Caracterização cirúrgica de amputações em um hospital público no interior do estado de Rondônia / Surgical characterization of amputations in a public hospital in the state of Rondonia

Carla Cristina Gularte Liberato, Nayche Tortato Vieira, Diogo De Barba, Rômulo De Lima Moreno

Abstract


Amputação é a retirada total ou parcial de um membro, geralmente por meio de procedimento cirúrgico. Podem ter indicações eletivas ou de urgência, sendo que no Brasil, detectou-se uma realidade que leva a crer que principalmente o diabetes e o trauma direto são os responsáveis pelo grande número de amputações no país. Diferente de outros estados, Rondônia até o momento não possui dados que apresentem a realidade dos pacientes que estão inseridos nesta condição. Assim, este trabalho objetivou levantar dados por revisão de fichas clínicas de procedimentos de amputação no Hospital Regional de Cacoal (HRC), entre Janeiro de 2013 e Agosto de 2015. Neste período realizou-se 188 procedimentos que envolveram amputação em 178 pacientes. Destes, 169 (89,8%) foram amputações e 19 (10,1%) reintervenções por complicações em membros amputados. Quanto ao gênero, 118 (66,3%) procedimentos foram realizados em homens e 60 (33,7%) procedimentos em mulheres, verificando-se que a idade média para amputações foi de 58,2 anos, sendo de 59,12 anos em homens e 58,25 anos em mulheres. Amputações nos membros inferiores foram maioria, com 142 casos (84,02%) e apenas 09 (5,32%) amputações remoção membros superiores ou seus segmentos. Nas amputações de membros inferiores, 42 (24,85%) foram de hálux, 34 (20,11%) de algum dos pododáctilos, 29 (17,16%) foram transfemorais, 20 (11,83%) foram transtibiais e 17 (10,05%) foram transmetatarsianas, havendo ainda 18 (10,65%) amputações referidas sem descrição precisa nas fichas dos pacientes avaliados.Quanto ao porte da cirurgia, constatou-se que os procedimentos foram na maioria de porte médio (113; 63,5%) e realizados sob anestesia locorregional (n=161). Procedimentos com anestesia geral (n=26; 13,9%) foram comuns aos pacientes com idade avançada e politraumatizados. O tempo médio gasto para a realização dos procedimentos foi de 45 minutos, porém nos procedimentos realizados com anestesia geral, houve aumento passando para 73 minutos, enquanto nas amputações realizadas com bloqueios locorregionais, a média foi de 41 minutos, correlacionando anestesia regional com procedimentos menores ou pacientes clinicamente mais estáveis. Quantitativos significativos de amputações são realizados no interior do estado de Rondônia sendo mais prevalentes em membros inferiores de homens adultos que passam por procedimentos de médio porte realizados com bloqueios anestésicos locais ou regionais com taxa de reintervenção de 10,1% e requerem determinação da causa como forma de auxiliar na elaboração de estratégias de prevenção destas intervenções, bem como evitar reintervenções.


Keywords


Palavras-chave: amputação, trauma, pé diabético

References


American Diabetes Association. Standards of Medical Care in Diabetes-2017.Abridged for Primary Care Providers. Clinical Diabetes 2016. Diabetes Care 2017;40(Suppl. 1):S1-S 138.

ASSUMPÇÃO, E.; PITTA, G.; MACEDO, A. Comparação dos fatores de risco para amputações maiores e menores em pacientes diabéticos de um Programa de Saúde da Família. J Vasc Bras, v. 8, n. 2, p. 133–138, 2009.

BEANEY, A. J.; NUNNEY, I.; GOODAY, C.; DHATARIYA, K. Factors determining the risk of diabetes foot amputations – A retrospective analysis of a tertiary diabetes foot care service. Diabetes Research and Clinical Practice, v. 114, p. 69–74, abr 2016.

BRUUN, C.; SIERSMA, V.; GUASSORA, A. D.; HOLSTEIN, P.; FINE OLIVARIUS, N. DE. Amputations and foot ulcers in patients newly diagnosed with type 2 diabetes mellitus and observed for 19 years. The role of age, gender and co-morbidity. Diabetic Medicine, v. 30, n. 8, p. 964–972, 2013.

BOULTON, A. J. M. et al. Comprehensive foot examination and risk assessment: a report of the Task Force of the Foot Care Interest Group of the American Diabetes Association,with endorsement by the American Association of Clinical Endocrinologists. Diabetes Care,Alexandria, v. 31, p.1679-1685, 2008.

