Antioxidantes e sua relação com os radicais livres, e Doenças Crônicas Não Transmissíveis: uma revisão de literatura / Antioxidants and their relationship with free radicals, and Chronic Non communicable Diseases: a literature review

Maiara Trindade Prevedello, Gabrieli Comachio

Abstract


Atualmente as Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) são problema de saúde mundial, caracterizam-se como doenças de múltiplos fatores, que são desenvolvidas ao longo da vida, e independente da genética como fator de risco de importante relevância, o aumento das mortalidades atribui-se aos fatores ambientais e ao estilo de vida que se leva. Os radicais livres (RL) participam de diversos processos naturais do corpo humano e são normalmente produzidos pelo metabolismo, porém em certas condições como na presença de xenobióticos, podem causar elevada produção de espécies reativas de oxigênio (ERO), que conduzem assim ao estresse oxidativo, o qual é negativo ao corpo e está interligado com o processo de doença e suas causas. A produção excessiva de ERO está diretamente relacionada com o processo de envelhecimento. Com isso este trabalho objetivou evidenciar através de uma pesquisa bibliográfica, exploratória e com abordagem qualitativa, como o estresse oxidativo pode contribuir para aumento das DCNT e destacar a necessidade da adoção de substâncias antioxidantes na alimentação humana como forma de prevenção e ou manutenção da saúde. Os antioxidantes obtidos através da dieta, como as vitaminas A, C e E, os flavonoides, carotenoides, selênio e zinco são compostos com grande potencial antioxidante, e assim atuam minimizando os danos da oxidação e a geração excessiva de RL. Conclui-se, que o sistema de defesa antioxidante do corpo humano não é integral sem os antioxidantes obtidos através da dieta, o que garante a importância do consumo diário destas substâncias antioxidantes.


Keywords


Antioxidantes, Doenças Crônicas Não Transmissíveis, Estresse oxidativo.

References


ABESO; Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica. São Paulo, 2017.

AGUIAR, Aglaine de Oliveira; OLIVEIRA, Bárbara Bruno Rodrigues; CARNIB, Lunna Paula de Alencar. Efeito dos antioxidantes vitamina C e selênio em pacientes queimados: uma revisão bibliográfica. Rev Bras Queimaduras. 13(2):62-6, 2014.

ANDRADE, E.R, et al. Consequências da produção das espécies reativas de oxigênio na reprodução e principais mecanismos antioxidantes. Rev. Bras. Reprod. Anim., Belo Horizonte, v.34, n.2, p.79-85, abr./jun. 2010.

ASSUNÇÃO, Adriele Webber; ARTMANN, Marisa; AARESTRUP, Juliana Roriz. Dieta e nutrição na era pós-genoma: Nutrigenômica. REBES (Pombal - PB, Brasil), v. 4, n. 2, p. 13-20, mai.-jun., 2014.

BARBOSA, Kiriaque Barra Ferreira, et al. Estresse Oxidativo: avaliação de marcadores. Nutrire: rev. Soc. Bras. Alim. Nutr. J. Brazilian Soc. Food Nutr., São Paulo, SP, v. 33, n. 2, p. 111-128, ago. 2008.

BARBOSA, Kiriaque Barra Ferreira, et al. Estresse Oxidativo: conceitos, implicações e fatores modulatórios. Rev. Nutr., Campinas, 23(4):629-643, jul./ago., 2010.

BONI, Adriana. Vitaminas antioxidantes e prevenção da arteriosclerose na infância. Rev Paul Pediatr 28(4):373-80, 2010.

BRASIL. Plano de Ações Estratégicas para o Enfrentamento das Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) no Brasil. Ministério da Saúde, 2011.

CARVALHO, Ticiana Sirqueira. Perfil epidemiológico das dislipidemias: enfoque no sexo e faixa etária. Dissertação de mestrado apresentado ao Programa de Pós-graduação em Biologia Parasitária na Universidade Federal de Sergipe. São Cristovão, 2015.

CATANIA, Antonela Siqueira; BARROS, Camila Risso; FERREIRA, Sandra Roberta G. Vitaminas e minerais com propriedades antioxidantes e risco cardiometabólico: controvérsias e perspectivas. Arq Bras Endocrinol Metab, 2009.

