Promovendo envelhecimento ativo para idosos do Norte do Brasil: efeitos de um programa de atividade física / Promoting active aging for ederly in North of Brazil: effects of a physical activity program

Juciléia Barbosa Bezerra, Lisandra Maria Konrad, Jennyfer Dara de Souza Pinto, Andreia Paes Oliveira, Anna Julie Bentes Brito, Tânia Rosane Bertoldo Benedetti

Abstract


INTRODUÇÃO: O aumento do número de idosos no Brasil amplia a necessidade de promover um envelhecimento ativo para esta população. OBJETIVO: Avaliar o impacto de um programa de atividade física sobre a aptidão física de idosos da região norte do Brasil. MÉTODOS: Foi realizado um estudo quase-experimental com 25 idosos (mulheres = 15) participantes de um programa de atividade física com duas sessões semanais de 50 minutos durante quatro meses. Foram avaliados indicadores antropométricos (massa corporal, circunferência da cintura e do quadril e, índice de massa corporal) e da aptidão física (força e flexibilidade dos membros inferiores e superiores, agilidade/equilíbrio dinâmico e resistência aeróbia). Os dados foram analisados por meio do teste t e teste de Wilcoxon para dados não paramétricos (p < 0,05). RESULTADOS: Os resultados apresentaram melhora para as capacidades de força dos membros inferiores (p < 0,001), flexibilidade dos membros inferiores (p < 0,001), força dos membros superiores (p < 0,001) e agilidade/equilíbrio dinâmico para as mulheres (p = 0,047). Entre os homens houve resultado positivo na força de membros inferiores (p = 0,025) e agilidade/equilíbrio dinâmico (p = 0,022). CONCLUSÃO: A intervenção proporcionou impacto positivo sobre as variáveis da aptidão física dos idosos da região norte do Brasil.


Keywords


Idosos, Aptidão física, Indicadores de saúde, Atividade física.

References


AMERICAN COLLEGE OF SPORTS MEDICINE. Manual do ACSM para Avaliação da Aptidão Física Relacionada à Saúde. 3.ed. Rio de Janeiro: Guanabara koogan, 2011.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Análise em Saúde e Vigilância de Doenças Não Transmissíveis. Vigitel Brasil 2019: vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico : estimativas sobre frequência e distribuição sociodemográfica de fatores de risco e proteção para doenças crônicas nas capitais dos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal em 2019. Brasília: Ministério da Saúde, 2020.

CAMARGOS, M. C. S.; GONZAGA, M. R.; COSTA, J. V.; BOMFIM, W. C. Estimativas de expectativa de vida livre de incapacidade funcional para Brasil e Grandes Regiões, 1998 e 2013. Ciência e Saúde Coletiva, v. 24, n. 3, p. 737-747, 2019.

CASTRO, L.F.A.; TRINDADE, A.P.N.T.; BALIEIRO, L.C.; SAAVEDRA, F.J.F. Avaliação da aptidão física e funcional de idosos com prática de atividade física diferenciada. Revista Kairós- Gerontologia, v. 20, n. 3, p. 57-77, 2017.

FARÍAS-ANTÚNEZ, S.; LIMA, N. P.; BIERHALS, I. O.; GOMES, A.P.; VIEIRA, L. S.; TOMASI, E. Disability related to basic and instrumental activities of daily living: a population-based study with elderly in Pelotas, Rio Grande do Sul, 2014. Epidemiologia e Serviços de Saúde, Brasília, v. 27, n. 2:e2017290, 2018.

GALLOZA, J.; CASTILLO, B.; MICHEO, W. Benefits of exercise in the older population. Physical Medicine and Rehabilitation Clinics of North America, v. 28, n. 4, p. 659-669, 2017.

IKEGAMI, É. M.; SOUZA, L. A.; TAVARES, D. M. S.; RODRIGUES, L. R. Capacidade funcional e desempenho físico de idosos comunitários: um estudo longitudinal. Ciência e Saúde coletiva, v. 25, n. 3, p. 1083-1090, 2020.