BRASIL. Ministério da Saúde. Estratégias para cuidados das pessoas com doença crônica: diabetes mellitus.Ministérios da Saúde, 2013. (Cadernos de Atenção Básica, n.36)

CARVALHO, F. S.; KUNZ, V. C.; DEPIERI, T. Z.; CERVELINI, R. Prevalência de amputação em membros inferiores de causa vascular: análise de prontuários. Arq. ciências saúde UNIPAR, v. 9, n. 1, p. 23–30, 2005.

CARVALHO, J. A. Amputações de membros inferiores: em busca de plena reabilitação. 2a ed. ed. São Paulo: Manole, 2003.

CHAMLIAN, T. R. Uso de próteses em amputados de membros inferiores por doença arterial periférica. Einstein (São Paulo, Brazil), v. 12, n. 4, p. 440–446, jan 2014.

CHAMLIAN, T. R.; VARANDA, R. DOS S.; PEREIRA, C. L.; RESENDE, J. M. DE; FARIA, C. C. DE. Perfil epidemiológico dos pacientes amputados de membros inferiores atendidos no Lar Escola São Francisco entre 2006 e 2012. Acta Fisiatr, v. 20, n. 4, p. 219–223, 2013.

DOURADO,MA; SANTOS,ICRV. Adesão aos Cuidados de Prevenção do Pé Diabético. ESTIMA -Revista da Associação Brasileira de Estomatoterapia. V 13.n4,2015.

GAMBA, M. A.; GOTLIEB, S. L. D.; BERGAMASCHI, D. P.; VIANNA, L. A. C. Amputações de extremidades inferiores por diabetes mellitus: estudo caso-controle. Revista de Saúde Pública, v. 38, n. 3, p. 399–404, jun 2004.

GRUPO DE TRABALHO INTERNACIONAL SOBRE PÉ DIABÉTICO. Consenso internacional sobre pédiabético. Brasília: Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal, Brasília, 2001.

HEYER, K.; DEBUS, E. S.; MAYERHOFF, L.; AUGUSTIN, M. Prevalence and Regional Distribution of Lower Limb Amputations from 2006 to 2012 in Germany: A Population based Study. European Journal of Vascular and Endovascular Surgery, v. 50, n. 6, p. 761–766, 2015.

HOFFSTAD, O.; MITRA, N.; WALSH, J.; MARGOLIS, D. J. Diabetes, lower-extremity amputation, and death. Diabetes care, v. 38, n. 10, p. 1852–7, out 2015.

KHAN, S. A.; QIANYI, R. L.; LIU, C.; et al. Effect of anaesthetic technique on mortality following major lower extremity amputation: a propensity score-matched observational study. Anaesthesia, v. 68, n. 6, p. 612–620, jun 2013.

LOPEZ-DE-ANDRES, A.; JIMÉNEZ-GARCÍA, R.; ARAGÓN-SÁNCHEZ, J.; et al. National trends in incidence and outcomes in lower extremity amputations in people with and without diabetes in Spain, 2001–2012. Diabetes Research and Clinical Practice, v. 108, n. 3, p. 499–507, 2015.

MACHADO VAZ, I.; ROQUE, V.; PIMENTEL, S.; ROCHA, A.; DURO, H. Caracterização Psicossocial de uma População Portuguesa de Amputados do Membro Inferior. Acta Med Port, v. 25, n. 2, p. 77–82, 2012.

MARÍA JOSÉ ESPINOZA, V.; DANIELA GARCÍA, S. Niveles de amputación en extremidades inferiores: repercusión en el futuro del paciente. Revista Médica Clínica Las Condes, v. 25, n. 2, p. 276–280, 2014.

MOREIRA, C. C.; FARBER, A.; KALISH, J. A.; et al. The effect of anesthesia type on major lower extremity amputation in functionally impaired elderly patients Presented at the Forty-third Annual Symposium of the Society for Clinical Vascular Surgery, Miami, Fla, March 29-April 2, 2015. Journal of Vascular Surgery, v. 63, n. 3, p. 696–701, mar 2016.

NUNES, M.; RESENDE, K.; CASTRO, A. Fatores predisponentes para amputação de membro inferior em pacientes diabéticos internados com pés ulcerados no estado de Sergipe. J Vasc Bras, 2006.

OLIVEIRA,JE;MONTENEGROJÚNIOR,RM;VENCIO,S.SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES. DIRETRIZES DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES 2017-2018.-- São Paulo:Editora Clannad, 2017.

