Síndrome de Burnout em Estudantes de Medicina / Burnout Syndrome in Medical Student

Juliana Coelho Lima, Davi da Silva Motta, Isadora Garcia F. P. de Andrade, Albert Ferrari Tavares, Raquel Juliana de Oliveira Soares

Abstract


A Síndrome de Burnout (SB) é um tipo de resposta prolongada a estresses emocionais e interpessoais crônicos no trabalho, levando o trabalhador a um esgotamento físico e mental. Embora tenha uma relação direta com o trabalhador, atualmente a SB também é diagnosticada em estudantes. Ela atinge principalmente os profissionais e estudantes que trabalham diretamente com outras pessoas, destacando, assim, os estudantes de medicina, já que eles estão intimamente ligados a outros em uma relação que permeia os âmbitos afetivos e emocionais. Objetivo: Analisar a prevalência da Síndrome de Burnout em estudantes de medicina de uma Universidade Privada na Cidade do Rio de Janeiro. O estudo foi do tipo exploratório, descritivo, de corte transversal, realizado em uma Universidade Privada situada na Cidade do Rio de Janeiro/RJ. Os participantes do estudo foram estudantes do curso de graduação em medicina. Para a coleta de dados utilizou-se um questionário com perguntas para caracterização dos participantes e o MBI-SS “Maslach Burnout Inventory – Student Survey.” Resultados: participaram do estudo 133 estudantes com idade média de 24 anos, 70% do sexo feminino e 93% solteiro, no qual 39 cursam o ciclo básico (29,4%), 75 o ciclo clínico (56,5%) e 18 estavam no internato (13,5%), sendo que 1 (0,8%) pessoa não respondeu esse quesito. Ao serem questionados pela quantidade de disciplinas que cursavam no semestre, 18 alunos (13,6%) cursavam de 1 a 3 disciplinas, 95 (71,4%) 4 a 6 disciplinas e 17 (12,8%) cursavam mais de 7 disciplinas. 3 (2,3%) participantes não responderam. Na avaliação dos resultados do Inventário de Burnout de Maslach para estudantes, verificamos que na categoria EE 19 alunos (14,29%) se encontravam em nível baixo a médio e 114 (85,71%) se encontravam no nível médio a alto. Já na categoria D, 97 (72,93%) estavam no nível baixo-médio e 36 (27,07%) no médio-alto. Por fim, na categoria EP 13 alunos (9,77) ficaram no nível baixo-médio, enquanto que 120 (90,23%) no nível médio alto. Conclusão: Considerando que a Síndrome de Burnout manifesta-se quando o estudante obtiver altas pontuações em exaustão emocional e descrença, associadas a baixas pontuações em eficácia profissional, conclui-se que neste estudo possuímos 8 alunos com dados compatíveis com a síndrome.


Keywords


Esgotamento Psicológico, Esgotamento do Estudante, Saúde do Estudante, Estudantes de Medicina.

References


Silva, JP; Damasio, BF; Melo, SA. Estresse e Burnout em professores. Revista Fórum Identidades. Ano 2, v. 3, p.75-83, 2008.

Brasil. Ministério da Saúde (MS). Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil (OPAS). Doenças relacionadas ao trabalho: manual de procedimentos para os serviços de saúde. Brasília: MS; 2001. (Série A. Normas e Manuais Técnicos; n.114).

Zorzanelli, R; Vieira, R; Russo, JA. Diversos nomes para o cansaço: categorias emergentes e sua relação com o mundo do trabalho. Interface (Botucatu) 2016; 20(56):77-88.

Correia MM; Moreira MFFF; Cespe ASS; Altoé AAM; Soares RJOS. Síndrome de Burnout e ideação suicida entre estudantes de medicina: um estudo de revisão. Brazilian Journal of Health Review, v. 2, p. 2225-2227, 2019. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BJHR/article/view/1635.

França, TLB; Oliveira, ACBL; Lima, LF; Melo, KF; Silva, RAR. Síndrome de Burnout: características, diagnóstico, fatores de risco e prevenção. Rev enferm UFPE on line., Recife, 8(10):3539-46, out., 2014. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/10087.