CERQUEIRA, Fernanda Menezes; MEDEIROS, Marisa Helena Gennari; AUGUSTO, Ohara. Antioxidantes Dietéticos: controvérsias e perspectivas. Quim. Nova, Vol. 30, No. 2, 441-449. São Paulo, 2007.

COELHO, Christianne de Faria; BURINI, Roberto Carlos. Atividade física para prevenção e tratamento das doenças crônicas não transmissíveis e da incapacidade funcional. Rev. Nutr., Campinas, 22(6):937-946, nov./dez, 2009.

COMINETTI, Cristiane, et al. Considerações sobre estresse oxidativo, selênio e nutrigenética. Nutrire: rev. Soc. Bras. Alim. Nutr. = J. Brazilian Soc. Food Nutr., São Paulo, SP, v. 36, n. 3, p. 131-153, dez. 2011.

CONTINGUIBA, George Gomes, et al., Método de Avaliação da Defesa Antioxidante: Uma revisão de literatura. UNOPAR Cient Ciênc Biol Saúde; 15(3):231-7, 2013.

COSTA, Neuza Maria Brunoro; ROSA, Carla de Oliveira Barbosa. Alimentos Funcionais: componentes bioativos e efeitos fisiológicos. Rio de Janeiro: Editora Rubio, 2010.

CUPPARI, Lilian. Nutrição nas Doenças Crônicas Não Transmissíveis. São Paulo: Manole, 2009.

CUPPARI, Lilian. Guia de Nutrição: clínica no adulto. 3. ed. São Paulo: Manole, 2014.

FERNANDES, Michelle, et al. Perfil do consumo de nutrientes antioxidantes em pacientes com síndrome metabólica. Ver. Ciênc. Med., Campinas, 16(4-6):209-219, 2007.

FERREIRA, Isabel CFR; ABREU, Rui MV. Stress Oxidativo, Antioxidantes e Fitoquímicos. Bioanálise / Ano IV N.º 2 Jul/Dez. Bragança, 2007.

FERREIRA, Rafaella Martins de Araújo. Antioxidantes e sua importância na alimentação. Revista Verde (Mossoró – RN – Brasil) v.5, n.5, (Número Especial) p. 26 - 30 dezembro de 2010.

FIGUEIRA, Patrícia. Epigenética Nutricional. 2016. Tese (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz, Portugal.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

GOTTLIEB, Maria Gabriela Valle; MORASSUTTI, Alessandra Loureiro; CRUZ, Ivana Beatrice Mânica. Transição Epidemiológica, Estresse Oxidativo e Doenças Crônicas Não Transmissíveis Sob uma Perspectiva Evolutiva. Scientia Medica. volume 21 Porto Alegre, 2011.

GRILLO, Maria de Fátima Ferreira; GORINI, Maria Isabel Pinto Coelho. Caracterização de pessoas com Diabetes Mellitus tipo 2. Rev Bras Enferm, Brasília, 2007.

GROTTO, Denise, et al. Avaliação da estabilidade do marcador plasmático do estresse oxidativo - malondialdeído. Quim. Nova, Vol. 31, No. 2, 275-279, 2008.

HUBNER, Paula C.; ALMEIDA, Wanda P.; FÁTIMA, Ângelo. Glutationa e enzimas relacionadas: papel biológico e importância em processo biológicos. Quim. Nova, Vol. 31, No. 5, 1170-1179, 2008.

MACHADO, Hussen, et al. Flavonóides e seu potencial terapêutico. Bol. Cent. Biol. Juiz de Fora. v.27, n. 1/2, p. 33-39, jan./dez., 2008.

MAFRA, Alicia Gomes Fernandes Denise. Zinco e câncer: uma revisão. Rev.Saúde.Com 1(2): 144-156, 2008.

MAHAN, L. Kathleen; ESCOTT-STUMP, Sylvia; RAYMOND, Janice L. Krause. Alimentos, nutrição e dietoterapia. 13. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012.

MALHEIROS, Bruno Taranto. Metodologia da pesquisa em educação. 2. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2011.

MALTA, Débora Carvalho; MERHY, Emerson Elias. O percurso da linha do cuidado sob a perspectiva das doenças crônicas não transmissíveis. Interface - Comunic., Saude, Educ., v.14, n.34, p.593-605, jul./set. 2010.