OLIVEIRA M NETO, PEREIRA MS, PINTO MAH, AGOSTINHO LM, REINALDO FE JR, HISSA MN. Evaluation of self-care for diabetic foot prevention and clinical examination of the feet in a diabetes mellitus reference center. J Health Biol Sci. 2017 Jan-Mar; 5(3): 265-271.

OLIVEIRA, Y.-S.; IBA BA, J.; NSAME, D.; et al. Les causes d’amputations des membres inférieurs en rééducation : impact de l’insuffisance artérielle et du diabète. Journal de Réadaptation Médicale : Pratique et Formation en Médecine Physique et de Réadaptation, v. 33, n. 4, p. 122–126, 2013.

PAIVA, V. DA S.; ANDIARA, J. P.; WOLPAT, A.; RENOSTO, A. PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DE AMPUTADOS EM UM HOSPITAL DE REFERÊNCIA DE CAXIAS DO SUL/ RS. Congresso de Pesquisa e Extensão da Faculdade da Serra Gaúcha, v. 1, n. 1, 2013.

REINECKE, H.; UNRATH, M.; FREISINGER, E.; et al. Peripheral arterial disease and critical limb ischaemia: still poor outcomes and lack of guideline adherence. European heart journal, v. 36, n. 15, p. 932–8, 14 abr 2015.

REIS, G. DOS; JÚNIOR, A. J. C.; CAMPOS, R. D. S. Perfil epidemiológico de amputados de membros superiores e inferiores atendidos em um centro de referência. Revista Eletrônica Saúde e Ciênciua, v. 2, n. 2, p. 52–62, 2011.

SACHETTI, A.; MIOTTO, C.; DECONTO, G.; et al. Caracterização das amputações de membros inferiores de pacientes atendidos em um centro no norte do RS. EFDeportes.com, n. 170, 2012.

SANTOS, I. C. R. V.; SILVA, A. C. F. DE B. E; SILVA, A. P. DA; MELO, L. C. P. DE. Condutas preventivas na atenção básica e amputação de membros inferiores em portadores de pé diabético. 2008.

SANTOS, L. F. DOS; FRITZEN, P. G.; GONÇALVES, B. R.; MELO, S. AL. DE; SILVA, V. F. DA. Perfil das amputações de membros inferiores de pacientes cadastrados na associação de deficientes físicos de Apucarana. Revista Saúde e Pesquisa, v. 3, n. 1, p. 59–64, 2010.

SCHAPER NC. Lessons from Eurodiale. Diabetes Metab Res Rev. 2012;28(Suppl 1):21-6.American Diabetes Association. Standards of Medical Care in Diabetes-2019.Abridged for Primary Care Providers. Diabetes Care 2018;42(Suppl. 1):S1-S 194.

SILVEIRA,JAA,RESENDE,HMP,LUCENAFILHO,AA,PEREIRA,JG.Características da assistência à saúde a pessoas com diabetes mellitus acompanhadas na Unidade de Saúde da Família Pedregal II, em Cuiabá, MT: reflexões para a equipe de saúde. O Mundo da Saúde, São Paulo: 2010;34(1):43-49.

SPICHLER, D.; MIRANDA JR, F.; SPICHLER, E. S.; FRANCO, L. J. Amputações maiores de membros inferiores por doença arterial periférica e diabetes melito no município do Rio de Janeiro. J Vasc Br, v. 3, n. 2, p. 111–22, 2004.

STAMBOVSKY SPICHLER, E. R.; SPICHLER, D.; LESSA, I.; et al. Capture-recapture method to estimate lower extremity amputation rates in Rio de Janeiro, Brazil. Rev Panam Salud Publica/Pan Am, v. 10, n. 5, p. 334–340, 2001.

TAVARES, D. M. D. S.; DIAS, F. A.; ARAÚJO, L. R.; PEREIRA, G. A. Perfil de clientes submetidos a amputações relacionadas ao diabetes mellitus. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 62, p. 825–830, 2009.

TELFORD, R. J. Anaesthesia for vascular surgery on the extremities. Anaesthesia & Intensive Care Medicine, v. 17, n. 5, p. 230–234, 2016.

YAMADA, K.; YASUNAGA, H.; KADONO, Y.; et al. Postoperative outcomes of major lower extremity amputations in patients with diabetes and peripheral artery disease: analysis using the Diagnosis Procedure Combination database in Japan. The American Journal of Surgery, v. 212, n. 3, p. 446–450, 2016.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv.v7i5.29706

Refbacks

  • There are currently no refbacks.