A tríade língua-discurso-ideologia na relação com o corpo / The triad language-discourse-ideology in the relationship with the body

Darlene Rodrigues de Freitas

Abstract


Este trabalho objetiva compreender como o corpo é discursivizado na entrevista do cabeleireiro James França para o documentário Tabu Brasil: Cirurgias Plásticas e que relações de sentido se estabelecem nesse discurso entre corpo e sujeito. Esse documentário integra a série Tabu Brasil no canal por assinatura, National Geographic Channel. Para analisar o processo de produção dos efeitos de sentido dessas enunciações, este trabalho se fundamenta na Análise de Discurso. Para essa teoria há sempre um batimento entre o dispositivo teórico e o analítico, e o método se organiza em torno desse batimento e do estabelecimento específico do corpus que por sua vez convocam um vai-e-vem entre descrição e interpretação. A proposta de trabalhar a temática da relação entre corpo e sujeito torna-se relevante tanto  no  âmbito  acadêmico, teórico, quanto do ponto de vista social em virtude de seu discurso exercer uma influência marcante na sociedade brasileira em relação ao corpo. Fundamentando- se teoricamente pela perspectiva da Análise de Discurso, a elaboração desta pesquisa tem como proposta reflexiva a relação “língua-discurso-ideologia”. Tal relação, sustentada por dispositivos teóricos e analíticos, permitirá reconhecer a memória, o pré- construído, assim como conhecer o modo como os sentidos estão sendo produzidos e como as posições sujeito estão se constituindo na relação do simbólico com o histórico. Como resultado deste trabalho, espera-se compreender os efeitos de sentidos produzidos a partir das formulações do sujeito desta pesquisa.


Keywords


Análise de Discurso, Corpo, Sujeito, Imagem

References


BARUS-MICHEL, Jacqueline. Uma sociedade nas telas. In: AUBERT, Nicole; HAROCHE, Claudine (Orgs.). Tiranias da Visibilidade: o visível e o invisível nas sociedades contemporâneas. São Paulo: Fap-Unifesp, 2013.

CHIARETTI, Paula. O corpo no discurso da ciência e da tecnologia: a lógica do plug and play. In ORLANDI, Eni P; RODRIGUES, Eduardo Alves; CHIARETTI, P (Orgs.). Linguagem, tecnologia e espaço social. Campinas: RG Editores, 2016.

LACAN, J. O Seminário, livro 19: ... ou pior. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2012. Edição original: 1971-72.

MARIANI, Bethania. “A impotência das palavras” e o indizível em morte inventada. Notas sobre alguns testemunhos. (ou primeiras notas sobre a função testemunhal). In: Cavallari, Juliana Santana; Baldini, Lauro e Barbai, Marcos Aurelio (Orgs.). Discurso e psicanálise: a-versão do sentido. Campinas, SP: Pontes Editores, 2016.

ORLANDI, Eni Puccinelli. Interpretação: autoria, leitura e efeitos do trabalho simbólico. 4ª.ed. Campinas: Pontes, 2004.

. Processos de significação, corpo e sujeito. In: Corpo, sujeito, sentidos. Aline Fernandes de Azevedo (Org.) Curitiba: Appris, 2012.

. A palavra dança e o mundo roda: Polícia! In GUIMARÃES. E. (Org.). Cidade, linguagem e tecnologia. Campinas: Labeurb, 2013.

PÊCHEUX, M. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. 3 ed. Campinas: Editora da Unicamp. 1997.

QUINET, Antonio. Um olhar a mais: ver e ser visto na psicanálise. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2002.

SOARES, Carmen Lúcia. Corpo, conhecimento e educação: notas esparsas . In: Corpo e história. Carmen Lúcia Soares (Org.). Campinas: Autores Associados, 2001




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv.v7i5.29603

Refbacks

  • There are currently no refbacks.