MALTA, Deborah Carvalho; SILVA, Jarbas Barbosa. O Plano de Ações Estratégicas para o Enfrentamento das Doenças Crônicas Não Transmissíveis no Brasil e a definição das metas globais para o enfrentamento dessas doenças até 2025: uma revisão. Epidemiol. Serv. Saúde, Brasília, 22(1):151-164, jan-mar, 2013.

MARTELLI, Felipe; NUNES, Francis Morais Franco. Radicais Livres: em busca do equilíbrio. Cienc. Cult. Vol.66 no.3 São Paulo, 2014.

MARQUES, Cláudia Sofia dos Santos. O licopeno como composto bioativo do tomate. 2015. Tese (Mestrado em Qualidade e Tecnologia Alimentar) - Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Viseu, Viseu.

MAURICE, Corinne Ferrier; HAISER, Henry Joseph; TURNBAUGH, Peter James. Xenobiotics Shape the Phisiology and Gene Expression of Active Human Gut Microbiome. Elsevier Inc, 2013.

MINISTÉRIO PÚBLICO. INCA, Instituto Nacional de Câncer. Rio de Janeiro, 2017.

MORAES, Fernanda P.; COLLA, Luciane M. Alimentos funcionais e nutracêuticos: definições, legislação e benefícios à saúde. Revista Eletrônica de Farmácia Vol 3(2), 109-122. Passo Fundo, 2006.

MORAIS, Selene M, et al. Ação antioxidante de chás e condimentos de grande consumo no Brasil. Revista Brasileira de Farmacognosia Brazilian Journal of Pharmacognosy 19(1B): 315-320, Jan./Mar, 2009.

MOREIRA, Joana Filipa Lavadinho. Nutrigenômica e nutrição molecular. 2016. Tese (Mestrado em Ciência Farmacêuticas) - Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz, Portugal.

NASCIMENTO, Francielle Santos Meireles, et al. A importância do acompanhamento nutricional no tratamento e na prevenção do câncer. Ciências Biológicas e de Saúde Unit; Aracaju, v. 2, n.3, p. 11-24. Março 2015.

NEVES, Grisiely Yara Stroher, et al. Avaliação do consumo de alimentos ricos em antioxidantes e do conhecimento sobre os radicais livres por parte dos acadêmicos de ciências biológicas e enfermagem da FAFIMAN. Diálogos & Saberes, Mandaguari, v. 10, n. 1, p. 47-62, 2014.

NOVO, Rosangela, et al. Efeitos do Betacaroteno sobre o Estresse Oxidativo e a Expressão de Conexina 43 Cardíaca. Arq Bras Cardiol. [online] PP.0-0, 2013.

OLIVEIRA, Tânia T, et al. Flavonóides e Aterosclerose. RBAC, vol. 42(1): 49-54, 2010.

KHOMICH OA, Kochetkov SN, Bartosch B, Ivanov AV. Redox biology of respiratory viral infections. Viruses 2018; 10(8):392. https://dx.doi.org/10.3390%2Fv10080392

PAZ, Silvana Sousa da. Avaliação de marcadores genéticos associados a detoxificação de xenobióticos e ao estresse oxidativo na evolução de pacientes com leucemia linfóide aguda da infância no estado da Bahia-Brasil. Dissertação apresentada ao Curso de Pós-Graduação em Biotecnologia em Saúde e Medicina Investigativa para a obtenção do grau de Mestre. Bahia, 2012.

PEREIRA, Ana Lúcia Fernandes; VIDAL, Tatiana Fontoura; CONSTANT, Patrícia Beltrão Lessa. Antioxidantes Alimentares: importância química e biológica. Nutrire: rev. Soc. Bras. Alim. Nutr.= J. Brazilian Soc. Food Nutr. São Paulo, 2009.

PEREIRA, Bernardo Coelho; PEREIRA, Ana Karine F. da Trindade C. Radicais livres: uma nova abordagem. Revista Saúde Quântica / vol.1 – nº 1 / Jan – Dez, 2012.

PEREIRA, Renata Junqueira Pereira; CARDOSO, Maria das Graças. Metabólitos secundários vegetais e benefícios antioxidantes. J. Biotec. Biodivers. v. 3, N.4: pp. 146-152, Nov, 2012.

PÉREZ, Yenly G, et al. Malondialdeído e o grupo sulfidrila como biomarcador do estresse oxidativo em pacientes com lúpus eritematoso sistêmico. Rev Bras Reumatol 52(4):656-660, 2012.

