direto. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.36, n.6, p.1892-1904, 2012.

BERTOL, I.; BARBOSA, F.T.; BERTOL, C.; LUCIANO, R.V. Water infiltration in two cultivated soils in Southern Brazil. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.39, n.2, p.573-588, 2015.

BERTOL, I.; SCHICK, J.; MASSARIOL, J.M.; REIS, E.F. DILY, L. Propriedades físicas de um Cambissolo Húmico álico afetadas pelo manejo do solo. Ciência Rural, v.30, n.1, p.91-95, 2000.

BOUWER, H. Intake rates: cylinder infiltrometer. In: Klute, A. (Org). Methods of soil analysis: physical and mineralogical methods. Madison: American Society of Agronomy/Soil Science Society of America, p.825-844, 1986.

BRAIDA, J. A.; REICHERT, J.; M. REINERT, D. J.; SEQUINATTO, L. Elasticidade do solo em função da umidade e do teor de carbono orgânico. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 32, n. 2, 2008.

CERCIOGLU, M.; ANDERSON, S.H.; UDAWATTA, R.P.; HARUNA, S.I. Effects of cover crop and biofuel crop management on computed tomography-measured pore parameters. Geoderma, v.319, n.1, p.80-88, 2018.

BONETTI, J.A; ANGHINONI, I.; DE MORAES, M. T.; FINK, J. R. Resilience of soils with different texture, mineralogy and organic matter under long-term conservation systems. Soil and Tillage Research, v. 174, p. 104-112, 2017.

DE ARAÚJO, E. A.; KER, J. C.; NEVES, J. C. L.; LANI, J. L. Qualidade do solo: conceitos, indicadores e avaliação. Applied Research & Agrotechnology, v. 5, n. 1, p. 187-206, 2012.

EMBRAPA, Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Manual de métodos de análise de solo. 3 ed. Rio de Janeiro: EMBRAPA, 2017. 577p.

FORSYTHE, W. Física de Suelos: Manual de Laboratório. San José: Instituto Interamericano de Ciencias Agricolas, 1975. 212p.

GARCÍA‐PALACIOS, P.; GATTINGER, A.; BRACHT‐JØRGENSEN, H.; BRUSSAARD, L.; CARVALHO, F.; CASTRO, H.; CLÉMENT, J.C.; DE DEYN, G.; D’HERTEFELDT, T.; FOULQUIER, A.; HEDLUND, K.; LAVOREL, S.; LEGAY, N.; LORI, M.; MÄDER, P.; MARTÍNEZ GARCIA, L.B.; DA SILVA, P.M.; MULLER, A.; NASCIMENTO, E.; REIS, F.; SYMANCZIK, S.; SOUZA, J.P.; MILLA RUBÉN, M. Crop traits drive soil carbon sequestration under organic farming. Journal of Applied Ecology, v. 55, n. 5, p. 2496-2505, 2018.

GATTINGER, A.; MULLER, A.; HAENI, M.; SKINNER, C.; FLIESSBACH, A.; BUCHMANN, N.; MÄDER, P.; STOLZE, M.; SMITH, P.; SCIALABBA, N.E.; NIGGLI, U. Andreas et al. Enhanced top soil carbon stocks under organic farming. Proceedings of the National Academy of Sciences, v. 109, n. 44, p. 18226-18231, 2012.

GONZALEZ-SANCHEZ, E.J.; VEROZ-GONZALES, O.; CONWAY, G.; MORENO-GARZIA, M.; KASSAM, A.; MKOMWA, S.; ORDONEZ-FERNANDES, R.; TRIVINO-TARRADAS, P.; CARBNONELL-BOJOLLO, R. Meta-analysis on carbon sequestration through Conservation Agriculture in Africa. Soil and Tillage Research, v. 190, p. 22-30, 2019.

HARTMANN, M.; FREY, B.; MAYER, J.; MÄDER, P.; WIDMER, F. Distinct soil microbial diversity under long-term organic and conventional farming. The ISME Journal, v. 9, n. 5, p. 1177, 2015.

HORTON, R.E. An approach toward a physical interpretation of infiltration-capacity. Soil Science Society of America Proceedings, v.5, p.399-417, 1940.

IBGE. Manual Técnico da Vegetação Brasileira. Série Manuais Técnicos em Geociências, n.1, Rio de Janeiro, 2012.

KEMPER, W.D.; CHEPIL, W.S. Size distribution of aggregates. In: Black CA, Evans DD, White JL. Methods of soil analysis. Part 1. Madison: American Society of Agronomy, p.499-509, 1965.

LEHMANN, J.; KLEBER, M. The contentious nature of soil organic matter. Nature, v.528, p.60-68, 2015.

LYNCH, D. H. Nutrient cycling and soil health in organic cropping systems – Importance of management strategies and soil resilience. Sustainable Agriculture Research, v. 4, n. 526-2016-37939, 2015.

RABOT, E.; WIESMEIER, M.; SCHLÜTER, S.; VOGEL, H. J. Soil structure as an indicator of soil functions: a review. Geoderma, v. 314, p. 122-137, 2018.

REICHERT, J.M.; REINERT, D.J.; SUZUKI, L.E.A.S.; HORN, R. Mecânica do solo. In: VAN LIER, Q.J. Física do solo. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, p.29-102, 2016.

REICHERT, J.M.; SUZUKI, L.E.; REINERT, D.J. Compactação do solo em sistemas agropecuários e florestais: identificação, efeitos, limites críticos e mitigação. In: CERETTA, C.A.; SILVA, L.S.; REICHERT, J.M. (Org.). Tópicos em ciência do solo. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, p.49-134, 2007.

REICHERT, J.M.; REINERT, D.J.; BRAIDA, J.A. Qualidade dos solos e sustentabilidade de sistemas agrícolas. Ciência & Ambiente, v.14, n.27, p.29-48, 2003.

RONDON NETO, R.M.; WATZLAWICK, L.F.; CALDEIRA, M.V.W.; SCHOENINGER, E.R. Análise florística e estrutural de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista Montana situada em Criúva, RS – Brasil. Ciência Florestal, v.12, n.1, 2002.

SEQUINATTO, L.; LEVIEN, R.; TREIN, C. R.; MAZURANA, M.; MÜLLER, J. Qualidade de um Argissolo submetido a práticas de manejo recuperadoras de sua estrutura física. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.18, n. 3, p. 344-350, 2014.

SEYBOLD, C.A.; HERRICK, J.E.; BREJDA, J.J. Soil resilience: A fundamental component of soil quality. Soil Science, v.164, n.4, p.224-234, 1999.

SILVA, A.S.; SILVA, I.F.; BANDEIRA, L.B.; DIAS, B.O.; SILVA NETO, L.F. Argila e matéria orgânica e seus efeitos na agregação em diferentes usos do solo. Ciência Rural, v.44, n.10, p.1.783-1.789, 2014.

VEZZANI, F.M.; MIELNICZUK, J. Agregação e estoque de carbono em Argissolo submetido a diferentes práticas de manejo agrícola. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.35, n.1, p.213-223, 2011.

VEZZANI, F.M.; MIELNICZUK, J. Uma visão sobre qualidade do solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.33, n.4, 2009.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n6-137

Refbacks

  • There are currently no refbacks.