A importância da abordagem de gênero e sexualidade no contexto escolar/ The importance of the gender and sexuality approach in the school context

Sulene Rosa da Silva, Eleno Marques de Araújo, Vânia Maria de Oliveira Vieira

Abstract


Na contemporaneidade, temas como gênero e sexualidade estão presentes de forma mais contundente na sociedade, ainda assim, existem más concepções, preconceitos e desigualdade em relação ao assunto. No entanto, esses termos fazem parte da sociedade e da cultura de cada ser humano, mesmo que não seja abordado adequadamente, são todas essas questões que moldam os seres humanos e consequentemente a sociedade na qual estão inseridos. Dessa forma, introduzir essas questões no contexto educacional, visto que a escola é um meio formador de consciência do indivíduo sobre si e sobre o meio em que vive, se torna extremamente necessário para produzir reflexões e questionamentos, além de promover o respeito a todos os membros da sociedade. O presente trabalho tem como objetivo mostrar a importância da educação sexual na escola, com enfoque em gênero e sexualidade e reafirmar a necessidade da formação dos professores para trabalharem essa temática em sala.


Keywords


Gênero, Políticas Educacionais, Sexualidade.

References


ALMEIDA, S. A, et al. Orientação sexual nas escolas: fato ou anseio? Revista Gaúcha de Enfermagem, 2011; 32 (1): p. 107-113.

ALTMANN, H. Diversidade sexual e educação: desafios para a formação docente. Sexualidad, Salud y Sociedad - Revista Latinoamericana. n.13 p. 69-82, 2013.

ALVES, A. N. Práticas discursivas sobre a sexualidade na escola: identidade em (des) construção. Linguagem & Ensino, 2018; 21, 349-366.4. BARDIN L.

ANAMI, F.; FIGUEIRÓ, M. N. D. Interação família-escola na educação sexual: reflexões a partir de um incidente. In: FIGUEIRÓ, M. N. D (org.). Educação sexual: múltiplos temas, compromisso comum. Londrina: UEL, 2009.

AUAD, D. Educar meninas e meninos: relações de gênero na escola. São Paulo: Contexto, 2006.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: orientação sexual. Brasília: MEC /SEF. 1998.

________. Plano Nacional de Educação - PNE. Plano Nacional de Educação 2014-2024, Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014, que aprova o Plano Nacional de Educação (PNE) e dá outras providências. Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2014. 86 p.

________. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Primeira versão. Revista, Brasília,

MEC/CONSED/UNDIME, 2015.

________. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Segunda versão. Revista, Brasília,

MEC/CONSED/UNDIME, 2016.

________. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Terceira versão. Revista, Brasília, MEC/CONSED/UNDIME, 2017.

________. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular e Base Nacional Comum para a Formação Inicial e Continuada de Professores da Educação Básica. Terceira versão do Parecer. Revista, Brasília, 2019.

CARDOSO, F. A, et al. Uma análise dos PCN Orientação Sexual dezoito anos depois. Cadernos de Pesquisa: pensamentos educacionais, 2016; 11(28):211-225. Disponível em: . Acesso em: 28 mar. 2020.

CARVALHO, L. S.; MARTINS, A. F. P. Formação de professores de ciências a partir da perspectiva do desenvolvimento profissional. Revista Pesquisa e Debate em Educação, 2018; 08 (02): 216-242.

COANE. Conferência Nacional de Educação. 2014. Disponível em: . Acesso em: 28 mar. 2020.

DURKHEIM, E. Educação e sociologia. Portugal: Editora Melhoramentos, 2001.

FERREIRA, N. B. P.; RIBEIRO, P. R. M. Sexualidade e história: fissuras no presente. In: FIGUEIRÓ, M. N. D.; RIBEIRO, P. R. M.; MELO, S. M. (Org.). Educação sexual no Brasil:

panorama de pesquisas do sul e do sudeste. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2009, v. 1, p. 19-

FIGUEIRRÓ, M. N. D. Educação sexual: como ensinar no espaço da escola. In: FIGUEIRÓ, M. N. D (org.). Educação sexual: múltiplos temas, compromisso comum. Londrina: UEL, 2009.

FIORINI, J. S.; BRABO. T. S A. M. Parâmetros Curriculares Nacionais e a Oficialização da Sexualidade no Currículo Brasileiro. 2015. Disponível em: . Acesso em 03 abr. 2020.

