Estudo epidemiológico das internações por doenças transmitidas por contato com a água no município de Maceió: Leptospirose e Esquistossomose / Epidemiological study of hospitalizations for diseases transmitted by contact with water in the city of Maceió: Leptospirosis and Schistosomiasis

João Lúcio Macário Lira, Valdir Vieira da Silva, Tyrone Raphael Feitosa Lima, Thérèse Raphaela Feitosa Lima, Débora Silva Amorim, Delma Holanda de Almeida

Abstract


O processo de contaminação das águas ocorre a nível global, sendo que uma das patologias inerentes à contaminação da água é a Leptospirose, causada pela bactéria Leptospira interrogans. Outra famosa patologia relacionada à água contaminada é a Esquistossomose, uma doença parasitária causada pelo Schistosoma mansoni, um helminto. No contexto específico de Maceió, capital de Alagoas, o saneamento básico possui uma cobertura, segundo a Prefeitura de Maceió (2016), em apenas 19% da cidade, um valor considerado extremamente baixo. O objetivo deste estudo é avaliar o perfil epidemiológico das internações por Leptospirose e Esquistossomose, doenças que são transmitidas através do contato com a água contaminada, no município de Maceió. Trata-se de um estudo epidemiológico ecológico, retrospectivo, descritivo com abordagem quantitativa. Os dados são oriundos do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS), no campo Informações de Saúde (TABNET) do setor de Sistema de Informações Hospitalares (SIH). Observaram-se 163 casos de internações por Leptospirose e Esquistossomose no município de Maceió, de 2015 a 2020. A taxa média anual de incidência foi de 2,55/100.000 habitantes. O número de casos por ano e o coeficiente de incidência apresentaram menores valores nos anos de 2015 e 2016. Conclui-se que as internações por doenças transmitidas através do contato com a água contaminada são um grave problema de saúde pública, sendo notória a necessidade de medidas de saneamento básico e de controle na qualidade da água distribuída para a população. 


Keywords


Epidemiologia, Leptospirose, Esquistossomose

References


ALEIXO, N. C. R.; SANT´ANNA NETO, J. L. Eventos pluviométricos extremos e saúde: perspectivas de interação pelos casos de leptospirose em ambiente urbano. Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, Uberlândia, v. 6, n. 11, p. 118-132, dez. 2010.

CASALI, CA. Qualidade da água para consumo humano ofertada em escolas e comunidades rurais da região central do Rio Grande do Sul. [Dissertação de Mestrado em Ciências do Solo – UFSM/RS], 2008.

ESTADO DE ALAGOAS PREFEITURA MUNICIPAL DE MACEIÓ SECRETARIA MUNICPAL DE SAÚDE PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE [Internet]. ; 2018. Available from: http://www.maceio.al.gov.br/wp-content/uploads/2018/10/pdf/2018/10/PLANO-MUNICIPAL-ATUALIZADO-EM-18-09-20181.pdf

GUEVARA, Arnoldo José de Hoyos; CESAR, Caio; ABDALA, Lucas; KRESKI, Stephani. ODS 6: água potável e saneamento. Núcleo de Estudos do Futuro, São Paulo, p. 1-49, 2019.

Lima SF, Costa CM dos S, Leite JVC, Azevedo LAG de, Veiga RL, Júnior RFL. Controle da poluição da água em Maceió. CaFiGE [Internet]. 9º de maio de 2014;1(1):41-50. Disponível em: https://periodicos.set.edu.br/fitsexatas/article/view/1125

MEDEIROS, Adaelson Campelo; LIMA, Marcelo de Oliveira; GUIMARÃES, Raphael Mendonça. Avaliação da qualidade da água de consumo por comunidades ribeirinhas em áreas de exposição a poluentes urbanos e industriais nos municípios de Abaetetuba e Barcarena no estado do Pará, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, [S.L.], v. 21, n. 3, p. 695-708, mar. 2016. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232015213.26572015.

PREFEITURA MUNICIPAL DE MACEIÓ. Plano Municipal de Saneamento Básico - Situação do Sistema de Esgotamento Sanitário . MJ Engenharia. Junho de 2016.

SANTOS, Tiago Alves dos; MARTINS, Maísa Mônica Flores. Perfil dos casos de reingresso após abandono do tratamento da tuberculose em Salvador, Bahia, Brasil. Cadernos Saúde Coletiva, v. 26, n. 3, p. 233-240, 2018.

UHR, Júlia Gallego Ziero; SCHMECHEL, Mariana; UHR, Daniel de Abreu Pereira. Relação entre saneamento básico no Brasil e saúde da população sob a ótica das internações hospitalares por doenças de veiculação hídrica. Revista de Administração, Contabilidade e Economia da Fundace, [S.L.], v. 7, n. 2, p. 1-3, 18 mar. 2016. FUNDACE. http://dx.doi.org/10.13059/racef.v7i2.104.

VITORINO, Rodrigo Roger; SOUZA, Felipe Pereira Carlos de; COSTA, Anielle de Pina; FARIA JÚNIOR, Fernando Corrêa de; SANTANA, Luiz Alberto; GOMES, Andréia Patrícia. Esquistossomose mansônica: diagnóstico, tratamento, epidemiologia, profilaxia e controle. Rev Bras Clin Med, São Paulo, v. 10, n. 1, p. 39-45, fev. 2012.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n5-374

Refbacks

  • There are currently no refbacks.