A Curva ABC na Gestão de Estoque / The ABC Curve in Inventory Management

Márcio de Freitas Santa Ana

Abstract


Este trabalho tem como objetivo explorar teorias básicas para a gestão de estoques e apresentar como ferramentas de grande importância para empresa de perfumaria e cosméticos, que busca expandir suas atividades focando na qualidade dos serviços prestados e vantagem competitiva frente ao mercado. Após uma revisão bibliográfica, quetambémabordou temas como previsão de demanda enoções de organização de armazéns para auxiliar no desenvolvimento da gestão de estoques e suas técnicas de classificação como são as curvas ABC e também técnicas híbridas de classificação. O estudo coincidiu com a expansão da empresa e mudança para uma nova planta industrial, o que facilitou a aplicação dos métodos propostos e a rápida visualização dos resultados. Para implantação do novo sistema, foram levantados pro- blemas, mudanças estruturais, os funcionários tiveram treinamento e responsabilidades. Os resultados podem ser vistos na melhoria de eficiência experimentada no dia a dia da organização com diminuição das perdas em estoque e um melhor ambiente de trabalho; e principalmente na preparação da cultura da empresa para posterior implantação do sistema integrado de gestão.

 


Keywords


Gestão de Estoques, Previsão de Demanda, Curvas ABC.

References


BALLOU, Ronald H. Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos: Planejamento, organi- zação e logística empresarial. 5 ed. Porto Alegre: Bookman, 2006.

CARVALHO, J. M. C. Logística. 3ª ed. Lisboa: Edições Silabo, 2002. CORRÊA, H. L.; CORRÊA, C. A. Administração de Produção e Operações.

Manufatura e Serviços: uma abordagem estratégica. 2 ed. São Paulo: Atlas, 2008 CHAM- BERS, S; JOHNSTON, R; SLACK, N. Administração da Produção. 2.ed.

São Paulo: Atlas,2002. DIAS, Marco Aurélio P. Administração de materiais: uma abordagem logística. 6ª. Ed. São Paulo: Atlas, 2015.

FOCO LOGÍSTICO. UOL Blog. Em busca da melhor filosofia de estocagem.

Disponível em: . Acesso em: 06.10.2014 FRANCIS-

CHINI, Paulino Graciano; GURGEL, Floriano do Amaral. Administração de materiais e do patrimônio.São Paulo: Pioneira Thomson, 2002.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Fundamentos metodologia científica. 4.ed. São Paulo: Atlas, 2001.

NOGUEIRA, A. Logística Empresarial: Uma visão local com pensamento globa- lizado.

ed. São Paulo: Atlas, 2012.

OLIVEIRA, Carla Milanesi de. – Curva ABC na Gestão de Estoque, III Encontro Científico e Simpósio de Educação Unisalesiano, Lins- SP, outubro 2011

PEREIRA, Moacyr. O uso da curva ABC nas empresas. 1999.

POZO, H. Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais. 6. ed. São Paulo: Atlas,

P; PINHEIRO, L. S. “Mulheres em dados: o que informa a PNAD/IBGE”, 2008. in

Observatório Brasil da Igualdade de Gênero, julho, 2010, p. 107- 119.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1999. SLACK, Nigel; CHAMBERS, Stuart; JOHNSTON, Robert. Administração da produção.

ed. São Paulo: Atlas, 2009.

SILVA, R. P; SILVA E. R. S. Identificação de indicadores de desempenho logís- tico; Anais do XXIX ENEGEP; Salvador, BA, Brasil, 06 a 09 de out. de 2009.

TOFOLI, I. Administração Financeira Empresarial: Uma tratativa prática. Lins, Arte Brasil, 2008

VENDRAME, F. C. Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais, 2008. VIANA, João José. Administração de Materiais: um enfoque prático. 1 ed.SãoPaulo: Atlas, 2000

YIN. R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 3 ed. Porto Alegre: Book- man,2005.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv.v7i5.30580

Refbacks

  • There are currently no refbacks.