Governança no porto de Paranaguá/Paraná: em busca da sustentabilidade portuária / Governance at the port of Paranaguá/Paraná: in search of port sustainability

Norton Fernando Marques da Silva, Daniel Ferreira dos Santos, Edson Cezar Aguiar, Ubiratã Tortato

Abstract


É possível que a sustentabilidade portuária no Porto de Paranaguá/Paraná traga muitas possibilidades no que se refere à reciclagem do lixo das embarcações, reaproveitamento dos resíduos sólidos e à preservação do meio ambiente marítimo por meio de medidas que favoreçam a utilização dos bens ambientais para gerar riqueza com sustentabilidade. Porém, essa política parece que ainda não se concretizou no Brasil, pois os portos brasileiros têm muitas deficiências. Levando em conta esses aspectos, este artigo tem como objetivo verificar como se deu a evolução da sustentabilidade ambiental e da governança corporativa do Porto de Paranaguá no período de 2012 a 2018. O interesse pelo Porto de Paranaguá/Paraná surgiu por ser considerado o maior porto graneleiro da América Latina e uma das maiores infraestruturas portuárias do continente. Outrossim, uma governança portuária eficiente precisa ser considerada uma das prioridades das administrações portuárias. A metodologia para essa dissertação foi, num primeiro momento, bibliográfica, facilitada por documentos oficiais sobre o Porto de Paranaguá. Também foram feitas entrevistas com cinco gestores do Porto, que deram suas opiniões a respeito do assunto. A pesquisa constatou que a administração do Porto de Paranaguá tem efetuado esforços para modernizar o porto, embora alguns funcionários da administração ainda têm dúvidas sobre a eficiência dessas medidas.


Keywords


Eficiência, Governança, Infraestrutura, Porto de Paranaguá.

References


ANTAQ. Índice por instalação (2017). Disponível em: . Acesso em: 10 jul. 2018.

APPA – Associação dos Portos de Paranaguá e Antonina. Gestão portuária. Disponível em: www.sistemas.appa.pr.gov.br Acesso em: 10 jul. 2018.

APPA - Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina. Plano de Desenvolvimento e Zoneamento do Porto de Paranaguá - (2014) Disponível em: file:///C:/AO%20VIVO/1.%20PDZ%20Porto%20de%20Paranagu%C3%A1.pdf Acesso em: 5 dez. 2019.

BACHMANN, R.K; CARNEIRO, L.M.; ESPEJO, M.M.dos S.B. Evidenciação de informações ambientais: proposta de um indicador da percepção de especialistas. Revista de Contabilidade e Organizações, 7(17), 36-47, 2013.

BALTAZAR, R.; BROOKS, M.R. Port Governance, Devolution and the Matching Frameword: A COnfiguration Theory Approach. IN: BROOKS, M.R.; CULILINANE, k. (eds.) Research in Transportation Economics, 1.ed. Oxford: (s.n..), V. 17, P. 379=403, 2006.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal, 1988.

BRASIL. Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil. Plano Mestre: Complexo Portuário de Paranaguá e Antonina. Disponível em:

https://www.infraestrutura.gov.br › SNP › planos_mestres › versao_completa Acesso em: 10 out. 2019.

CAVALCANTI, C. Breve Introdução à Economia da Sustentabilidade. São Paulo: Cortez Editora, 1998.

CULLINANE, Teng Y.H.. Port Governance in China. In: BROOKS, R.; CULLINANE, K. (Eds.) Research in Transportation Economics. 1a. ed. Oxford:(s.n.), v. 17, p. 357-375, 2007.

DIAS, Reinaldo. Gestão ambiental: responsabilidade social e sustentabilidade. São Paulo: Atlas, 2006.

DOLCI, Pietro Cunha; MAÇADA, Antônio Carlos Gastaud. Governança da Cadeia de Suprimentos. Disponível em: Acesso em: 10 abr. 2019.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GOVERNANÇA CORPORATIVA (IBGC) Disponível em: Acesso em: 10 abr. 2019.

JACOBI, Pedro. O município no século XXI: cenários e perspectivas. São Paulo: Fundação Prefeito Faria Lima - CEPAM, Ed. Especial, 1999.

KITZMANN, D.I.S.; ASMUS, M.L. Gestão ambiental portuária: Desafios e possibilidades. Revista de Administração Pública, 40(6):1041-1060, 2006.

PARANÁ. Governo do Estado. Agência de Notícias do Paraná. Porto de Paranaguá vai modernizar o Corredor de Exportação. Disponível em: http://www.aen.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=103324&tit=Porto-de-Paranagua-vai-modernizar-o-Corredor-de-Exportacao Acesso em: 10 out. 2019.

______. Portos do Paraná. Monitoramento Ambiental. Disponível em: http://www.portosdoparana.pr.gov.br/Meio-Ambiente/Pagina/Monitoramento-Ambiental. Acesso em: 15 out. 2019b.

RODRIGUES, Diogo de Freitas. Avaliação do Índice de Desempenho Ambiental (IDA): recurso metodológico na pesquisa em Política Comparada (2010). Disponível em: http://www.anppas.org.br/encontro5/cd/artigos/GT15-3-253-20100826170040.pdf Acesso em: 10 fev. 2019.

SOARES, C.R. (2009). Os Portos de Paranaguá (PR) e Itajaí (SC): análisecomparativa das suas relações com as cidades de inserção, da estruturaoperacional atual e das condições sócio-ambientais das regiões de entorno.204p.Tese (Doutorado em Meio Ambiente e desenvolvimento) UniversidadeFederal do Paraná, Curitiba.

VALOIS, N.A.L. Proposta do uso de indicadores ambientais na avaliação de desempenho de portos brasileiros, 2009. Pernambuco: Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.

VIEIRA, G.B.B.; KLIEMANN NETO, F.J., & MONFORT-MULINAS, A. O modelo governança portuária revisitado: uma contribuição para o processo de reforma portuária. Revista Espacios, 34 (10), 6-21, 2013.

VIEIRA, G.B.B.; KLIEMANN NETO, F.J.; SILVA, R.M. da; SENNA, L.A. dos S. Modelo de governança portuária pela ótica dos gestores: um estudo no porto de Santos. Revista Gestão & Tecnologia, v. 14, n. 3, p. 32-55, 2014.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n6-034

Refbacks

  • There are currently no refbacks.