Mediação e tecnologia para a aprendizagem colaborativa no ensino remoto / Mediation and technology for collaborative learning in remote education

Verena Santos Andrade Ferreira

Abstract


A pandemia SARS-Cov-2 e COVID-19 impuseram novas realidades e desafios ao ensino no Brasil, quando as instituições de ensino suspenderam suas aulas, na tentativa de dificultar a disseminação do vírus, no intuito de evitar o colapso das unidades de saúde, e, com isso, diminuir o número de mortes, em meio a tantas inquietações e incertezas impostas pela pandemia. Nesse contexto, algumas instituições, mediante portaria ministerial, decidiram ofertar aulas remotas através dos meios digitais e, nessa condição, muitos professores se virão na iminência de replanejar suas práticas para atender à nova realidade que se impunha. Este artigo traz a ressignificação da prática pedagógica do componente curricular de Metodologia da Pesquisa, numa faculdade privada no interior da Bahia, na disciplina de Metodologia da Pesquisa, em turmas de terceiro semestre de graduação nos cursos de Engenharia Civil, de Produção, Elétrica e Mecânica, que transformou a tela do notebook em espaço de interação, conversação e autoria, aproximando-se da Educação on line, no sentido defendido por Edméa Santos (2009) e da Pedagogia Histórico-Crítica, proposta por Saviani (2005), em relação a construção dos conceitos, associando as dimensões teórico-práticas da disciplina, mobilizando diferentes habilidades fundamentais para a compreensão dos pressupostos teórico-metodológicos da ciência e para a construção de um projeto de pesquisa. Os resultados satisfatórios não esconderam os desafios da disciplina, tantas vezes representados pelo silêncio dos microfones e escuridão das câmeras desligadas.


Keywords


Educação on line. Ensino Remoto. Aprendizagem Colaborativa

References


BRASIL. Decreto 9.057 de 25 de maio de 2017. Ministério da Educação: Brasília, 2020. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2017/Decreto/D9057.htm#art24. Acesso em: 03 mar. 2021.

BRASIL. Portaria 343 de 17 de março de 2020. Ministério da Educação: Brasília, 2020. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-343-de-17-de-marco-de-2020-248564376. Acesso em: 03 mar. 2021.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 50ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2011.

HOFFMANN, Jussara. Avaliação mediadora: uma prática em construção da pré-escola à universidade. 23. ed. Porto Alegre: Mediação, 2004.

LIMA, Caroline Costa Nunes; CARVALHO, Felipe Silva Ponte; COUTO JR, Dilton Ribeiro. A linguagem emocional na prática docente online: implicações educacionais cotidianas. Revista Internacional de Educação Superior, v. 4, n. 3, p. 542-557, 2018. Disponível em https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/riesup/article/view/8652173/18078. Acesso em: 04 mar.2021.

SANTOS, Edméa. Educação online para além da EAD: um fenômeno da cibercultura. Anais do Congresso Internacional Galego-Português de Psicopedagogia. Universidade do Minho, Braga, Portugal, 2009. Disponível em https://www.educacion.udc.es/grupos/gipdae/documentos/congreso/xcongreso/pdfs/t12/t12c427.pdf. Acesso em: 03 mar.2021.

SANTOS, Edméa; CARVALHO, Felipe da Silva Ponte; PIMENTEL, Mariano. Mediação docente online para colaboração: notas de uma pesquisa formação na cibercultura. ETD: Educação Temática Digital, v. 18, n. 1, p. 23-42, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8640749/12238. Acesso em: 03 mar.2021.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica. Campinas: Autores Associados, 2005.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n6-127

Refbacks

  • There are currently no refbacks.