Vi-042 - avaliação do ciclo de vida do café – análise comparativa e gestão de melhorias / Vi-042 - life cycle assessment of coffee - comparative analysis and improvement management

Lílian Carla Ferreira Freitas, Maria Luiza Grillo Renó, Electo Eduardo Silva Lora

Abstract


O café é a bebida mais consumida da atualidade, sendo a segunda commodity mais comercializada no mundo, perdendo apenas para o petróleo. O Brasil destaca-se por ser o maior produtor mundial deste precioso grão, e apenas no ano de 2019 (somados os meses de janeiro e fevereiro), exportou um total de 6,879,184 sacas, o que significa uma substancial quantidade e geração de receita para o país. Portanto é de fundamental importância o estudo aprofundado sobre as etapas de produção do café, de modo a identificar os processos que possuem maior contribuição para os impactos ambientais e promover ações para reduzir tais impactos. Neste trabalho foram selecionados e comparados 5 estudos do tema e realizou-se uma sucinta análise de cada um, seguindo a metodologia do ciclo de vida, com foco nos resultados dos trabalhos. O objetivo geral dos estudos analisados é atuar na redução dos pontos de maior geração dos impactos ambientais, tornando a produção de café um processo eficiente e sustentável, com menor consumo de energia elétrica, redução do uso de produtos químicos, reutilização de resíduos orgânicos, e demais melhorias que agregam valor e credibilidade para os produtores e empresas envolvidas.


Keywords


Análise do Ciclo de Vida, Ciclo de Vida do Café, Resíduos Agrícolas e Redução de Impactos Ambientais.

References


CECAFÉ - Conselho dos Exportadores de Café do Brasil. Exportações Brasileiras de Café. Relatório Mensal x Tipo de Café. São Paulo, 2019.

COLTRO, L. Avaliação do ciclo de vida como instrumento de gestão. Campinas: Centro de Tecnologia de Embalagem (Cetea/Ital), 2007.

COLTRO, L., MOURAD, A., OLIVEIRA, P., BADDINI, J., KLETECKE, R. Environmental profile of Brazilian green coffee. The International Journal of Life Cycle Assessments, v. 11, n.1, p. 16-21, 2006.

CONAB - Companhia Nacional de Abastecimento. Acompanhamento da safra brasileira - café. Safra 2019. Primeiro Levantamento. Brasília, v. 6, n. 1, p. 1-62. 2019. Disponível em: . Acesso em março de 2019.

DURÁN, C. A. A., TSUKUI, A., SANTOS, F. K. F., MARTINEZ, S. T., BIZZO, H. R., REZENDE, C. M. Café: aspetos gerais e seu aproveitamento para além da bebida. Revista Virtual de Química, Rio de Janeiro, v. 9, n.1, p. 107-134, 2017.

E-IMPORTS. Expresso Business Solutions. Disponível em: . Acesso em: março de 2019.

FAZUOLI, L. C., et al. Coffee cultivars in Brazil. In: ÉME COLLOQUE HELSINKI. Hensinki. Proceedings. Finlândia: Association Scientifique International du Café, 1999.

HUMBERT, S., LOERINCIK, Y., ROSSI, V., MARGNI, M., JOLLIET, O. Life cycle assessment of spray dried soluble coffee and comparison with alternatives (drip filter and capsule espresso). Journal of Cleaner Production, v. 17, n. 15, p.1351-1358, 2009.

ICO - International Coffee Organization. Disponível em: . Acesso em: março de 2019.

ISO 14040 - International Organization for Standardization. Environmental Management – “Life Cycle Assessment”, Principles and framework, p. 28, Geneva, 2006.

ISO 14040 - International Organization for Standardization. Environmental Management – “Life Cycle Assessment”, Requirements and guidelines, p. 54, Geneva, 2006.

KLÖPFFER, W. (ED.). Background and Future Prospects in Life Cycle Assessment. Dordrecht: Springer Netherlands, 2014.

PIMENTA, C. J. Época de colheita e tempo de permanência dos frutos à espera da secagem, na qualidade do café (Coffeea arabica L.). Tese (Doutorado em Ciência dos Alimentos). Universidade Federal de Lavras, Lavras, p 145, 2001.

REGA, V. F., FERRANTI, P. Life cycle assessment of coffee production in time of global change. Encyclopedia of Food Security and Sustainability, Portici (Italy), v. 3, p. 497-502, 2019.

SALINAS, B. Life cycle assessment of coffee production. 2008.

SALOMONE, R. Life cycle assessment applied to coffee production: investigating environmental impacts to aid decision making for improvements at company level. Food, Agriculture & Environment, v. 1, n. 2, p. 295-300, 2003.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv.v7i5.29850

Refbacks

  • There are currently no refbacks.