O ensino de língua inglesa por meio de vídeos do Youtube: Uma proposta prática para aplicação em sala de aula / English language teaching through Youtube videos: A practical proposal for application in the classroom

Fabione Gomes da Silva, Jean Marcelo Barbosa de Oliveira

Abstract


A inserção de componentes tecnológicos como recurso didático nas aulas de Língua Inglesa há muito deixou de ser uma opção que o professor poderia abrir mão, a fim de incrementar a sua aula, e passou a ser considerada um item de extrema necessidade, face à realidade de sala de aula do século XXI, demandando cada vez mais um olhar contemporâneo e inovador no processor de ensino e aprendizagem de Língua Inglesa. O objetivo desse trabalho é propor atividades integradas de fala, escuta, escrita e leitura usando vídeos aulas do youtube. Teremos como referenciais principais: Almeida Filho (2002); Leffa (2006); Paiva (2017) e Soares (1998; 2003), bem como faremos uso da literatura especializada dos PCN (2000) e OCEM (2006), no que diz respeito ao uso das Novas Tecnologias nas aulas de Língua Estrangeira. Nesse sentido, trata-se de uma pesquisa exploratória com análises e propostas de trabalho em sala de aula ao final. É nossa intenção, concluído o artigo, contribuir com ideias criativas e inovadoras para que o profissional docente de língua inglesa possa dinamizar e ampliar o leque de abordagens de conteúdos linguísticos dentro de sala de aula, considerando realidades e interesses dos aprendizes, tornando assim o ensino e aprendizagem do idioma não só mais motivador, como também mais eficiente.


Keywords


Língua Inglesa, Novas Tecnologias, Educação, Ensino

References


ALMEIDA FILHO, José Carlos Paes. Dimensões comunicativas no ensino de línguas. 3. Ed. Campinas-SP: Pontes Editores, 2002.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Parâmetros Curriculares Nacionais de Língua Estrangeira, 1998.

BRASIL/SEMTEC. Orientações curriculares do ensino médio. Brasília: MEC/ Semtec, 2006.

CORTELAZZO, Iolanda B.C. Introducing the Internet Viewing its Social Implications in Language Learning. Anais do XIV Encontro Nacional de Professores Universitários de Língua Inglesa. Belo Horizonte: Departamento de Letras Anglo-Germânicas da UFMG, 1999.

FRANCHI, Carlos. Criatividade e gramática. São Paulo, SP: SE/CENP, 1991.

GEE, J. P. Orality and literacy: from the savage mind to ways with words. TESOL Quarterly, v. 20, n. 4, p. 720, 1986.

KENSKI, Vani M. Educação e tecnologias: o novo ritmo da informação. Campinas, SP: Papirus, 2012.

LEFFA, Vilson J. Metodologia do ensino de línguas. In BOHN, H. I.; VANDRESEN, P. Tópicos em lingüística aplicada: O ensino de línguas estrangeiras. Florianópolis: Ed. da UFSC, 1988.

LEVENTHAL, Lilian Itzicovith. Inglês é teen. Barrueri-SP: Disal editora, 2009.

MOREIRA, Gileno Santos; MARQUES, Roseane Neves. A importância das aulas de campo como estratégia de ensino - Aprendizagem. Brazilian Journal of Development. V.7, n. 5, p.45137 – 45145, Curitiba-PR, 2021. Disponível em: < https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/29366/23168 > Acesso em: 19 de maio de 2021.

PAIVA, Vera Lúcia Menezes de Oliveira. O Uso da Tecnologia no Ensino de Línguas Estrangeira: breve retrospectiva histórica. Disponível em acesso em 12 de abril de 2017.

SOARES, Magda. Novas práticas de leitura e escrita: letramento na cibercultura. Educação & Sociedade, Campinas, v. 23, n. 81, 2003.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n6-104

Refbacks

  • There are currently no refbacks.