Herbário rosa mochel (SLUI): digitalização, informatização e manutenção do acervo para o acesso online / Rosa mochel herbarium (SLUI): digitalization, computerization and maintenance of the collection for online access

Laiza Oliveira Silva, Mauricio Santos da Silva, Thamires Oliveira Reis, Arthur Filipe Mendes Couto, Abilene Espíndola Correia, Ana Maria Maciel Leite, Raysa Valéria Carvalho Saraiva, Francisca Helena Muniz

Abstract


Um herbário representa uma “biblioteca” de espécimes secos e prensados, sendo, uma ferramenta essencial para qualquer programa taxonômico, seja de serviço público, pesquisa ou ensino. Além disso, constitui uma importante fonte para estudos sobre a composição florística original e pode apresentar espécies endêmicas ou ameaçadas. Assim, esse trabalho objetivou inventariar e caracterizar dados do acervo do Herbário Rosa Mochel (SLUI) da Universidade Estadual do Maranhão. Para isso, as informações dos materiais foram digitadas e compiladas em planilha simplificada do tipo Microsoft Excel 2013, as exsicatas foram fotografadas e integradas ao sistema de informação speciesLink. O acervo possui 5.286 materiais disponibilizados no site http://splink.cria.org.br, com predominância da família Fabaceae (729 registros), o gênero Byrsonima com 98 registros, 11 espécies na lista vermelha, sendo elas: Hymenaea parvifolia Huber, Pilocarpus microphyllus Stapf ex Wardlwen., Virola surinamensis (Rol. ex Rottb.) Warb., Bursera Simaruba (L.) Sarg, Alcantarea geniculata (Wawra) J.R. Grant, Protium bahianum Daly, Matelea marcoassisii Fontella, Manilkara decrescens T.D. Penn. Envolvulus riedelii Meisn. Cedrela fissilis Vell. As amostras provêm, em sua maioria, do Estado do Maranhão (84%), embora exista no acervo exemplares 19 estados brasileiros. Além da inclusão de 336 registros fotográficos, destarte a correção dos erros taxonômicos no sistema de informação speciesLink. As atividades de rotina desenvolvidas promoveram a restauração, manutenção e conservação das exsicatas.


Keywords


Inventário, Coleção Biológica, Biodiversidade.

References


ALVES, F. M.; POTT, V. J. Herbário da fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso do Sul (CGMS). Unisanta BioScience, [s. l.], v. 4, n. 6, 476-479, 2015. Edição Especial. Trabalho apresentado no 66º Congresso Nacional de Botânica, 2015, Santos.

DA SILVA, A. N. F., de ALMEIDA Jr, E. B., & do VALLE, M. G. Exsicatas como recurso didático: contribuições para o ensino de botânica. Brazilian Journal of Development, 6(5), 24632-24639. 2020.

FORZZA, R.C., Baumgratz, J.F., Bicudo, C.E.M., Carvalho Junior, A., Costa, A., Costa, D.P., Hopkins, M.J.G., Leitman, P., Lohmann, L.G., Maia, L.C., Martinelli, G., Menezes, M., Morim, M.P., Coelho, M.N., Peixoto, A.L., Pirani, J.R., Prado, J., Queiroz, L.P., Souza, V.C., Stehmann, J., Sylvestre, L., Walter, B.M.T. &Zappi, D. Catálogo das Plantas e Fungos do Brasil. 1. ed. v.2. Rio de Janeiro: Andrea Jakobsson Estúdio & Jardim Botânico do Rio de Janeiro. p. 1699, 2010.

HENRIQUES, R.P.B. O herbário do Departamento de Biologia da Universidade Federal do Maranhão. Caderno de Pesquisas São Luís. 1(2):60-67, 1985.

JUNIOR, E.B.A. Herbário do Maranhão, Maranhão (MAR). Unisanta BioScience, [s. l.], v. 4, n. 6, p. 125-128, 2015. Edição Especial. Trabalho apresentado no 66º Congresso Nacional de Botânica, 2015, Santos. Disponível em: http://periodicos.unisanta.br/index.php/bio/article/view/478/500. Acesso em: 26 nov. 2018.

OLIVEIRA, S.M.F. & SIQUEIRA, L.L. Disponibilização do acervo do herbário do Museu Botânico de Curitiba na internet. Revista Gestão Pública em Curitiba. 1(1):11-12, 2010.

MAIA, Leonor Costa et al. Construindo redes para promover o conhecimento da biodiversidade brasileira: a experiência do INCT-Herbário Virtual. Recife: Editora Universitária da UFPE, 2017.

MANIA, L.F. & ASSIS, M. A. 2008. Processo de informatização do Herbário Rioclarense (HRCB) da Universidade Estadual Paulista (UNESP), Campus de Rio Claro, SP, e sua inclusão num sistema de rede. Revista Ciência em Extensão. 4(1):8-21. Oliveira, S.M.F. & Siqueira, L.L. Disponibilização do acervo do herbário do Museu Botânico de Curitiba na internet. Revista Gestão Pública em Curitiba. 1(1):11-12, 2010.

MARTINELLI, G. & MORAES, M.A. Livro Vermelho da Flora do Brasil. Rio de Janeiro: Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2013.

PEIXOTO, A. L., & MORIM, M. P. Coleções botânicas: documentação da biodiversidade brasileira. Ciência e Cultura, 55(3), 21-24. 2003.

QUEIROZ, L.P.; NUNES, T.S. Herbário da Universidade Estadual de Feira de Santana, Bahia (HUEFS). Unisanta BioScience, [s. l.], v. 4, n. 6, p. 105-108, 2015. Edição Especial. Trabalho apresentado no 66º Congresso Nacional de Botânica, 2015, Santos. Disponível em: http://periodicos.unisanta.br/index.php/bio/article/view/472/598. Acesso em: 8 dez. 2018.

THOMAZ, L.D.; DUTRA, V.F. Herbário da Universidade Federal do Espírito Santo, Espírito Santo (VIES). Unisanta BioScience, [s. l.], v. 4, n. 6, p. 324-327, 2015. Edição Especial. Trabalho apresentado no 66º Congresso Nacional de Botânica, 2015, Santos. Disponível em: http://periodicos.unisanta.br/index.php/bio/article/view/533/548. Acesso em: 8 dez. 2018.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv.v7i5.30393

Refbacks

  • There are currently no refbacks.