PHILIPPI, Sonia Tucunduva (Org.). Pirâmide dos alimentos: Fundamentos básicos da nutrição. 2. ed. Barueri: Manole, 2014

RIOS, Alessandro de Oliveira; ANTUNES, Lusânia Maria Greggi; BIANCHI, Maria de Lourdes Pires. Proteção de carotenóides contra radicais livres gerados no tratamento de câncer com cisplatina. Alim. Nutr., Araraquara v.20, n.2, p. 343-350, jan./mar, 2009.

ROSS, A. Catharine. Nutrição Moderna de Shils: na Saúde e na Doença. 11 ed. Barueri – São Paulo: Manole, 2016.

SILVA, Marília Lordêlo Cardoso, et al. Compostos fenólicos, carotenóides e atividade antioxidante em produtos vegetais. Semina: Ciências Agrárias, Londrina, v. 31, n. 3, p. 669-682, jul./set, 2010.

SILVA, Sandra M. Chemin S.; MURA, Joana D’Arc Pereira. Tratado de alimentação, nutrição e dietoterapia. 2. ed. São Paulo: Roca, 2010.

SILVA, Wallison Junio Martins; FERRARI, Carlos Kusano Bucalen. Metabolismo Mitocondrial, Radicais Livros e Envelhecimento. Ver. Bras. Geriatr. Gerontol. Rio de Janeiro, 2011.

SILVEIRA, Aline Alves Barbosa; OKADA, Kaoru; CAMPOS-TAKAKI, Galba Maria. β-Caroteno e Astaxantina - Características e Importância: uma revisão. Revista Eletrônica Interdisciplinar de Saúde e Educação - RISE ANO I, Vol. 01, N. 1 | Jaboatão dos Guararapes - PE | 2014.

SIMÕES, Stephanie Morgado. Biomarcadores de stress oxidativo. 2017. Tese (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz, Portugal.

SOUZA, Irani Gomes dos Santos (Org.). Nutrição: clínica, esportiva, saúde coletiva e unidades de alimentação e nutrição. São Paulo: Martinari, 2015.

TAVARES, Telma Braga; NUNES, Simone Machado; SANTOS, Mariana de Oliveira. Obesidade e qualidade de vida: revisão de literatura. Rev Med Minas Gerais, 2010.

TRINDADE, Michelle; MARTUCCI, Renata B. Efeitos do licopeno na saúde cardiovascular. Revista do Hospital Universitário Pedro Ernesto, UERJ. Setembro, 2011.

UENOJO, Mariana; JUNIOR, Mário Roberto Maróstica; PASTORE, Gláucia Maria. Carotenóides: Propriedades, aplicações e biotransformação para formação de compostos de aroma. Departamento de Ciência de Alimentos, Faculdade de Engenharia de Alimentos, Universidade Estadual de Campinas, 2007.

VALENTE, Maria Anete Santana, et al. Nutrigenômica/nutrigenética na elucidação das doenças crônicas. HU Revista, Juiz de Fora, v. 40, n. 3 e 4, p. 239-248, jul./dez. 2014.

VANNUCCHI, Helio; MARCHINI, Julio Sérgio. Nutrição Clínica. Guanabara Koogan, Rio de Janeiro, 2014.

VASCONCELOS, Thiago Brasileiro, et al. Radicais Livres e Antioxidantes: proteção ou perigo? Cient Ciênc Biol Saúde. Ceará, 2014.

VELLOSA, José Carlos Rebuglio et al. Estresse oxidativo: uma introdução ao estado da arte. Brasilian Journal of development. Curitiba, v. 7, n.1, p. 10 152 10168 Jan. 2021

DOI:10.34117/bjdv7n1688

VOLP, Ana Carolina Pinheiro, et al. Flavonóides antocianinas: características e propriedades na nutrição e saúde. Rev Bras Nutr Clin; 23(2):141-9, 2008.

WENZEL, Guido Edgar. Radicais livres, antioxidantes nutracêuticos fenólicos e polifenólicos vegetais. São Leopoldo: UNISINOS, 2012.

ZIMMERMANN, Alice Mesquita; KIRSTEN, Vanessa Ramos. Alimentos com função antioxidante em doenças crônicas: uma abordagem clínica. Ciências da Saúde, Santa Maria, v. 9, n. 1, p. 51-68, 2008.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n6-096

Refbacks

  • There are currently no refbacks.