FOUCAULT, M. História da sexualidade 1: A vontade de saber. (1998) 22. impressão.

Rio de Janeiro: Edições Graal, 2012.

____________. A história da sexualidade II: O uso dos prazeres. Rio de Janeiro: Graal, 2000.

FREUD, S. Um caso de histeria, Três ensaios sobre sexualidade e outros Trabalhos. 1901-1905. Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud Volume VII. Imago Editora. 2006. Rio de Janeiro.

FURLANI, J. Educação sexual na sala de aula: relações de gênero, orientação sexual e

igualdade étnico-racial numa proposta de respeito às diferenças. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

GIL, A. C. Como Elaborar Projetos De Pesquisa. 6. ed. São Paulo. Editora: Atlas, 2017.

GROFF, A. R et al. A educação sexual e a formação de professores/as um convite ao dissenso. Revista Ibero Americana de Estudos em Educação, 2015; 10: 1431-1444. Disponível em: . Acesso em: 20 mar. 2020.

LOURO, G. L. Gênero, sexualidade e educação: das afinidades políticas às tensões teórico-metodológicas. Educação em Revista, n. 46, p. 201-218, dez. 2007.

MAIA, A. C. B. et al. Educação sexual na escola a partir da psicologia histórico-cultural. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 17, n. 1, p. 151-156, jan./mar. 2012. Disponível em: . Acesso em: 30 mar. 2020.

MODESTO M. A. BNCC, transversalidade, meio ambiente e ensino de história: elementos para um diálogo entre história e a pedagogia. Boletim Historiar,2018; 05(3): 14-28.

MONTEIRO, S. A.; RIBEIRO, P. Linguagem, comunicação e educação sexual integradas aos direitos humanos e à cidadania na escola. Revista de Educação do Vale do São Francisco, 2019; 8(17):1-20.

MOREIRA B. L. R.; FOLMER V. Percepções de professores de ciências e educação física acerca da educação sexual na escola. Experiências em Ensino de Ciências, 2015; 10(3):18-30

MOSER, A. O enigma da esfinge: a sexualidade. Petrópolis, RJ: Vozes, 2001.

NUNES, M. J. F. R. A. Ideologia de gênero na discussão do PNE: a intervenção da hierarquia católica. Belo Horizonte. v. 13, n. 39, jul./set. 2015. Disponível em:

. Acesso em: 20 mar. 2020.

OLIVEIRA, V. L. B. de. Sexualidade no contexto contemporâneo: um desafio aos educadores. In: FIGUEIRÓ, M. N. D (org.). Educação sexual: múltiplos temas, compromisso comum. Londrina: UEL, 2009.

PEREIRA, Z. M.; MONTEIRO, S. Gênero e Sexualidade no Ensino de Ciências no Brasil: Análise da Produção Científica. Contexto & Educação. Editora Inijuí, ano 30, nº 95, jan/abr.2015, p. 117-146. Disponível em: . Acesso em 28 mar. 2020.

PIMENTEL, A. Dossiê da Sexualidade e Gêneros: Reflexões teóricas e empíricas. Ed. Letras a Margens. Presidente Venceslau-SP: Editora Maria Ângela D`Incao, 2010.

PINO, A. M. O. Diversidade sexual e educação: uma relação de desafios e possibilidades. Natal, Editora: IFRN, 2017. 192.

RIBEIRO, P. R. C.; SOUZA, D. O. Falando com professores das séries iniciais do ensino fundamental sobre sexualidade na sala de aula: a presença do discurso biológico. Enseñanza de las Ciencias, Barcelona, v.21, n.1, p.67-75, 2003.

RODRIGUES, C. P.; WECHSLER, A. M. A sexualidade no ambiente escolar: a visão dos professores de educação infantil. Cadernos de Educação: Ensino e Sociedade, Bebedouro, SP, 2014.

SCOTT, J. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação e Realidade, 1995.

SILVA, D. de P. M. da. Superando as desigualdades de gênero: o papel da escola. Revista Gênero, Núcleo Transdisciplinar de Estudos de Gênero - Nuteg, Niterói, v. 8, nº 1, 2007.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv.v7i5.30307

Refbacks

  • There are currently no refbacks.