LIMA-COSTA, M. F.; ANDRADE, F. B.; SOUZA JUNIOR, P. R. B.; NERI, A. L.; DUARTE, Y. A. O.; CASTRO-COSTA, E.; OLIVEIRA, C. The Brazilian Longitudinal Study of Aging (ELSI-BRAZIL): objectives and design. American Journal of Epidemiology, v. 187, n. 7, p. 1345-1353, 2018.

MANTOVANI, E. P.; LUCCA, S. R.; NERI, A. L. Autoavaliação negativa de saúde em idosos de cidades com diferentes níveis de bem-estar econômico: dados do estudo fibra. Ciência e Saúde Coletiva, v. 20, n. 12, p. 3653-3668, 2015.

MAZO, G.Z.; LOPES, M.A.; BENEDETTI, T.B. Atividade Física e o Idoso: Concepção Gerontológica. 3.ed. Porto Alegre: Sulina, 2009.

MIELKE, G. I.; MALTA, D. C.; SÁ, G. B. A. R.; REIS, R. S.; HALLAL, P. C. Diferenças regionais e fatores associados à prática de atividade física no lazer no Brasil: resultados da Pesquisa Nacional de Saúde – 2013. Revista Brasileira de Epidemiologia, v. 18 (S12), p. 158-169, 2015.

MONTEIRO, J. A.; ROCHA, M. L. C.; SILVA, R. C. G. Perfil de idosos atendidos pelo programa de atenção à saúde do idoso em Belém, Pará. Revista Geriatrics, Gerontololy and Aging, v. 7, n. 1, p. 39-45, 2013.

NAHAS, M.V. Atividade Física, Saúde e Qualidade de Vida: Conceitos e Sugestões para um Estilo de Vida Ativo. 7.ed. Florianópolis: ed. do Autor, 2017.

PEIXOTO, S. V.; MAMBRINI, J. V. M.; FIRMO, J. O. A.; LOYOLA FILHO, A. I.; SOUZA-JUNIOR, P. R. B.; ANDRADE, F.B.; LIMA-COSTA, M.F. Prática de atividade física entre adultos mais velhos: resultados do ELSI-Brasil. Revista de Saúde Pública, v. 52, 2018.

RIKLI, R.E.; JONES, C.J. Development and validation of functional fitness test for community-residing older adults. Journal of Aging and Physical Activity, v. 7, p. 129-161, 1999.

UMIASTOWSKA, D.; KUPCZYK, J. Factors differentiating the level of functional fitness in polish seniors. International Journal of Environmental Research and Public Health, v. 17, n.5, p. 1699, 2020.

UNITED NATIONS. Department of Economic and Social Affairs, Population Division (2019). World Population Prospects 2019: Highlights, New Your, USA, 2019.

WOLKER, S. M.; SANDRESCHI, P.F.; TOMICKI, C.; KONRAD, L. M.; QUADROS, N. E.; BEZERRA, J. B.; SOUZA, P. V.; MACIEL, E. C.; ALENCAR, D. K.; BENEDETTI, T. R. B. Monitoramento do programa academia da saúde de 2015 a 2017. Revista Andaluza de Medicina del Deporte, v. 13, n. 1, p. 16-20, 2020.

WELLS, K.F, DILLON, E.K. The sit and reach – a test of back and leg flexibility. Research Quarterly, v. 23, n.1, p. 115-8. 1952.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Active Ageing: A Police Framework. A Contribution of the World Health Organization to the second United Nations World Assembly on Aging. Madrid, 2002.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Global recommendations on physical activity for health. World Health Organization. Geneva, 2010.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Obesity: Preventing and Managing the Global Epidemic. WHO technical report series, 894. Geneva: World Health Organization, 2000.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. WHO STEPS Surveillance Manual: The WHO STEP wise approach to chronic disease risk factor surveillance? Geneva: World Health Organization, 2005.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. World report on Ageing and health. Geneva: World Health Organization, 2015.

ZHAO Y.; CHUNG, P.K.; TONG, T.K. Effectiveness of a balance-focused exercise program for enhancing functional fitness of older adults at risk of falling: A randomized controlled trial. Geriatric Nursing, v. 38, 6, p. 491-497, 2017.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n6-121

Refbacks

  • There are currently no refbacks.