Benevides-Pereira, AMT. Considerações sobre a síndrome de burnout e seu impacto no ensino. Boletim de Psicologia, 62(137), p.155-168. 2012 Disponível em:

http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-59432012000200005&lng=pt&tlng=pt.

Mori, MO; Valente, TCO; Nascimento, LFC. (2012). Síndrome de Burnout e rendimento acadêmico em estudantes da primeira à quarta série de um curso de graduação em medicina. Revista Brasileira de Educação Médica, 36(4), p. 536-540. 2012. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1590/S0100-55022012000600013.

Querido, IA; Naghettini, AV; Orsine, MRDCA; Bartholomeu, D; Montiel, JM. Factors Associated with Stress in Medical School. Revista Brasileira de Educação Médica. 2016; 40(4): 565-573.

Souza, HC; Menezes, DA; Silva, IBA; Assunção, AFC; Guimarães, IF; Morais, DGR; Almeida, ALB. Prevalência da síndrome de Burnout entre estudantes de medicina: uma revisão integrativa. Rev Master (2017). Vol. 2. N.4. DOI: http://dx.doi.org/10.5935/2447-8539.20170022.

Carlotto, MS; Nakamura, AP; Câmara, SG. Síndrome de Burnout em estudantes universitários da área da saúde. Psico (Porto Alegre). 2006; 37(1): 57-62.

Dórea, MPT. Avaliação da Síndrome de Burnout no corpo discente de uma faculdade privada de medicina da região serrana do Estado do Rio de Janeiro. 2007. 95f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

Furtado, ES; Falcone, EM; Clark, C. Avaliação do Estresse e das habilidades sociais na experiência acadêmica de estudantes de medicina de uma Universidade do Rio de Janeiro. Interação em Psicologia, 2003, 7(2), p. 43-51. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/psicologia/article/view/3222/2584

DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v7i2.3222

Maia, DAC et al. Síndrome de Burnout em Estudantes de Medicina. Cadernos ESP, v. 6, n. 2, p. 50-59, 2012.

Nakandakari, MD et al. Síndrome de burnout en estudiantes de medicina pertenecientes a sociedades científicas peruanas: Un estudio multicéntrico. Rev Neuropsiquiatr [online]. 2015, vol.78, n.4 pp.203-210. Disponible en: . ISSN 0034-8597.

Dyrbye LN, Thomas MR, Shanafelt TD. Systematic review of depression, anxiety, and other indicators of psychological distress among U.S. and Canadian medical students. Acad Med. 2006 Apr;81(4):354-73. doi: 10.1097/00001888-200604000-00009. PMID: 16565188.

Aguiar, SM; Vieira, APGF; Vieira, KMF; Aguiar, SM; Nóbrega, JO. (2009). Prevalência de sintomas de estresse nos estudantes de medicina. Jornal Brasileiro de Psiquiatria, 58(1), 34-38. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0047-20852009000100005

Soares RJOS, Nascimento FPB. Suicídio e Tentativa de Suicídio: Contribuições da Enfermagem Brasileira. J Health Sci 2017; 19 (1):19-24. DOI: https://doi.org/10.17921/2447-8938.2017v19n1p19-24

Carlotto, MS; Palazzo, LS. Síndrome de burnout e fatores associados: um estudo epidemiológico com professores. Caderno Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 22, n. 5, p. 1.017–1.026, 2006.

Ruas, CSA; Nascimento, FPB; Lima, IA; Soares, RJO. Resiliência dos estudantes de enfermagem de uma universidade na Baixada Fluminense / RJ. Braz. J. Hea. Rev., Curitiba, v. 2, n. 4, p. 2409-2417, jul./aug. 2019. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BJHR/article/view/1780/1731. DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv2n4-015

Anversa, MB; Resende, NBC; Reis Júnior, AG. The prevalence of Burnout syndrome in medical students in the federal district. Braz. J. of Develop., Curitiba, v.6, n.7,p. 49480-49497, jul. 2020. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/13652/11433. DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n7-554




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n5-530

Refbacks

  • There are currently no refbacks.