Conhecimento da População de Colatina–ES Sobre Ressuscitação Cardiopulmonar: Um Estudo Quantitativo / Knowledge of the Population of Colatina - ES About Cardiopulmonary Resuscitation: A Quantitative Study

Rodolfo Costa Sylvestre, Mariana Santana Lima, Vinicius Vasconcelos do Lago, Luciano Castiglioni Andriato, João Miguel Malta Dantas, Fernanda Cristina de Abreu Quintela Castro, Rafael Mazioli Barcelos, Orlando Chiarelli Neto

Abstract


A parada cardiorrespiratória é um evento frequente na população tanto em ambiente intra quanto extra hospitalar. Ocorre de forma súbita e consiste na perda abrupta da função cardíaca e, consequentemente, pulmonar levando ao óbito se não for revertida em tempo hábil. O tratamento nesses casos é a ressuscitação cardiopulmonar, uma técnica universalmente empregada e fundamentada que utiliza a combinação de compressões torácicas e ventilações de resgate, visando reversão do quadro. O objetivo deste trabalho foi avaliar o conhecimento da população da cidade de Colatina – ES sobre ressuscitação cardiopulmonar. Para isso foi realizado um estudo observacional, transversal, de abordagem quantitativa e de natureza descritiva analítica, com 713 moradores aleatórios de Colatina por meio de um questionário autoaplicável. Constatou-se que apesar de 692 (97%) das pessoas acreditarem que as manobras de ressuscitação cardiopulmonar podem salvar vidas, 606 (85%) delas nunca realizaram algum treinamento teórico-prático sobre este assunto e apenas 37 (5,2%) relatam manter-se atualizadas nos novos protocolos. Trezentos e quarenta e oito (48,8%) deles conseguiram reconhecer corretamente um paciente em parada cardiorrespiratória, porém 467 (65,5%) não souberam os pilares básicos contemplados na ressuscitação cardiopulmonar ideal. Trezentos e oitenta e oito (54,4%) não conhecem o número do atendimento móvel de urgência, o qual deve ser acionado para solicitação de ajuda, 429 (60,2%) não sabem o que é um desfibrilador externo automático e 705 (98,9%) nunca o utilizou. Conclui-se que a ressuscitação cardiopulmonar ainda é pouco debatida. Há necessidade de incentivo para a realização de treinamentos teórico-práticos a fim de capacitar a população pois em situação de emergência, segundos fazem toda a diferença no desfecho e prognóstico do paciente.


Keywords


Parada Cardiorrespiratória; Ressuscitação Cardiopulmonar; Reanimação Cardiopulmonar; Suporte Básico de Vida; Compressão torácica.

References


Gonzalez MM, Timerman S, Gianotto-Oliveira R, et al. I Diretriz de ressuscitação cardiopulmonar e cuidados cardiovasculares de emergência da sociedade brasileira de cardiologia. Arq Bras Cardiol. 2013;101(2Supl.3):1-221.

Bernoche C, Timerman S, Polastri TF, et al. Atualização da diretriz de ressuscitação cardiopulmonar e cuidados de emergência da sociedade brasileira de cardiologia – 2019. Arq Bras Cardiol. 2019;113(3):449-663.

Ferreira JVB, Ferreira SMB, Casseb GB. Perfil e conhecimento teórico de médicos e enfermeiros em parada cardiorrespiratória, município de Rio Branco, AC. Rev Bras Cardiol. 2012;25(6):464-470.

Oliveira SS, Santos JO, Zeitoun SS. Suporte básico de vida: avaliação do conhecimento dos graduandos de enfermagem. J Health Sci Inst. 2014;32(1):53-58.

Guimarães HP, Olivato GB, Pispico A. Ressuscitação cardíaca pré-hospitalar. dopré-hospitalar à sala de emergência: minutosque salvam uma vida – suporte básico. Rev Soc Cardiol Estado de São Paulo. 2018;28(3):302-311.

Kouwenhoven WB, Jude JR, Knickerbocker GG. Closed-chest cardiac massage. JAMA. 1960;173:1064-1067.

Guimarães HP, Lane JC, Flato UAP, et al. Uma breve história da ressuscitação cardiopulmonary. Rev Bras Clin Med. 2009;7:177-187.

Iwami T, Kawamura T, Hiraide A, et al. Effectiveness of bystander-initiated cardiac-only resuscitation for patients with out-of-hospital cardiac arrest. Circulation. 2007;116(25):2900-2907.

Meaney PA, Nadkarni VM, Kern KB. Rhythms and outcomes of adult in-hospital cardiac arrest. Crit Care Med. 2010;38(1):101-108.

DeVita MA, Schaefer J, Lutz J, et al. Improving medical emergency team (MET) performance using a novel curriculum and a computerized human patient simulator. Qual Saf Health Care. 2005;14(5):326-331.

Pergola AM, Araujo IEM. O leigo e o suporte básico de vida. Rev Esc Enferm USP. 2009;43(2):335-342.

Miyadahira AMK, Quilici AP, Martins CC, et al. Cardiopulmonary resuscitation with semi-automated external defibrillator: assessment of the teaching-learning process. Rev Esc Enferm USP. 2008;42(3):524-530.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv.v7i5.30090

Refbacks

  • There are currently no refbacks.